mulher

Pai passa a cuidar mais das filhas e faz relato tocante a mães: "Como conseguem?"

marcos riangers filhas 1116 1400x800
GISELE SAUER/DIVULGAÇÃO

Um texto publicado no Facebook com um relato real sobre a rotina de cuidados com os filhos fez com que muitos pais e, principalmente, muitas mães se identificassem. Em poucas horas o post chegou a mais de 24 mil compartilhamentos e 49 mil curtidas. 

Intitulado "Folga do Trabalho", o texto fala da falsa impressão que se tem das mulheres que ficam em casa cuidando das crianças enquanto os homens trabalham fora. O autor, Marcos Piangers, que é escritor e palestrante, entende do assunto. Ele já lançou best-sellers como "O Papai é Pop" e "O Papai é Pop 2", e é pai de Anita, 11 anos, e Aurora, 4 anos. 

Piangers conta que sempre viajou muito a trabalho e tinha orgulho de estar sempre ocupado e produtivo. Quando sua esposa, Ana Cardoso, reclamava de sua ausência, respondia dizendo que estava trabalhando muito para pagar as contas e afirmava que ela era sortuda por poder passar o dia em casa.

Pai que cuida das filhas

pai filhas relato 1116 1400 800
Gisele Sauer/Divulgação

Até que algumas mudanças aconteceram, ele conseguiu equilibrar trabalho e família e passou a ter mais tempo com as filhas. Foi então que percebeu que não é nada fácil e começou a rever suas opiniões. "Passei a desenvolver a maior admiração pela minha esposa", escreveu. 

A partir daí, surgiram muitos questionamentos: "Como minha mulher consegue? Como vocês mulheres conseguem? Como conseguem as mulheres que cuidam dos filhos e trabalham? Como conseguem as mães sem marido que pagam todas as contas e cuidam dos filhos?"

E uma conclusão: "Você, que está trabalhando e acha que sua mulher é uma sortuda por ficar em casa, pense de novo. Quem está de folga é você", finalizou.

pai filhas 1116 1400 1589
Gisele Sauer/Divulgação

Leia o texto na íntegra:

"Folga do trabalho

Sempre trabalhei muito e sempre viajei a trabalho e quando minha esposa reclamava da minha ausência eu dizia que era pra pagar contas mas na verdade não era. Eu gostava de estar sendo produtivo, de estar realizando sonhos e pagar as contas era um efeito colateral que servia como ótima desculpa pra estar mergulhado no trabalho. Sempre dizia pra minha esposa: “Você não sabe como é sortuda. Pode passar o dia em casa!". Ela me dizia que não, que naquele tempinho da tarde em que as meninas estavam na escola só conseguia organizar quase nada e "puf!", acabava o dia, era escuro e as meninas estavam na porta berrando. Eu dizia: "quem me dera ter a tarde livre!". Ela dizia: "um dia você vai ver!". Um dia eu vi.

Consegui equilibrar trabalho e família e comecei a passar muito tempo com as meninas. Como tenho a política de não trabalhar enquanto estou com elas, celular e computador ficam desligados. Quando as deixo na van e olho pro telefone, são centenas de mensagens. Respondo uma ou duas, tomo um copo de água e "dim dom!", toca a campainha. São as meninas voltando da escola! Não da tempo de fazer nada!

A vida de um cuidador de crianças é tremendamente atribulada com discussões incessantes a respeito de que roupa usar ou da necessidade de comer só mais uma colherada de arroz com feijão. Nos milésimos de segundos restantes você consegue fazer as necessidades fisiológicas e, de repente, recomeça tudo de novo. Passei a desenvolver a maior admiração pela minha esposa. Como ela consegue? Como vocês mulheres conseguem? Como conseguem as mulheres que cuidam dos filhos e trabalham? Como conseguem as mães sem marido que pagam todas as contas e cuidam dos filhos? Essas mulheres conseguem fazer xixi? Me parece improvável.

Você, que está trabalhando e acha que sua mulher é uma sortuda por ficar em casa, pense de novo. Quem está de folga é você."

Outros relatos de pais e mães na internet: