mulher

"O Rei Leão" ensina mães sobre a importância de não punir criança, diz psicóloga

rei leao live action 118 1400x800
Walt Disney Pictures

A nova versão em live action do filme “O Rei Leão” estreou recentemente, mas já faz sucesso em todo o mundo. Pais que assistiram à animação quando eram crianças hoje podem levar os filhos para acompanhar a saga do leãozinho Simba e ter até mesmo uma nova visão sobre a mensagem da obra.

Foi o caso da psicóloga Nanda Perim que, em seu perfil no Instagram, destacou uma cena que pode ajudar os pais a entender a importância de não punir o filho, mesmo quando o objetivo é “ensinar uma lição” à criança.

“O Rei Leão” dá lição aos pais de como educar filhos

rei leao 0619 1400x800
© 2019 Disney Enterprises, Inc

Na sequência citada pela profissional, Simba desobedece as ordens do pai, que manda Zazu levar Nala pra casa para que ele ensine uma lição pra Simba. Mufasa então chama o pequeno leão e explica o quão errado foi o que o filho fez, apontando as consequências.

Simba lhe explica os motivos por ter errado e o pai desconstrói com ele o conceito de coragem. Ele mostra sua vulnerabilidade dizendo que sentiu medo de perder o filho e explicou que até os grandes reis têm receios.

o rei leao 1218 1400x800
© 1998 - Walt Disney Studios

Na “bronca”, segundo a psicóloga, Mufasa usou do erro de Simba para lhe ensinar lições importantes, necessárias e ainda fortalecer o vínculo entre eles, sem punições, ameaças, nem lutas por poder.

Punir os filhos com castigos prejudica a educação

De acordo com o pediatra Reginaldo Freire, a punição é adotada por muitos pais como uma tentativa de fazer com que a criança não repita algo considerado errado. A tática, no entanto, não funciona ou produz o efeito desejado.

crianca castigo ursinho 0619 1400x800
Africa Studio/Shutterstock

O médico explica que pesquisas mostram que o castigo não faz o comportamento errado da criança parar de acontecer e que a punição apenas mostra o que o pequeno não deve fazer, sem, de fato, ensinar ou educar.

A punição, portanto, funciona apenas momentaneamente, pode transmitir a impressão de eficácia, mas não convence a criança de que ele deve evitar a atitude quando os pais não estão presentes.

castigo crianca bronca 0519 1400x800
Dmitriy Khvan/shutterstock

Ainda segundo o profissional, a ciência mostra que precisamos ser acolhidos nos momentos de frustração, e isolar a criança quando ela está em processo de aprendizagem só mostra que você não está disponível para ajudar.

O castigo, por fim, transmite a ideia de que seu filho não poderá contar com você em situações difíceis e pode resultar em falta de conexão na família, justamente o oposto ensinado ao público na cena dramática de “O Rei Leão”.

View this post on Instagram

Fui assistir o live action do Rei Leão e essa cena me chamou atenção. Lembro de, pequena, assistir esse filme é ficar impressionada com a cena da bronca. Simba desobedeceu as ordens do pai, que manda Zazu levar Nala pra casa para que ele “ensine uma lição” pra Simba. Nesse momento, as crianças da educação punitiva ficam nervosas, temerosas por Simba. Zazu antes de partir lhe diz “boa sorte”. Mas, Mufasa não faz nada do que eu enquanto criança imaginava. Ele chama Simba, explica o quão errado foi o que o filho fez, e diz quais as consequências. Simba lhe explica os motivos por ter errado, e o pai desconstrói com ele que ser corajoso precisa buscar situações. Mostra sua vulnerabilidade dizendo que sentiu medo, medo de perder o filho, e explicou que até os grandes Reis têm medo. Ainda usou da oportunidade para lhe chamar para sua responsabilidade, que seu pai não estará lá sempre para protegê-lo. Na “bronca”, Mufasa usou do erro de Simba para lhe ensinar lições importantes, necessárias e ainda fortalecer o vínculo entre eles. Nada de punições, ameaças, nem lutas por poder. Apenas motivos, responsabilidades e a vulnerabilidade do personagem mais forte, um rei, um leão. Maravilhoso. Hoje, com olhos de adulta, de mãe não punitiva, fiquei maravilhada com a sabedoria de um filme de 1994! E você, quais filmes e desenhos viu com outros olhos depois de ter filhos?! #PsiMama #ReflexãoPsiMama #RessignificandoPsiMama

A post shared by Nanda Perim | PsiMama (@psimamaa) on

Educação dos filhos