mulher

NÃO é pé e mão; na verdade estes são os 3 sinais que dizem quando bebê está com frio

bebe frio agasalho 1018 1400x800
Kiselev Andrey Valerevich/Shutterstock

Uma das coisas mais difíceis de ser pai ou mãe de primeira viagem é entender os sinais que o bebê dá quando precisa de algo. O timbre e a intensidade do choro podem significar diferentes necessidades, da fome e cansaço ao desconforto com as cólicas, por exemplo.

Quando as mãos e pés do recém-nascido ficam geladinhas, os pais não têm dúvidas: ele está com frio! Parece óbvio, mas a pediatra Paula Arruda esclarece: as extremidades tendem a ficar mais frias mesmo e não são motivo para capotar o bebê em excesso.

Sinais de que o bebê está com frio

Fisiologicamente, os bebês ainda não têm a capacidade de regular a temperatura corporal como os adultos: os pequenos podem perder calor por meio de superfícies desprotegidas.

Mas isso não significa encher o pequeno com roupas pesadas, luvinhas e cobertores. A pediatra explica que a orientação é sempre colocar no pequeno uma peça a mais do que os pais estiverem usando. E reforça que o aquecimento excessivo pode causar irritabilidade além do aumento do risco de morte súbita.

mae maos bebe 10181 1400x800
Andrii Orlov/Shutterstock

Em seu perfil nas redes sociais, a médica fornece aos pais três sinais básicos para reconhecer quando o bebê realmente está com frio:

1. Tronco frio

Se a barriga ou peito do bebê estiverem geladinhos por baixo das roupas, ele realmente está com frio. A dica é colocar mais uma peça de roupa ou adotar um cobertor para aquecê-lo sem exagerar.

2. Cabeça fria

O mesmo acontece quando a cabeça está fria. Nestes casos, é preciso observar também o comportamento do pequeno: além da cabeça, ele pode se mostrar agitado sem motivo aparente e até mesmo quieto demais.

3. Lábios arroxeados

Os recém-nascidos costumam ter uma leve cianose quando estão com frio. Isso significa que a pele e mucosas, com a boca, por exemplo, tendem a ficar com uma coloração azulada ou roxinha. Neste caso, vale caprichar mais nas roupas quentes, especialmente em ambientes externos.

Entenda o comportamento do recém-nascido