É perigoso ter parto normal após cesárea? Especialista responde e compara riscos

mae com bebe pos parto 0816 1400x800
martin81/Shutterstock

Muitas mulheres que vivenciam o procedimento da cesárea em uma gravidez, mostram-se inseguras em ter um parto normal na gestação seguinte. Embora a preocupação seja importante para discernir sobre as singularidades de sua própria gravidez, o parto normal costuma ser o mais indicado em situações como essa, pois apresenta menos riscos do que a realização de uma segunda cirurgia.

De acordo com publicação de Dra. Melania Amorim, médica obstetra pós-doutorada na OMS, membro da Febrasgo (Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia) e autora do blog Estuda, Melania, Estuda, depois da primeira cesárea, o nascimento de um segundo bebê pode trazer riscos à mulher. Porém, a especialista aponta que, embora os riscos existam nas duas vias de nascimento, o índice de complicações é menor no parto vaginal.

Ruptura uterina é um risco?

dor cicatriz cesarea 1400x800 0517
bukharova/shutterstock

Ainda conforme a médica, a maior preocupação de um trabalho de parto depois de uma cesariana é a possibilidade de ocorrer uma ruptura uterina e as complicações decorrentes, tanto materna como perinatais. A ruptura pode ocorrer porque a região da cicatriz deixada no útero não tem a mesma resistência do tecido íntegro e, por isso, torna-se um ponto de fragilidade.

Mas, apesar da preocupação, especialistas asseguram que os riscos do parto normal precisam ser pesados contra os riscos de se repetir a cesariana, que incluem tanto complicações imediatas, como lesão de bexiga, hemorragia e histerectomia; como tardias, como dor pélvica, placenta prévia, acretismo placentário, dentre outras.

Partos futuros

nascimento bebe parto natural 0916 1400x800
ArtisticCaptures/istock

Outra questão a ser considerada é que como depois da primeira cesariana o tecido uterino perde um pouco da sua resistência, a partir de duas cesáreas, ou seja, dois cortes no útero, a chance de acontecer uma ruptura da cicatriz durante o terceiro trabalho de parto aumenta e os riscos, a partir de então, passam a se assemelhar aos o de uma terceira ou quarta cirurgia.

Também por conta disso, a opção pelo parto normal na segunda gravidez será determinante para aumentar as chances de um terceiro ou quarto partos vaginais.

parto nascimento bebe 0817 1400x800
Natalia Deriabina/Shutterstock

Parto normal como primeira opção

Para Dra. Melania, o ideal é que que haja esforços para que a primeira cirurgia cesariana seja evitada. Segundo estudos seguros e internacionalmente aceitos, o parto vaginal é a via de nascimento mais segura para mães e fetos saudáveis. Além de ser menos agressivo, o processo ainda diminui as chances de hemorragia materna e prepara o sistema respiratório do bebê para o ambiente externo.

Informações sobre pós parto