Relato de Taís Araújo resume emoção única em descobrir que seria mamãe de menina

tais araujo filha maria 01
Anderson Borde / AgNews

Taís Araújo aproveitou o aniversário da sua pequena Maria Antônia, que completou três aninhos, para fazer uma homenagem à menina. O texto traz questões importantes e pode fazer com que muitas mães de identifiquem.

Gestar um filho, além das alterações hormonais, mexe muito com o emocional de uma mulher. Mas, tudo pode ser ainda mais intenso quando a mãe descobre que o bebê é uma menina e passa a enxergar um pouco de si naquilo que a pequena pode vir a ser. Foi exatamente isso que a atriz relatou.

“Ela começou uma mudança em mim bem antes da minha barriga estar do tamanho que está nessa foto. Lembro bem do início dessa transformação. No momento em que abri o envelope e estava escrito: 'Sexo - Feminino'. Fiquei tão impactada que achei que estavam falando do meu sexo, mas eu estava grávida, fazendo um exame pra descobrir o sexo do bebê!!!!!! Claro que meu sexo é feminino e o bebê que estava dentro de mim também era. Foi isso que me desesperou, minha vida inteira passou pela minha cabeça em segundos”, escreveu.

Além das “meninices” e dos bons momentos vividos, Taís ainda conta que lembrou dos desafios que enfrenta até hoje por ser mulher e que possivelmente Maria Antônia também terá que enfrentar. “Todas as meninices, as alegrias e as dores de uma mulher passaram a povoar meu pensamento. Assim como todo machismo embutido na minha cultura e na minha educação também”, colocou.

tais araujo filha maria antonia 01
Anderson Borde / AgNews

Parte do texto ainda serviu para que a mamãe pudesse se declarar a filha e agradecer a transformação que ela gerou. “Maria Antônia, você me faz querer ser melhor a cada dia, seu sorriso me dá coragem pra batalhar por um mundo honesto e justo para todos, me dá força pra eu gritar com peito aberto e sem medo de me expor. Preciso dizer que grande parte de quem sou hoje, devo a você”, escreveu.

Por fim, a atriz deu uma grande aula mostrando que filhos não são continuações de seus pais e é exatamente as diferenças e peculiaridades de cada indivíduo que tornam a maternidade fascinante. “Muito obrigada por ser essa menina tão linda, tão cheia de energia que me desafia diariamente com seu gênio forte, seu bom e mau humor e sua teimosia. Obrigada por ser tão doce, tão dura, tão levada, tão divertida, tão emburrada e tão criativa. Obrigada por ser você”, finalizou.

Veja texto na íntegra:

"Ela começou uma mudança em mim bem antes da minha barriga estar do tamanho que está nessa foto. Lembro bem do início dessa transformação. No momento em que abri o envelope e estava escrito: "Sexo - Feminino". Fiquei tão impactada que achei que estavam falando do meu sexo, mas eu estava grávida, fazendo um exame pra descobrir o sexo do bebê!!!!!! Claro que meu sexo é feminino e o bebê que estava dentro de mim também era. Foi isso que me desesperou, minha vida inteira passou pela minha cabeça em segundos. Todas as meninices, as alegrias e as dores de uma mulher passaram a povoar meu pensamento. Assim como todo machismo embutido na minha cultura e na minha educação também. Maria Antônia, vc me faz querer ser melhor a cada dia, seu sorriso me dá coragem pra batalhar por um mundo honesto e justo para todos, me dá força pra eu gritar com peito aberto e sem medo de me expor. Preciso dizer que grande parte de quem sou hoje, devo a vc. Muito obrigada por ser essa menina tão linda, tão cheia de energia que me desafia diariamente com seu gênio forte, seu bom e mau humor e sua teimosia. Obrigada por ser tão doce, tão dura, tão levada, tão divertida, tão emburrada e tão criativa. Obrigada por ser vc. Feliz aniversário, minha filha, que Deus proteja seus passos e ilumine sua vida para que vc continue sendo vc."

View this post on Instagram

Ela começou uma mudança em mim bem antes da minha barriga estar do tamanho que está nessa foto. Lembro bem do início dessa transformação. No momento em que abri o envelope e estava escrito: "Sexo - Feminino". Fiquei tão impactada que achei que estavam falando do meu sexo, mas eu estava grávida, fazendo um exame pra descobrir o sexo do bebê!!!!!! Claro que meu sexo é feminino e o bebê que estava dentro de mim também era. Foi isso que me desesperou, minha vida inteira passou pela minha cabeça em segundos. Todas as meninices, as alegrias e as dores de uma mulher passaram a povoar meu pensamento. Assim como todo machismo embutido na minha cultura e na minha educação também. Maria Antônia, vc me faz querer ser melhor a cada dia, seu sorriso me dá coragem pra batalhar por um mundo honesto e justo para todos, me dá força pra eu gritar com peito aberto e sem medo de me expor. Preciso dizer que grande parte de quem sou hoje, devo a vc. Muito obrigada por ser essa menina tão linda, tão cheia de energia que me desafia diariamente com seu gênio forte, seu bom e mau humor e sua teimosia. Obrigada por ser tão doce, tão dura, tão levada, tão divertida, tão emburrada e tão criativa. Obrigada por ser vc. Feliz aniversário, minha filha, que Deus proteja seus passos e ilumine sua vida para que vc continue sendo vc. 👼🏾👏🏾💋🍰🎈🎉🎀🎁❤ #FelizDeQuemTemUmAmigoFotografo Foto: @aledesouza1970

A post shared by Taís Araujo (@taisdeverdade) on

Como é ser mãe de menina