Por que você não deve enganar seu filho dizendo que remédio é bala para ele tomar

crianca tomando remedio 1400x800 0217
vandame/shutterstock

Se seu filho tem dificuldades em aceitar remédios e você inventa que são balas ou doces só para ele tomar, pode estar cometendo um erro. De acordo com a Academia Americana de Pediatria, não se deve utilizar nomes “atraentes’” para se referir aos medicamentos.

Fazer filho tomar remédio: não diga que é bala

tomar remedios 0816 1400x800 1
Dima Sobko/shutterstock

Isso pode fazer com que eles queiram “comer as balas” caso consigam encontrar os remédios dentro de casa e acabem tomando em excesso, causando um envenenamento. O risco é especialmente maior com os medicamentos de crianças, que costumam ser mais docinhos.

As pílulas devem ser armazenadas em suas embalagens originais e em armários trancados, longe do alcance dos pequenos. Mesmo que consiga vencer todos esses obstáculos, se souber que aquilo não é doce, não irá comer, e nem correr riscos.

Outro passo importante é verificar validade e dosagem correta toda vez que for dar remédio aos filhos. Quando o medicamento for líquido, a recomendação da Academia Americana de Pediatria é de que não se use uma colher para dar à criança, o ideal é que se use o dosador que geralmente vem junto.

Leia mais sobre o assunto: