4 passos para quando o filho dá trabalho e fica irreconhecível fora de casa

crianca choro birra 0419 1400x800
Ole_CNX/shutterstock

Birras, choro, gritos e cenas de mau comportamento de crianças em público costumam deixar os pais em pânico, constrangidos e irritados. Lidar com a situação nem sempre é fácil, mas existem 4 passos que você pode seguir quando seu filho dá trabalho e fica irreconhecível fora de casa. Conheça as dicas da palestrante, escritora e especialista em educação Elisama Santos:

Birra fora de casa: o que fazer com a criança

bebe chao birra 0319 1400x800
Marina Dyakonova/Shutterstock

1. O primeiro passo, segundo a especialista, é admitir e reconhecer que o comportamento e reação do adulto responsável pela criança no momento geralmente é influenciado pelo olhar do outro. As pessoas que estão ao redor, presenciando a cena de birra, não devem ser, no entanto, o foco da sua preocupação na hora de tentar controlar seu filho. Dar voz aos olhares alheios é uma das piores coisas que a gente faz, afirma. Ignore as pessoas. Foque em você e no seu filho e na melhor saída para vocês.

crianca chorando manha birra 0218 1400x800
MIA Studio / Shutterstock

2. Se a crise da criança é muito grande e persistente, saia do ambiente com ela. Simplesmente deixar o local onde está deixa muito claro aos presentes que você não quer e não precisa da opinião deles. Além disso, a medida ajuda a reduzir muito a pressão sobre você e sobre seu filho, deixando grande parte da tensão para trás.

mae bronca filho 1217 1400x800
FrankRamspott / iStock

3. Respire fundo e procure se acalmar. Antes de fazer qualquer coisa, silencie a mente, especialmente se sua tagarelice mental insiste em te dizer que você é uma péssima mãe que não sabe educar, e que o seu filho é um pequeno problemático que só te envergonha. Fuja desse tipo de pensamento nocivo. Silencie a voz do julgamento e respire antes de qualquer coisa.

crianca chorando chilique birra 11
atrickheagney / Istock

4. Por fim, entenda que apenas depois de aprender lidar consigo mesma você será capaz de lidar com a criança. Quando nos acalmamos, nossa criatividade volta, assim como nossa capacidade de ouvir e conversar. Neste processo, a criança também se tranquiliza, principalmente quando o adulto transmite calma. Depois de ter se acalmado e entendido que a criança está aprendendo a lidar com seus frustrações e se manifesta através dessas explosões, pense na solução. Pode ser conversar, acolher, fazer combinados, mudar o foco da situação, etc.

View this post on Instagram

No top 5 das dúvidas que ouço diariamente, está o "o que eu faço quando a criança se comporta mau fora de casa?". É interessante perceber como, pra todos nós, o choro(que é algo humano e natural) e o mau comportamento na frente de outras pessoas abala a nossa capacidade de raciocínio, o nosso senso de aceitação e a nossa definição de sermos ou não bons pais. Pois eis aqui as minhas estratégias para lidar com o mau comportamento que ocorre em público. 👉reconheça que o olhar do outro influencia o seu comportamento. Isso parece uma bobagem, mas juro que não é. Em situações em que meus filhos se comportam mal em público, foco em me lembrar que não são eles que estão demais, eu que estou de menos. Que meu desejo de parecer uma boa mãe me faz menos empática comigo e com eles. Que acabo dando vozes aos olhares e acredito que todos estão pensando: "hum... vamos ver como a 'consultora em educação' vai agir agora. ". Dar voz aos olhares é uma das piores coisas que a gente faz. 👉Saia do ambiente. Sério, saia. Se a crise está muito, muito grande, se você está presa em sua própria tagarelice mental, se afaste, deixe a compra no caixa e peça pra pessoa reservar por 5 minutos. Pergunte onde pode ir sozinha com a criança, se estiver na casa de alguém. Sair do ambiente deixa claro aos presentes que você não quer e não precisa da opinião deles. Além de reduzir muito a pressão sobre você e sobre a criança. Uma mudança de local, por si só, já facilita que parte da tensão fique pra trás. 👉Se a sua tagarelice mental ainda insiste em te dizer que você é uma péssima mãe que não sabe educar, e que o seu filho é um pequeno problemático que só te envergonha, melhor se acalmar antes de fazer qualquer coisa. Respira fundo, concentrando no ar que entra e sai das narinas, na barriga que sobe e desce. Canta, em voz alta ou mentalmente. Silencia a mente. 👉Só depois de lidar consigo você será capaz de lidar com a criança. Quando nos acalmamos, a nossa criatividade volta, o capacidade de ouvir e conversar tb. A criança se acalma quando o adulto transmite a tão desejada calma. . Lembre-se, você não precisa da aprovação alheia para a sua forma de educar. Se liberte.

A post shared by Elisama Santos (@elisamasantosc) on

Educação infantil