Fatores que podem desencadear depressão pós-parto: da genética ao estresse

mao bebe recem nascido 02
Graphic Stock

A depressão pós-parto atinge cerca de 15 a 20% das mulheres. O momento de adaptação para toda família não é fácil e precisa ser superado em conjunto, uma vez que existem quadros mais leves de depressão que passam quase que desapercebidos por quem está ao redor da nova mãe.

Pós-Parto: quais as causas da depressão?

A depressão pós-parto é definida como aquela que ocorre nas primeiras quatro a seis semanas após o parto. No entanto, em muitos casos, a depressão começa já antes do nascimento do bebê, nas últimas semanas de gestação, persistindo no puerpério. Por isso, alguns autores preferem o termo peri-parto para caracterizar o período de risco de incidência.

A tendência à depressão pós-parto depende da interação de vários fatores, incluindo:

  • propensão genética;
  • alterações hormonais decorrentes da gravidez e pós-parto;
  • fatores sociais;
  • influências culturais;
  • estresse natural da maternidade.
bumbum nenem bebe colo 1116 1697x1131
Janice Richard/istock

Mulheres que tiveram depressão pós-parto podem ter uma gestação subsequente. Sendo assim, é preciso ficar alerta aos sintomas que, possivelmente, podem se manifestar de novo. O tratamento pode incluir medicação antidepressiva sempre com orientação médica, principalmente, se a mãe estiver amamentando o bebê.

Outras informações sobre depressão