mulher

Mayra Cardi teve 2 sintomas da gravidez antes mesmo de a menstruação atrasar

Grávida de uma menina, fruto do casamento com o ator Arthur Aguiar, Mayra Cardi usou as redes sociais para dividir com alguns fãs curiosidades sobre a gestação.

Segundo ela, antes mesmo de confirmar a gravidez com um exame de sangue, ela já suspeitava da gestação, porque o seu corpo indicava alguns sinais de mudança.

Sinais da gravidez de Mayra Cardi

View this post on Instagram

Bom dia, carinha inchada da gravidez e do acordar agora, Com 4 meses e a barriguinha está começando a aparecer, me perguntam onde está minha barriga com 4 meses, fiz até um video da barriga que está no meu Story para vcs, a barriguinha é somente a do bebe que Ainda é muito pequeno como TODOS os bebes de 4 meses, agradeço a minha alimentação saudavel @secavocerenove por essa barriguinha e por estarmos fabricando gente saudável, o bebe é o que vc come, mamães nada pode ser mais importante que a VIDA do seu bebe, os desejos de comer "porcarias" devem ser menores do que o desejo de "fabricar" um filho saudável e inteligente, quem vai "construir" o corpinho o cérebro do seu bebe é oque você come, pense nessa responsabilidade, pense no seu filho, nada pode ser mais importante do que a vida que você está gerando

A post shared by Mayra Cardi (@mayracardi) on

Por uma questão pessoal, ela e Arthur mantiveram sigilo até que Cardi alcançasse o quarto mês de gestação, quando a anunciaram ao público por meio de uma música escrita pelo ator.

Em seu canal no YouTube, Cardi afirmou que duas mudanças no corpo antes mesmo do atraso menstrual a fizeram suspeitar de uma possível gravidez: seios inchados e barriga "quadrada".

“Eu senti os peitos maiores. Minha barriga é muito chapada e eu senti que já estava ficando um pouco ‘quadradinha’”, contou. Ao notar os sinais, decidiu fazer um exame de sangue, que confirmou a suspeita.

View this post on Instagram

Tenho visto muitas mamães postando fotos chorando, bico do peito machucado, cara amassada ou descabelada, com cara de sofrimento, usando a frase "realidade de ser mãe" de fato a maternidade não é somente flores, tem muitas questões bem doloridas! Mas acima de tudo, quando decidimos ser mãe na maioria das vezes é por amor, não amor ao filho inicialmente, pois, ele ainda não nasceu, na maioria das vezes, é pelo amor de um homem e uma mulher que desejam concretizar em forma de gente uma linda união, gerando um amor maior, uma nova vida para se viver um sonho. Acredito que a vida de mãe, acordar de madrugada para dar de mama, trocar a fralda, dar banho, fazer dormir... tudo isso não deveria ser doloroso, se fosse compartilhado pelos responsáveis desse amor... e ai vem o pai! Nós, mulheres, atingimos um lugar da igualdade, liberdade, dos direitos iguais até a pagina 2, porque inconscientemente nos colocamos no lugar de super heroína e a responsabilidade de cuidar dessa concretização de amor passa a ser só nossa, por escolha de nós mesmas! Eu gostaria de ver mais homens sendo pais, e "talvez", eles não possam ser porque nós mulheres não os deixamos ser , porque somos dominadoras e fortes até demais, nos sentindo insubstituíveis ou auto suficiente, eu não sou suficiente e nem insubstituível , nós precisamos de ajuda, precisamos de amor, de amar e ser amada, precisamos que alguem sofra junto e fique sem dormir. Eu quero fazer amor e amar em conjunto até que eu possa gerar uma vida. E ao gerar essa vida, eu quero gerar enquanto recebo beijos, carinhos quando eu enjoo eu quero que ele cante musica para eu dormir quando a barriga não me deixa mais! E quando eu parir eu quero que ele segure a minha mão, eu quero que ele faça o meu curativo para sarar, e quando o bebe chorar para eu dar de mama eu quero que ele me traga e fique acordado conversando comigo enquanto ele mama! Eu quero dar banho enquanto ele põe roupa, quero tirar leite enquanto ele faz dormir... eu quero permitir que o pai seja o pai e esse "amor" não seja fardo, não seja dolorido, nem cansativo, porque o amor só pode ser vivido quando compartilhado. (CONTINUAÇÃO DO TEXTO NA PROXIMA FOTO)

A post shared by Mayra Cardi (@mayracardi) on

Ao contrário de Arthur, que será pai de primeira viagem, Mayra já é mãe de Lucas, de 17 anos.

Sinais comuns no começo da gravidez

gravidez gestante medico 1016 1400x800
Steven Frame/Shutterstock

Os sinais relatados por Cardi, de acordo com a ginecologista e obstetra Alberto Guimarães, fazem parte, sim, dos sintomas que podem indicar gravidez mesmo antes do atraso menstrual. De acordo com a especialista, o principal sintoma presente nas primeiras semanas é a hipersensibilidade nos seios.

O aumento de volume e incômodo, muito relatado pelas gestantes, é causado pela flutuação hormonal decorrente da fecundação, o que ocasiona uma inflamação das glândulas mamárias, tornando o mamilo ou a mama toda mais sensível ao toque.

Outros sintomas não relatados pela coach mas que também são bastante comuns são um leve sangramento, que acontece após 15 dias da fecundação, e sensações parecidas com a TPM, como irritabilidade e aumento do sentimentalismo, mas muito mais intensos.

A mulher deve estar atenta aos sinais do corpo, principalmente se ela já passou por uma gestação anteriormente, pois os sintomas, muito provavelmente, se repetirão. Entretanto, para ter a confirmação oficial, o mais indicado pela especialista é realizar um exame de sangue, como fez Cardi.

Veja o vídeo completo abaixo:

Sintomas de gravidez