mulher

Vacinação na gestação: 6 tipos que grávidas não podem tomar de jeito nenhum

vacina seringa gravidez 0819 1400x800
Jirsak/shutterstock

Ao contrário do que muita gente imagina, manter em dia a carteira de vacinação não é um cuidado restrito somente às crianças. Existem vacinas que todo adulto entre 18 e 90 devem tomar para evitar complicações de saúde. Durante a gravidez, no entanto, algumas imunizações não são recomendadas.

De acordo com o ginecologista e obstetra Domingos Mantelli, o ideal é que todas as vacinas sejam tomadas antes do início da gestação e que mulheres em idade fértil e que desejam engravidar devem preparar o corpo para a chegada do bebê. No entanto, a gravidez pode ocorrer de forma inesperada e algumas recomendações são cruciais para evitar problemas.

Vacinas proibidas para grávidas

vacina seringa imunizar 0819 1400x800
Billion Photos/Shutterstock

Entre as imunizações que não devem, em hipótese alguma, ser aplicadas nas gestantes estão as que contêm vírus vivos, capazes de atacar os bebês e prejudicar a formação e desenvolvimento do feto. Portanto, mulheres grávidas não devem receber vacinas contra:

  1. Rubéola
  2. Sarampo
  3. Caxumba
  4. HPV
  5. Rotavírus
  6. A gestante ainda não deve tomar a vacina tríplice viral, que previne o sarampo, caxumba e rubéola. A imunização pode causar malformação no feto, acarretando em problemas cardíacos e neurológicos, surdez, catarata, glaucoma entre outras condições de saúde.
agulha vacina imunizacao 0319 1400x800
Numstocker/Shutterstock

Vacinas que grávidas podem tomar

Segundo as normas do Ministério da Saúde, a única vacina recomendada para todas as gestantes é a dupla tipo adulto (dT), que promove imunização contra o tétano e difteria.

O objetivo principal dessa vacina é evitar o tétano neonatal.

vacina braco mulher 1400x800
pixelaway/Shutterstock

Em casos de risco, também podem ser recomendadas as vacinas contra febre amarela e hepatite B, para impedir a contaminação das crianças. A partir do segundo trimestre de gravidez são aceitas as vacinas contra a gripe, por diminuírem as chances de pneumonia nas mães.

A vacina pneumocócica 23 valente pode ser indicada para mulheres com doenças crônicas no coração, rins e portadoras de diabetes e doenças imunológicas.

vacina injecao adulta 1117 1400x800
Production Perig/shutterstock

O obstetra afirma ainda que as vacinas que não utilizam vírus vivos podem ser ministradas em grávidas sempre no primeiro trimestre de gestação para não comprometer a saúde do feto e só devem ser aplicadas com o conhecimento do médico que acompanha a gestante.

Cuidados durante a gravidez