3 restrições que Sabrina Sato colocou na alimentação durante a gravidez: são comuns?

Sabrina Sato não esconde que está adorando cada descoberta de sua primeira gravidez. Em um vídeo divulgado no seu canal no Youtube, a apresentadora se divertiu com as mudanças que estão acontecendo em seu corpo e também em sua alimentação, revelando que já engordou 11 kg desde que ficou sabendo que estava esperando um bebê.

Depois de passar por um susto no início da gestação, a futura mamãe contou que passou a comer tudo o que tinha vontade, sem ligar muito para o aumento de peso. Porém, mesmo com o apetite intensificado, ela precisou adotar algumas restrições em sua dieta para o bem de sua filha.

Embora sejam poucas, essas limitações na alimentação da apresentadora são fundamentais para que o bebê se desenvolva de maneira saudável na barriga da mãe. Por isso, elas costumam ser indicadas por muitos especialistas e devem ser seguidas com precaução. Saiba quais são:

Alimentação na gravidez: o que evitar?

Bebidas alcoólicas

No vídeo, Sabrina explicou que parou de tomar qualquer bebida alcoólica a partir do momento que descobriu que estava esperando um bebê. “Cortei totalmente o álcool da dieta desde que descobri que estava grávida. Eu nunca mais coloquei uma gota de bebida ou de cerveja na boca”, disse.

De fato, o álcool deve ser evitado na gestação, porque ele pode provocar malformações fetais, causar o crescimento restrito do bebê e afetar até mesmo a capacidade intelectual da criança. Além disso, a substância também aumenta o risco de aborto e de parto prematuro.

Café

Ao falar do que vem consumindo na gestação, a apresentadora contou que só tem tomado café na versão descafeinada. Embora não seja proibido na gravidez, o consumo de café deve ser feito com moderação, porque a cafeína presente na bebida, quando ingerida em excesso, pode afetar negativamente a formação do bebê.

A concentração elevada da substância no corpo da gestante pode interferir no crescimento e desenvolvimento das células fetais.Sem contar que a cafeína possui um efeito vasoconstritor no organismo, o que pode diminuir a oferta de oxigênio para o feto.

Peixe cru

Outra restrição na dieta de Sabrina afeta diretamente os amantes de comida japonesa. Para a tristeza da apresentadora, ela teve de deixar de comer peixe cru (e qualquer outra carne crua ou malpassada) durante a gravidez.

Esses alimentos sem cozimento podem apresentar risco de contaminação por parasitas e bactérias e eventualmente causar algum tipo de intoxicação alimentar na gestante, o que pode prejudicar o desenvolvimento e a vida do bebê.

No entanto, assim como foi apontado pela mamãe no vídeo, o peixe cru na gravidez pode ser consumido desde que a gestante tenha conhecimento da procedência do produto no restaurante em que está comendo. Ou seja, se for um local confiável, o consumo desses alimentos é menos arriscado.

Sabrina Sato grávida