mulher

Daiana Garbin explica como o transtorno alimentar ampliou seu medo de engravidar

Instagram

Daiana Garbin foi uma das convidadas para participar de um bate-papo no canal de Thais Fersoza no YouTube. Grávida de sua primeira filha com Tiago Liefert, a jornalista falou abertamente sobre este momento tão especial e revelou que tinha medo de engravidar, o que foi agravado por um transtorno alimentar que ela enfrentou durante muitos anos. Confira:

Daiana Garbin fala sobre medo de engravidar

Questionada por Fersoza sobre o planejamento da gestação, Daiana revelou que sempre teve medo de engravidar e que não tinha o sonho de ser mãe. Entretanto, ela e o marido pararam de evitar a gestação há dois anos, quando ela já havia completado 36 anos.

“Eu sempre quis muito trabalhar, batalhar pela minha carreira, sempre pensei [em deixar para] depois, depois, depois... Agora que eu estou grávida e estou vivendo essas emoções todas misturadas, eu percebo que era medo, sim. A gente nunca acha que está pronta para ser mãe, então eu falava para o meu marido: 'Eu ainda não estou pronta, me dá mais uns anos'", disse a esposa de Tiago Liefert.

Instagram

Transtorno alimentar de Daiana Garbin

Daiana atuou oito anos no jornalismo da TV Globo e, em 2016, deixou a emissora para se dedicar a um projeto pessoal.

Ao longo de 20 anos, a jornalista sofreu com um transtorno alimentar não especificado, quadro que mistura sintomas de anorexia e bulimia, mas não fecha o diagnóstico em nenhum dos dois, e passou a compartilhar sua experiência e levar informação para outras mulheres sobre o assunto através de seu canal no YouTube, o "Eu Vejo", através de seu site, batizado com o mesmo nome, e de seus dois livros, o "Fazendo as pazes com o corpo" e o "A vida perfeita não existe".

Duante a conversa com Fersoza, Garbin revelou que este transtorno era um dos motivos que alimentavam o seu medo de engravidar.

"Um dos grandes medos de engravidar, não vou mentir para você, era a modificação do corpo. É isso o que eu estou vivendo agora, por nove meses seu corpo ganha outra forma e eu tinha muito medo de como eu ia viver isso (…) Você vive 20 anos aprisionada, machucando o seu corpo para ser cada vez mais magra e, de repente, você vai viver um período em que o seu corpo vai ampliar dia após dia”, diz.

Instagram

A jornalista contou ainda como identificou o seu transtorno: "Você vive completamente aprisionada. Você não consegue fazer uma refeição em paz, você deixa de sair de casa porque tem vergonha do seu corpo, você começa a perder oportunidades pessoais ou profissionais, começa a afetar os relacionamentos e a pessoa fica obcecada. Você divide a sua vida em carboidrato e proteína, em alimentos permitidos e proibidos”, afirma.

Daiana se tratou com acompanhamento médico e terapia e hoje está em uma fase chamada de remissão da doença, termo usado quando as doenças emocionais estão estacionadas, entretanto, a pessoa deve estar sempre atenta, pois uma recaída pode acontecer.

“Eu sei que na minha vida o meu corpo e a minha alimentação vão ser pontos de atenção, mas eu me sinto muito feliz, porque eu digo que eu estou em um caminho de cura muito bonito", diz.

Assista ao vídeo na íntegra:

Famosas grávidas em 2020