Eis um macete rápido para descobrir desde cedo se bebê tem algum problema auditivo

bebe orelha 1218 1400x800
riggleton/Shutterstock

Ainda que existam procedimentos médicos eficazes para detectar problemas de audição nos bebês, é importante ter em mente que perdas auditivas podem se desenvolver a qualquer momento e levar a atrasos no aprendizado da criança.

Um diagnóstico precoce sobre o quadro auditivo de um bebê permite mais planejamento, seja em termos de tratamento, seja em qualidade de vida. Por isso, é importante saber identificar se o pequeno estiver com algum problema.

Como identificar problemas auditivos

bebe ouvido 1218 1400x800
leungchopan/Shutterstock

Macete

De acordo Thaís Palazzi, fonoaudióloga do Hospital CEMA, o bebê que não reage a sons fortes, com palmas, e que depois, já maior, não responde a fala dos pais, não atende quando é chamado pelo nome ou ouve frases simples; que não imita sons e palavras pode ter problemas auditivos.

menina ouvindo musica 1218 1400x800
Top Photo Engineer/Shutterstock

Ela explica que se as primeiras palavras não se desenvolvem, a fala da criança é difícil de entender, ela substitui e omite determinados sons e sempre parece agitada e inquieta, tais sinais podem indicar que há alterações auditivas

Prevenção

Existem problemas auditivos que são permanentes, e déficits auditivos temporários, como os provocados por resfriados ou otites mas que, se frequentes, podem afetar como e quando a criança aprende a falar. Por isso, é preciso que pais e mães tenham atenção, uma vez que em alguns casos é possível minimizar o risco de alguns fatores afetarem a audição dos pequenos.

Hábitos preventivos incluem:

  • Não colocar nada no ouvido da criança, até cotonetes podem causar danos
  • Manter a vacinação em dia, pois algumas doenças podem prejudicar a audição
  • Monitorar resfriados e otites
  • Não expor a criança a ruídos muito altos

Tratamento

bebe frio agasalho 1018 1400x800 0
Kiselev Andrey Valerevich/Shutterstock

Em casos de déficits temporários de audição, o tratamento responderá ao diagnóstico do pediatra. Já em casos de surdez, o aparelho auditivo é a alternativa mais utilizada. Seja em níveis leves ou severos, o aparelho amplificará o som que ela consegue escutar. Além do aparelho ou do implante, é fundamental que a criança faça um trabalho de reabilitação fonoaudiológica o quanto antes, para aprender a ouvir e a falar.

Problemas auditivos