mulher

Aumentam casos de crianças que engolem objetos perigosos, diz estudo: o que fazer

atencion temprana bebes prematuros3
Photo by Colin Maynard on Unsplash

Nos últimos 25 anos, houve um aumento significativo de casos em que crianças engolem objetos perigosos, como partes de brinquedos, moedas e até mesmo pilhas (que podem ser mortais), de acordo com um novo estudo.

Por que as crianças engolem cada vez mais objetos pequenos?

Entre 1995 e 2015, a taxa de ingestão de objetos entre crianças americanas com menos de seis anos de idade aumentou duas vezes, de acordo com o relatório publicado na revista Pediatrics, da Associação Americana de Pediatria.

nina juguete boca
Yuricazac vía Shutterstock

No estudo, os pesquisadores analisaram quase 30 mil casos de ingestão de objetos perigosos em crianças menores de 6 anos. Eles estimaram que um total de 759.000 crianças foram avaliadas no território dos Estados Unidos para esta causa, durante o período de 21 anos em que a pesquisa foi realizada.

Em geral, os meninos ingeriram objetos estranhos com mais frequência que as meninas. Crianças de um ano eram as mais vulneráveis ao fato. Embora engolir objetos seja perigoso, a maioria das crianças (quase 90%) estava bem depois de ser tratada em uma emergência médica.

bebe juguetes
Photo by Shitota Yuri on Unsplash

Objetos mais engolidos pelas crianças

Entre os tipos de objetos engolidos, as moedas foram as mais frequentes. Brinquedos, joias e pilhas vieram logo em seguida. As taxas de ingestão desses itens também aumentaram no período.

Este fato pode ser explicado devido ao crescimento de dispositivos eletrônicos com pilhas em casa, de acordo com a Dra. Orsagh-Yentis. Durante o período estudado, observou-se um aumento de 150 vezes na ingestão de baterias, principalmente aquelas em formato de botão.

pila boton
BonNontawat vía Shutterstock

No estudo, as pilhas botão foram o tipo de bateria mais ingerido. Pode ser letal e causar queimaduras nos tecidos dos órgãos em menos de duas horas. O mais perigoso dessas pilhas é que "elas estão em todas as casas, quer percebamos ou não", segundo Orsagh-Yentis.

A Associação Americana de Pediatria sugere dar duas colheres de chá de mel para as crianças (maiores de um ano) que engoliram uma pilha botão. Isso porque já foi descoberto que o mel pode proteger o tecido perto da bateria e reduzir os ferimentos internos. No entanto, uma consulta médica não deve ser adiada.

miel
M.Volkova vía Shutterstock

Como evitar a ingestão de objetos por crianças

A ingestão de objetos estranhos é relativamente comum em crianças menores de seis anos de idade. Em 2017, por exemplo, essa foi a quarta causa de chamadas nos centros de controle de envenenamento nos Estados Unidos. O número de ocorrências pode ser ainda maior, devido a casos não relatados.

Orsagh-Yentis diz que o estudo ressalta a necessidade de manter as crianças sob maior vigilância e esconder os produtos inseguros:

Isso significa mantê-los em lugares altos, para que as crianças não possam acessá-los tão facilmente, mantê-los em lugares seguros e, particularmente, mantê-los fora da vista das crianças, de modo que nem sequer pensem neles.

nina cocina
MStock00 vía Shutterstock

Meu filho engoliu um objeto: o que fazer?

Se os pais acreditarem que o seu filho pode ter engolido um objeto perigoso, a doutora recomenda ir imediatamente ao pronto-socorro e trazer uma imagem de exemplo (da internet ou da embalagem do objeto) para mostrar ao médico. Tirar uma foto do item ingerido pode ajudar a garantir sua remoção segura.

Se a criança está se afogando com o objeto (não pode tossir ou rir muito, ou não pode respirar diretamente), você deve aplicar outras medidas de emergência. A Mayo Clinic tem um guia prático sobre o que fazer em casos de emergência. É importante que os pais leiam materiais como este e tenham ao alcante para qualquer eventualidade.

Brinquedos perigosos para crianças

Matéria traduzida do original de VIX espanhol, do autor Carina Giordano.