Não é só 1: conheça 15 benefícios incríveis que bebês têm ao mamar (até QI cresce)

amamentacao leite materno 0119 1400x800
Olena Kosynska/shutterstock

O leite materno é uma fonte de nutriente importante responsável por fornecer mais da metade das necessidades calóricas dos bebês e, portanto, essencial não somente para alimentação, mas para o desenvolvimento do pequeno.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que bebês sejam alimentados exclusivamente com leite materno até os seis meses de idade, justamente em função dos benefícios que garante.

Benefícios da amamentação

bebe mamar amamentacao 0618 1400x800
Romanova Anna/Shutterstock

Sistema imunológico: o leite humano ajuda a amadurecer o sistema imunológico, melhorando a resposta do pequeno à vacinação e diminuindo o risco de câncer infantil

Pele: bebês que mamam têm menos chance de desenvolver quadros de eczema alérgico

Articulações e músculos: bebês que mamam possuem mais resistência a quadros de artrite reumatoide.

Garganta: bebês que mamam são menos susceptíveis a amigdalites

QI: o colesterol e outros tipos de gordura presentes no leite humano incentivam o crescimento do tecido nervoso do bebê.

amamentacao 0119 1400x800
wong sze yuen/Shutterstock

Sistema endócrino: bebês que mamam têm menos risco de contrair diabetes

Apêndice: bebês que mamam têm menos chance de desenvolver apendicite aguda

Boca: há uma menor necessidade de ortodontia em crianças amamentadas por mais de um ano

Olhos: bebês alimentados com leite materno tem maior acuidade visual

aleitamento materno amamentacao 1017 1400x800 0
FatCamera/istock

Sistema respiratório: bebês amamentados têm menos infecções graves respiratórias superiores, menos chiados, menos gripe e menos riscos de pneumonia.

Sistema endócrino: a amamentação reduz os riscos de contrair diabetes

Sistema digestivo: bebês que mamam têm menos riscos de desenvolver infecções gastrointestinais. Além disso, seis meses de aleitamento materno exclusivo reduz os riscos de alergias alimentares. A amamentação ainda diminui os riscos de doença de Crohn e colite ulcerativa na idade adulta.

Coração e sistema circulatório: bebês amamentados têm menor colesterol quando adultos. A frequência cardíaca é menor em crianças amamentadas.

Rins: com menos sal e menos proteína, o leite materno é mais fácil de ser digerido nos rins do bebê.

Musculatura facial: o movimento de sucção auxilia na formação da arcada dentária do bebê

mulher amamentacao bebe 0618 1400x800
Natalia Deriabina/Shutterstock

Amamentação e saúde do bebê