mulher

Entenda por que você jamais deve ignorar vermelhidão na pele do bebê

bebe assadura pescoco alergia 10
tongo51 / Shutterstock

A pele do bebê é extremamente sensível e, por isso, nem sempre os pais levam muito a sério quando aparecem sinais de vermelhidão. São inúmeras as causas que podem deixar a pele do pequeno vermelha, algumas realmente inofensivas e outras que pedem um olhar mais cauteloso. Reunimos aqui algumas razões possíveis para tal aspecto da pele que explicam porque ela não deve ser ignorada.

Possíveis causas da vermelhidão na pele

tratamento dermatite pele bebe 012017 1400 1050
Eaaw/Shutterstock

Dermatite alérgica

Manchas avermelhadas que coçam, junto com descamação da pele, inchaço e pequenas bolhas no local podem indicar uma dermatite alérgica. As manchas podem aparecer logo que o bebê entra em contato com algo que causa alergia, ou demorar até 48 horas. O ideal é entender de onde está vindo a alergia - geralmente são de cremes. Uma vez sabido, evitar a utilização.

Hemangioma

Manchas vermelhas na pele do pequeno também são um sinal de alerta, pois podem indicar hemangioma, que é a malformação de vasos. Elas podem ser planas ou até com pequenos relevos e variar de tamanho ou de cor. Geralmente, são benignas e costumam sumir com o tempo. Porém, é essencial levar o bebê ao pediatra para que ele possa avaliar melhor e acompanhar todo o processo.

Dermatite de fralda

Muito comum entre os bebês, principalmente durante os primeiros meses, a dermatite de fralda ou assaduras, costumam causar ardência, coceira e irritação. Suas principais características são bolinhas, vermelhidão e descamação nas áreas das dobrinhas, virilha e bumbum.

A principal causa é o contato prolongado da pele do pequeno com urina, fezes e suor. Para evitar o problema, é fundamental não demorar para fazer a troca de fralda. Limpe com toalhas umedecidas e não se esqueça de aplicar cremes preventivos de assaduras para manter o bebê longe de assaduras.

bebe fralda 10
Yoottana Tiyaworanan / Shutterstock

Doença da bofetada

São manchas vermelhas que surgem especialmente nas bochechas, podendo surgir depois nas costas, barriga, braços e pernas. A doença da bofetada é contagiosa, mas na fase em que aparecem as manchas, já não há risco de transmitir a doença. O tratamento envolve remédios anti-histamínicos e remédios anti-térmicos e analgésicos como o Paracetamol prescritos pelo pediatra.

Roséola

São manchas pequenas e avermelhadas ou cor-de-rosa, que costumam surgir no tronco, pescoço e braços. A roséola dura cerca de 7 dias e é contagiosa, sendo transmitida através do contato com a saliva.

O tratamento envolve remédios para a febre como o Paracetamol orientados pelo pediatra e a adoção de alguns cuidados como evitar mantas e cobertores, dar banhos com água morna e colocar um pano molhado em água fresca na testa e axilas.

tratamento dermatite pele bebe 012017 1400 800
Chubykin Arkady/Shutterstock

Brotoeja

Pequenas bolinhas vermelhas ou esbranquiçadas nos lugares de maior transpiração, como dobrinhas, peito, axilas e pescoço, podem ser sinais de brotoeja. Elas geram irritação e coceira e costumam aparecer no calor, por conta das glândulas sudoríparas, que ainda não estão completamente formadas e acabam não expelindo totalmente o suor e entupindo.

Nesses casos, além de fazer o acompanhamento médico, o indicado é evitar cobertores e roupas pesadas em dias muito quentes, preferir tecidos de algodão para facilitar a transpiração e dar banhos frequentes para aliviar o calor do bebê.

Eritema Tóxico

São manchas vermelhas, arredondadas com bordas mal definidas que surgem no tórax, rosto, braços e bumbum. Esse quadro é considerado inofensivo, sendo que pode ser tratado com sabonetes e cremes hipoalérgicos - pode durar por duas semanas.

tratamento dermatite pele bebe 012017 1400 840
Luca Lorenzelli/Shutterstock

Doenças de bebê