Dificuldade para amamentar depois do parto pode ser resolvida com 5 conselhos de pediatra

amamentacao mae bebe0419 1400x800
Lopolo/Shutterstock

A amamentação é um ato natural e instintivo, no entanto, para algumas mulheres nem sempre esse momento é simples. Como qualquer processo de adaptação, as primeiras semanas de amamentação tendem a impor para as mamães alguns desafios.

Contudo, é importante lembrar que amamentar não deve causar desconforto ou ser fonte de preocupação. Por isso, a pediatra Kelly Marques lista alguns conselhos para tornar esse momento mais acolhedor tanto para a mãe como para o bebê.

Conselhos para amamentar

Prepare-se para a hora de amamentar

amamentar noite bebe 0519 1400x800
Evgeny Atamanenko/Shutterstock

Encontre um local arejado, calmo, sem muitas interrupções. Esteja relaxada e conectada com aquele momento para que a mamada seja bem-sucedida.

Atenção à pega correta

bebe mamar amamentacao 0618 1400x800
Romanova Anna/Shutterstock

O sucesso da amamentação está intimamente relacionado à pega correta, ou seja, o bebê deve ter o corpo voltado ao da mãe, barriga com barriga, lábios bem para fora, como queixo próximo da mama, bochechas bem redondas, abocanhando grande parte da aréola e não só o bico.

Mamada sem barulho

bebe amamentacao 1400x800 1017
SelectStock/iStock

Estalos na língua ou som semelhante a um beijo pode ser sinal de pega incorreta ou língua presa. Se isso acontecer, tente mudar de posição. Se persistir, procure um especialista para avaliar.

Dor é sinal de pega incorreta

bebe amamentacao 0119 1400x800
Lolostock/Shutterstock

Dar de mamar não deve doer, mas se isso acontecer, mude a posição e lembre-se de sempre levar o bebê até o seio, nunca o contrário.

Choro após as mamadas

mae com bebe chorando no colo 0318 1400x800
Halfpoint/Shutterstock

Se isso ocorrer após todas as mamadas, fique atenta: pode ser sinal de pega incorreta levando a menor extração de leite ou queda na produção de leite. Para ajudar, beba mais água, alimente-se de forma saudável, descanse e faça a livre demanda.

View this post on Instagram

A amamentação pode ser muito difícil no começo, com muito choro, suor e lágrimas. Costumo dizer que é um ajuste fino entre mãe e bebê, que estão aprendendo. Tudo é muito novo para ambos. Para que mãe e bebê entrem numa mesma sintonia é preciso calma, persistência e paciência. Separei algumas dicas pra vocês. Espero que ajude. 🤗🥰 Leiam! 😉 . 1- Prepare-se para a hora de amamentar: local arejado, calmo, sem muitas interrupções. Esteja relaxada e conectada com aquele momento para que a mamada seja bem-sucedida. . 2- Pega correta: o sucesso da amamentação está relacionado à pega correta, ou seja, o bebê deve ter o corpo voltado ao da mãe, barriga com barriga, lábios bem para fora, como queixo próximo da mama, bochechas bem redondas, abocanhando grande parte da areola e não só o bico. . 3- Mamada sem barulho: estalos na língua ou som semelhante a um beijo pode ser sinal de pega incorreta ou língua presa. Se isso acontecer, tente mudar de posição. Se persistir, procure um especialista para avaliar. . . 4- Dor é sinal de pega incorreta: a amamentar não deve doer, mas se isso acontecer, mude a posição e lembre-se de sempre trazer o bebê até o seio, nunca o contrário. . 5- Choro após as mamadas: se isso ocorrer após todas as mamadas, fique atenta: pode ser sinal de pega incorreta levando a menor extração de leite ou queda na produção de leite. Para ajudar, beba mais água, alimente-se de forma saudável, descanse e faça a livre demanda! . . Existem muitas outras dicas, vivo falando disso lá no blog! Inclusive, se você quer mais dessas dicas, aproveite para entrar no blog e ter acesso ao conteúdo completo sobre amamentação! . . . Coloquei VÁRIOS LINKS no STORIES, OLHA LÁ! 😉 . 👉🏼Link: http://bit.ly/2xcWclU . Dra. Kelly Marques Oliveira⠀⠀⠀ @pediatriadescomplicada Pediatra, Alergia e Imunologia e Consultora Internacional de Amamentação (IBCLC) - CRM 145039/RQE 47171 ⠀ . #pediatriadescomplicada #pediatria #amamentação #amamentaçãoPD #amamentacaoPD #dicasamamentação

A post shared by Kelly Marques Oliveira-Médica (@pediatriadescomplicada) on

Cuidados amamentação