mulher

Fotos revelam rostinho dos netos trigêmeos de Carlos Alberto de Nóbrega

marcelo nobegra carlos alberto praca 0519 1400x800
Divulgação / SBT

Os netos de Carlos Alberto de Nóbrega, filhos de Marcelo de Nóbrega, nasceram e já temos as primeiras fotos do rostinho das crianças. Os trigêmeos José, Murilo e Emily chegaram ao mundo às 10h30 do dia 9 de setembro de 2019, após uma cesárea na maternidade Pro Matre, em São Paulo.

Os três são do relacionamento do diretor com a cirurgiã-dentista Lytha Gomes e fruto de uma fertilização in vitro (FIV). A esposa de Marcelo de Nóbrega foi diagnosticada com endometriose e por isso optou por um tratamento para engravidar.

Nascem netos trigêmeos de Carlos Alberto de Nóbrega

O filho de Carlos Alberto de Nóbrega acaba de dar mais uma alegria imensa ao pai! Isso porque os tão esperados trigêmeos, frutos da união do ator com Lytha Gomes, acabam de nascer em São Paulo, aumentando a família do famoso apresentador do "A praça é Nossa", exibido no canal SBT.

Depois de anunciar através de um vídeo em seu Instagram que estava a caminho da maternidade após a bolsa da esposa estourar, a mamãe deu à luz a José, Murilo e Emily às 10h30 da manhã do dia 9 de setembro de 2019 após mais ou menos oito meses de gestação.

Seguindo a chegada dos herdeiros, Marcelo compartilhou com seus seguidores um vídeo que mostra como foi o primeiro encontro entre pais e filhos. "José, Emily e Murilo, sejam muito bem-vindos! Papai e mamãe ama demais vocês!", escreveu na legenda.

Rostinho dos filhos de Marcelo de Nóbrega

jose marcelo nobrega 0919 1400x1206
Divulgação

Os pequenos nasceram de parto cesárea e já tiveram seus rostinhos revelados. O primeiro a nascer foi José (foto acima), que veio ao mundo pesando 2.165 quilos e medindo 42 centímetros.

emily marcelo nobrega 0919 1400x933
Divulgação

Logo em seguida foi a vez de Emily (foto acima), a única menina dos trigêmeos, que chegou pesando 1.965 quilos e medindo 43 centímetros.

murilo marcelo nobrega 0919 1400x1036
Divulgação

Por último foi a vez do caçula Murilo (foto acima) que media 40 centímetros e pesava 1.390 quilos.

Mãe e filhos passam bem, porém, devido ao parto prematuro - comum em uma gestação trigemelar - os irmãos estão na UTI Neonatal para ganho de peso e ainda sem previsão de alta. Marcelo já é pai de Dalila, de 29 anos que está espera de seu primeiro filho e Milana, de 24 anos.

Mulheres com endometriose podem fazer FIV?

A FIV é um tratamento muito procurado por casais que, por motivos diversos, não conseguem engravidar de forma natural.

No caso de Marcelo e Lytha a escolha pela fertilização deveu-se ao problema de endometriose enfrentado pela cirurgiã, que a impedia de engravidar sem o auxílio de nenhum tipo de procedimento.

shutter0509 movimentgravida
Coffeemill/Shutterstock

De acordo com Beatrice Nuto Nóbrega, ginecologista e obstetra especialista em Reprodução Humana, a endometriose pode impedir sim que a mulher engravide sem a ajuda de nenhum tipo de tratamento, isso porque as lesões provocadas pela doença podem atrapalhara qualidade dos óvulos da mulher e trazer outros desafios.

endometriose utero 0117 1400x800 1
Lightspring/Shutterstock

"A endometriose é uma doença inflamatória crônica da pelve, que está associada com dor e infertilidade. Essa doença pode causar, por exemplo, aderências e obstrução das trompas, o que dificuldade a gravidez espontânea. A endometriose pode ainda atrapalhar a qualidade dos óvulos e a implantação dos embriões", explica.

A profissional lembra ainda que a doença pode fazer com que os casais fiquem muito tempo aguardando por uma gestação, o que acaba gerando além de um sentimento de frustração, uma piora no quadro e aconselha casais que passam por esse desafio a procurarem ajuda após um tempo.

fertilizacao in vitro fiv 0719 1400x800
bezikus/Shutterstock

"Se a gravidez espontânea não ocorrer em 6 meses a 1 ano, a paciente com endometriose deve procurar um especialista em reprodução para ajudá-la. A fertilização in vitro é atualmente o tratamento de reprodução assistida com maiores chances de sucesso, mas nem sempre ele é necessário. A opção de tratamento depende do grau de endometriose e também depende de outros fatores, como idade e alterações no sêmen", fala.

Filhos de Marcelo de Nóbrega