mulher

Por que a viagem de Taís Araújo sem marido ou filhos se tornou mensagem importante?

Taís Araújo, atriz, esposa de Lázaro Ramos e mãe de João Vicente e Maria Antônia, fez e falou o que muitas mulheres que são mães têm vontade e deveriam conseguir fazer: ela se deu miniférias dos papéis de profissional, mãe, esposa e dona de casa para cuidar exclusivamente de si. Para isso, ela viajou sem os filhos e o marido com quatro amigas para o Deserto do Atacama, no Chile.

A decisão surgiu, como contou em suas redes sociais, porque ela sentiu necessidade de depois de anos se dedicando à carreira e à família, tirar alguns dias sozinha para olhar e cuidar somente de si. Com as amigas, então, ela pôde ouvir seus desejos, fofocar, falar besteira e descansar.

Mas, é claro que a culpa, aquele sentimentozinho que insiste em perseguir todas as mães, apareceu. Assim que a viagem se concretizou, no momento em que entrou no avião, a atriz se sentiu culpada. “Entrei no avião com uma culpa sem tamanho”, contou. Mas, ela seguiu forte e determinada na missão de cuidar de si para conseguir então cuidar dos outros.

O resultado dos quatro dias longe de toda a sua rotina fizeram com que ela voltasse para sua casa e para a sua família ainda melhor. “Voltei pra casa mais forte, feliz, potente e descansada pra seguir a vida que eu escolhi: ser mãe, esposa, profissional e mulher”, comentou.

O texto de Taís serve de inspiração e a atitude dela, essencial para a manutenção da saúde física, metal e familiar, deveria ser adaptada para todas as mulheres.

É claro que as diferentes realidades nem sempre permitem uma grande viagem com as amigas. Mas vale, dentro do possível, tirar um pouquinho de tempo para cuidar de si. Com isso, o amor pela mulher profissional, mulher mãe, mulher esposa e mulher administradora de um lar se renova e transborda.

Maternidade real