mulher

Falta desta vitamina pode causar diabetes, parto prematuro e até depressão pós parto

gravida tomando vitamina 0318 1400x800
SpeedKingz/Shutterstock

A vitamina D tem papel fundamental para o organismo, especialmente das grávidas: além de ajudar na absorção de ferro e cálcio no corpo, atuando na formação óssea, a substância é importante para os processos de liberação de insulina e bom funcionamento do sistema imunológico.

Segundo Andreia Friques, nutricionista materno infantil, estudos destacam que a vitamina D é um dos nutrientes mais importantes no período gestacional, já que está envolvido diretamente com a regulação de mais de 2.700 genes diferentes.

Carência de vitamina D na gestação

Os baixos níveis desta vitamina no organismo durante a gestação podem aumentar os riscos de aborto espontâneo e pressão alta, com riscos de pré-eclâmpsia.

“Os autores do estudo ainda destacaram que, em grande parte dos casos de crescimento intrauterino retardado (CIUR), diabetes gestacional, partos prematuros e depressão pós-parto, os níveis maternos da vitamina estavam abaixo do recomendado”, afirmou a nutricionista em post divulgado nas redes sociais.

exame barriga gravida 0118 1400x800
Have a nice day Photo/Shutterstock

Níveis de vitamina D ideais para grávidas

De acordo com Andreia Friques, os especialistas recomendam valores entre 40 e 60ng/ml para mulheres que querem engravidar ou que já estão esperando um bebê. Mas nem sempre a suplementação, devidamente prescrita por um médico após a realização de exames, é necessária.

A vitamina D é encontrada em alimentos como peixes, óleo de fígado de bacalhau, ovos, shitake e laticínios..É metabolizada no organismo por meio de banhos de sol, que devem ser realizados sempre em horários com menor incidência de raios UV (antes das 10 da manhã e após às 16 horas) e com uso de proteção solar.

Alimentação balanceada na gravidez