Antes e depois do pé de Thaeme na gravidez impressiona: como o inchaço reduziu tanto?

Thaeme está na reta final da primeira gestação e tem enfrentado questões bem comuns dessa fase, como o inchaço dos pés na gravidez. Recentemente, a cantora compartilhou, através de publicações no Stories do Instagram, um antes e depois de um procedimento que ela tem adotado para combater a retenção. O resultado é impressionante.

Pé inchado na gravidez

Desde o início da gestação, Thaeme revelou fazer drenagem linfática para amenizar os efeitos da retenção de líquido no corpo. Nesse finzinho de gravidez, ela mostrou como fica o seu pé após a massagem.

O procedimento foi realizado pela esteticista Renata Massaia. Logo após a sessão, Thaeme disse que estava de repouso, com os pés para cima. "Vocês viram o tanto que o meu pé tá inchando, né? Então, tô deixando o pé um pouco para o ar para ajudar no inchaço, fazer a minha parte também”, comentou.

Veja antes e depois da drenagem linfática de Thaeme:

Drenagem na gravidez

O procedimento estético é bastante conhecido pela capacidade de diminuir a retenção de líquido, que causam os incômodosinchaços no corpo e tem feito parte da rotina de cuidados com o corpo de muitas mulheres.

O método queridinho consiste em uma massagem manual com movimentos e pressão adequados que promovem uma melhor circulação do sistema linfático, eliminando as toxinas e excesso de inchaço no corpo.

Muitas mulheres grávidas buscam a técnica tentando combater os inchaços nas pernas e pés, que são bem característicos dessa fase, entretanto é importante lembrar que alguns cuidados devem ser tomados antes de iniciar um tratamento como esse na gestação.

barriga gravida gestante massagem 04
Fineart1 / Shutterstock

Cuidados da drenagem na gravidez

Quem explica é a dermatologista Paula Sanchez, de São Paulo, que faz um alerta importante em relação ao período em que ela é feita. De acordo com a profissional, a técnica só pode ser aplicada na gestante após o segundo trimestre. Essa restrição é importante, porque nos primeiros três meses de gestação o risco de aborto espontâneo é maior.

Visando preservar a saúde tanto da mãe, quanto da criança - que ainda está em uma fase bem delicada de seu desenvolvimento - recomenda-se evitar qualquer procedimento que possa alterar, mesmo que minimamente, o funcionamento do corpo da gestante.

A partir do quarto mês, ou da 16ª semana, os médicos costumam liberar as pacientes, porque a massagem apresenta muitos benefícios, como melhora do funcionamento do intestino, relaxamento, ajuda nas dores nas costas bem comuns nas grávidas e diminuição da retenção de líquido.

massagem gestante gravida barriga 04
Fineart1 / Shutterstock

Entretanto, antes de iniciar esse tipo de tratamento, a mulher deve procurar a orientação de seu obstetra e também buscar por uma profissional preparada para realizar esse o procedimento.

Isso porque a gestação provoca algumas alterações fisiológicas no corpo da mulher que exigem atenção especial e profissionais treinados para lidar com esse momento no qual o corpo está gestando uma nova vida.

Gravidez de Thaeme