Grávida que NÃO quer ter varizes deve seguir estes 6 passos preventivos

varizes pernas veias 0518 1400x800
Winzy Lee/Shutterstock

O crescimento da barriga, aumento no volume de sangue nas pernas e a dilatação dos vasos sanguíneos durante a gestação pode acarretar no aparecimento de varizes. Especialmente em mulheres com pré-disposição genética para este problema.

Isso acontece durante a gravidez porque, com o desenvolvimento do bebê, há um aumento da pressão abdominal e compressão da veia cava inferior, o que dificulta o retorno venoso para as pernas e pés. O cirurgião vascular Dr. Alexandre Trevisan explica que, por isso, as veias ficam sobrecarregadas e as grávidas que já tinham tendência a ter varizes observam o agravamento deste quadro.

mulher gravida piscina 1112 1400x800
bezikus/Shutterstock

Dicas para prevenir as varizes na gravidez

O ganho excessivo de peso compromete ainda mais o surgimento de varizes na gestação e, por isso, manter uma alimentação balanceada junto a uma rotina de exercícios físicos já consegue prevenir as varizes.

Normalmente, os tratamentos contra as varizes não são indicados durante a gravidez. A boa notícia é que, na maioria das vezes, estes vasinhos costumam desaparecer naturalmente alguns meses após o parto. Por isso, é recomendado apostar na prevenção: veja 6 passos para evitar as varizes na gravidez:

gravida deitada barriga 0119 1400x800
wavebreakmedia/Shutterstock

Meias de compressão: elas só devem ser utilizadas quando indicadas por um médico. As meias de compressão para grávidas ajudam a prevenir os inchaços e estimular a circulação nas pernas.

Pernas para cima: quando descansar, é importante deixar as pernas elevadas ao menos 15 minutos, de duas a três vezes ao dia.

mulher cama pernas 1112 1400x800
gel.lozano/Shutterstock

Não fique parada: a dica é evitar ficar muito tempo sentada, cruzar as pernas ou permanecer na mesma posição. Exercícios físicos como caminhadas, por exemplo, auxiliam a manter a circulação sanguínea;

Massagens: a drenagem linfática auxilia neste processo, melhorando o fluxo sanguíneo e os inchaços;

Deitar do lado esquerdo: essa dica simples ajuda a aliviar a pressão do útero nas veias, especialmente nos últimos meses de gravidez quando a barriga está grande e o bebê pesado.

Salto baixo: a recomendação é deixar o salto alto no armário e optar por modelos baixinhos, como rasteiras e sapatilhas. Se a gestante é do tipo que não consegue ficar sem salto, a dica é usar modelos mais grossos, tratorados e quadrados.

Mitos e verdades sobre as varizes