mulher

Crianças divertidas e engraçadas tendem a ser adultos mais bem-sucedidos

crianca menina sorrindo feliz 0520 1400x800
Tatyana Vyc/Shutterstock

Em praticamente todos os lugares do mundo, uma “regra social” é dominante: as crianças mais populares de um colégio são, invariavelmente, extrovertidas, assertivas e sociáveis.

Mas um novo estudo descobriu que ser divertido também é uma característica fundamental para que a criança seja querida entre seus pares e, inclusive, faça com que ela se transforme em um adulto mais bem-sucedido.

Ser divertido aumenta a popularidade da criança

criancas brincando felizes 0520 1400x800
Rawpixel.com/Shutterstock

De acordo com uma pesquisa recente realizada pela Florida Atlantic University, dos Estados Unidos, ser divertido é um grande trunfo para uma criança e oferece uma série de benefícios especiais. Os dados foram publicados pelo International Journal of Psychology.

Para o estudo, foram avaliados dois grupos de crianças com idades entre 9 e 12 anos. O primeiro consistiu em 306 meninas e 305 meninos no norte da Colômbia, e o segundo contou com 363 meninas e 299 meninos vivendo no sul da Flórida.

crianca menina brinquedos 0719 1400x800
sunny studio/shutterstock

Essa faixa etária foi escolhida porque é época em que percepções e popularidade sociais se tornaram considerações importantes para o adolescente comum. Os pesquisadores queriam verificar se a diversão estava diretamente relacionada à popularidade de uma criança.

Durante um período de dois meses, as crianças que foram percebidas pelos colegas de classe como alguém divertido e engraçado viram sua popularidade aumentar constantemente. Essa relação se manteve verdadeira depois que os pesquisadores descartaram outros fatores influentes de popularidade, como sociabilidade, liderança, capacidade atlética, etc.

criancas brincadeira correr 0119 1400x800
Pond's Memories/Shutterstock

Mas como ser uma criança engraçada e divertida influencia no sucesso na vida adulta? Segundo os pesquisadores, os benefícios de ser considerado querido na infância vão muito além das recompensas imediatas.

Os estudiosos explicam que experiências divertidas proporcionam estímulos positivos que promovem a criatividade. Ser divertido pode proteger uma criança contra a rejeição, por exemplo, na medida em que aumenta seu o valor para o grupo, podendo assim favorecer o sucesso pessoal e até mesmo profissional na vida adulta.

Criação dos filhos