mulher

Sabrina Sato volta ao Carnaval exatamente 50 dias após cesárea de Zoe: é permitido?

sabrina sato carnaval retorno 012019 1400x941
Leo Franco/AgNews

Uma das personalidades mais importantes do Carnaval de São Paulo e do Rio de Janeiro, Sabrina Sato retornou aos ensaios no dia 18 de janeiro, em um megaevento, um ensaio duplo da Gaviões da Fiel com a Unidos de Vila Isabel, as duas escolas que coroaram a apresentadora como rainha de bateria em 2019.

O ensaio aconteceu na quadra da agremiação paulista e marcou um dos maiores desafios profissionais da apresentadora, já acostumada ao ritmo acelerado: agora ela é mãe da pequena Zoe, sua primeira filha fruto do relacionamento com Duda Nagle.

sabrina sato carnaval retorno 012019 1400x1967
Leo Franco/AgNews

Sabrina agendou seu retorno à folia para exatamente 50 dias após o parto de Zoe, que nasceu em uma maternidade de São Paulo após um cesárea humanizada. Essa disposição da famosa, no entanto, gerou questionamentos. A partir de quando é seguro voltar às atividades físicas mais intensas após uma cesariana?

Preparo físico de Sabrina Sato

Desde o início da gestação, Sabrina buscou formas de se preparar para o nascimento da menina, pois o objetivo era tentar um parto natural humanizado, que é preferido especialmente por mulheres que desejam uma recuperação mais rápida após dar à luz.

No entanto, o parto normal não foi possível. Em 41 semanas de gestação e após 24 horas no hospital, Zoe veio ao mundo através da cesárea.

View this post on Instagram

Feliz 2019 com muito amor 💗

A post shared by Sabrina Sato 🅱️+ (@sabrinasato) on

Apesar de representar um momento único e transformador na vida de toda mulher, é importante reforçar que a cesariana é uma cirurgia, que corta sete camadas da pele. Como todo procedimento cirúrgico, ela envolve cuidados especiais no pós-operatório e possui algumas limitações, sendo o retorno às atividades físicas, uma delas.

Sabrina, que já tinha uma vida de atividade física habitual e intensa, mesmo antes de engravidar de Zoe, comemorou recentemente que foi autorizada a fazer caminhadas leves.

"Tão feliz que voltei a caminhar depois de muito tempo. A atividade física sempre fez parte da minha vida e me faz muito bem. Vou tentar conciliar entre as mamadas e soninho da Zoe. Quem quer começar junto?", declarou.

Exercício físico após cesárea

Em entrevista ao VIX, o ginecologista e obstetra Domingos Mantelli explica que a mulher que passou por uma cesariana deve ter paciência para voltar aos exercícios com segurança.

"Ela precisa ter calma, pois sem dúvida não é algo que acontece de uma hora para outra e necessita de acompanhamento médico. Depois de uma semana da cesariana, a mãe já pode fazer alongamentos e pequenas caminhadas, desde que respeite o limite da dor", explica o profissional.

Os primeiros dias após esse tipo de parto são cruciais para a recuperação sadia da mãe. É indicado, por exemplo, fazer repouso absoluto, pois grandes esforços físicos podem atrapalhar a cicatrização e causar ainda mais sofrimento.

Nesses primeiros dias, mesmo as mulheres que já praticavam atividade física antes de engravidar e durante a gravidez devem respeitar as restrições. É preciso ter em mente que é um momento de transição na vida e vai envolver ainda noites mal dormidas, novas responsabilidades e uma rotina totalmente modificada. Será preciso aprender os novos limites do corpo e ficar atenta, buscando sempre orientação médica.

Pós-parto sadio

sabrina sato carnaval retorno 012019 1400x1567
Leo Franco/AgNews

Cerca de 15 dias após o parto, a atividade física bem leve pode trazer benefícios a mulher, desde que realizada com responsabilidade, sem exageros.

Os exercícios podem ajudar a regular hormônios, que estarão bem bagunçados no pós-parto, equilibrando mente e corpo. O médico reforça que as expectativas da mãe devem estar alinhadas com o momento pelo qual ela está passando e, sendo assim, os resultados podem não vir como antes da gravidez.

"Vale lembrar também que o rendimento nos primeiros meses costuma ser baixo, já que a chegada do bebê atrapalha a qualidade de sono da mãe, que está mais cansada", pontua.

Outro cuidado que a mulher deve ter é em relação à amamentação, que pode ser prejudicada por uma atividade mal realizada. "A desidratação em excesso por causa do suor pode diminuir a produção de leite", alerta.

De acordo com o obstetra, a liberação para atividades físicas mais intensas demora mesmo um pouco mais, em média de 60 a 90 dias, dependendo da recuperação da mulher. Mesmo após esse período, toda atividade deve ter acompanhamento profissional

Cuidados pós-parto