mulher

Por que esse exame feito no 4º mês de gravidez é o mais temido pelas mães?

gravida barriga fundo preto 0418 1400x800
AdeleD

Se nos primeiros meses de gestação a maior apreensão da mãe e do pai é o risco da perda gestacional, a apreensão é substituída a partir da 11ª semana pela dúvida sobre a saúde feto. A resposta a essa questão geralmente é identificado pelo Ultrassom Morfológico.

Ainda que haja diversos mecanismos para identificar doenças no início da gestação, o exame mais utilizado para o rastreamento de enfermidades cromossômicas e diversas alterações são as ultrassonografias morfológicas.

Translucência nucal

Realizado entre a 11ª semanas e 13ª semanas e 6 dias, esse exame é o responsável por avaliar o risco de síndrome de Down (e outras síndromes) baseado na translucência nucal, que é a medida da nuca do feto. A partir dessa medida combinada à outros fatores - como idade materna - é calculado o risco do bebê apresentar alguma alteração.

A translucência é normal com valores abaixo de 2,5 mm e quanto maior for a medida acima de 2,5mm, maior o risco do bebê ter algum distúrbio cromossômico.

Menos preocupação

É importante enfatizar que o ultrassom morfológico trabalha com probabilidades e, portanto, não exclui nem confirma a síndrome. Ocorre que, se a gestante tem, por exemplo, 37 anos e, ao fazer o ultrassom, a medida da translucência nucal for normal, o risco diminui e, nesse caso, a família pode seguir com mais tranquilidade para os exames mais invasivos.

Examos de gravidez