mulher

O que fez Karina Bacchi para praticamente dobrar as chances de engravidar aos 40?

karina bacchi gravida 0717 1400x800
Karinabacchi/instagram

No último mês de gestação, Karina Bacchi decidiu divulgar uma série de vídeos nas redes sociais para falar sobre o processo ao qual se submeteu para engravidar. A modelo e atriz, que está esperando seu primeiro filho aos 40 anos, recorreu a uma fertilização e contou mais detalhes do tratamento.

Nas imagens publicadas no Instagram, Karina conta que precisou se submeter a meses de terapia com hormônios antes de estar apta a realizar a fertilização in vitro, feita com sêmen de um doador internacional.

Planejamento da gravidez

“O fato de as mulheres nascerem com um número de óvulos determinado e não ter uma produção durante a vida torna importante o planejamento [da gravidez] ao longo da vida reprodutiva”, explica em um dos vídeos Ana Maria Massad, uma das médicas responsáveis pelo tratamento de Karina.

De acordo com a ginecologista, as mulheres nascem com um número de óvulos programados para ovulação e isso determina, ao longo da vida, algumas faixas etárias que se tornam críticas para o processo de ovulação e gestação.

“Então, aos 34 anos, já é preciso ter um planejamento. Aos 37, efetivamente temos uma queda de fertilidade. E aos 40, tem uma queda ainda mais importante”, reforça.

Óvulos congelados

Por recomendação de sua ginecologista, Karina Bacchi congelou seus óvulos aos 35 anos para conseguir realizar o sonho de ser mãe. Segundo Daniella Castellotti, especialista em reprodução humana, a decisão foi extremamente importante para que Karina tivesse sucesso no tratamento.

“Usamos os óvulos dela de 35 anos congelados, que têm maior chance de dar certo, praticamente o dobre de chances do que os óvulos de 40 anos, com sêmen de doador”, esclarece a médica. 

Fertilização in vitro

Com o organismo preparado após o tratamento hormonal, os médicos prosseguem para o processo de fertilização in vitro (VIT). Nele, o óvulo da mulher recebe artificialmente, em laboratório, o espermatozoide do homem. A partir daí, ele começa a se dividir e se transforma em um embrião, que só então é transferido para o útero da mãe.

Em geral, vários embriões são inseridos no corpo da mulher para aumentar as chances de uma gravidez. Por conta disso, muitas mulheres acabam ficando grávidas de gêmeos ou mais. No caso de uma gestação gemelar, há mais riscos para as mães e os bebês, independente da idade.

fertilizacao in vitro capa
Alex Mit / Shutterstock

Gravidez de Karina Bacchi

Karina Bacchi anunciou sua primeira gravidez em fevereiro de 2017, quando já estava na 13ª semana de gestação. O bebê, que é fruto de produção independente, será um menino. 

View this post on Instagram

"KAMINHO de MÃE" - parte 1 -🤰🏼🙏🏻segue aqui pra vcs um pouco da minha história, do meu caminhar ... ESTAMOS NO ULTIMO MÊS... Mas foram momentos de muita expectativa ( ainda estão sendo) de muita FÉ, de apoio médico das minhas anjas Dra Ana Maria Massad e Dra Daniella Castellotti. Apesar de todos os obstáculos, separação de um casamento, cirurgia de retirada de trompas, meses de tratamento com hormônios, nunca me faltaram força, positividade, família, Deus ! Escolhas foram feitas com pés no chão e muita perseverança. Hoje estou mais perto da realização do meu sonho de ser MÃE, hoje gero uma vida em mim, já sou mais completa e mais feliz ! Já sou mais Amor ❤️🙏🏻 obrigada a todos que através de mensagens, orações, pensamentos bons, amizade, transformaram esse momento delicado em um momento de força extraordinária. Somos todos juntos uma corrente de luz ! Amo vcs ! #babybacchi MEU FILHO , meu ANJO 👼🏼 estamos te esperando !🙏🏻🎉 #pregnant #karinabacchi #BLESSED ( edição imagem @jr.calegari ) #babybacchi

A post shared by Karina Bacchi (@karinabacchi) on

Gravidez depois dos 30