mulher

Jovem com Down abre marca de brigadeiro "Downlicia" e inspira com história linda

Enrolar brigadeiros, atender a clientela e gravar vídeos de receitas para as redes sociais se tornou parte da rotina do jovem Gabriel Bernardes Lima, 21 anos, de São Paulo. Ele criou a empresa de brigadeiros gourmet Downlicia, com ajuda da mãe e da irmã de 22 anos e, desde então, seus dias são divididos entre a escola e o preparo e venda dos docinhos. Gabriel tem Síndrome de Down.

“Foi daí que pensamos o nome da marca”, conta a mãe, Martha Aparecida Rodrigues Bernardes. “Tudo que ele faz, nós precisamos dizer que ‘está delicioso’. É o estímulo dele. Então, demos esse nome para começar a vender os brigadeiros do Gabriel”.

A história da Downlicia, entretanto, não tem só quatro meses, como a versão oficial sugere.

Ela teve início quando Martha enfrentou as dificuldades para ajudar Gabriel a superar suas próprias limitações desde o nascimento, um processo muito comum aos pais que descobrem que o filho tem Síndrome de Down

"Descobri que ele tinha Down no início da gestação e, quando ele nasceu, não perdi tempo e comecei os tratamentos precocemente", conta Martha, que reconheceu o trabalho do filho com os docinhos como um caminho inspirador para a inclusão.

"Ele fez alguns cursos de gastronomia e as outras mães sempre diziam que ele era muito esperto na cozinha e falava muito bem".

"Foi então que tivemos a ideia de gravar ele em casa fazendo as coisas, para mostrar do que ele era capaz e, assim, estimular outras famílias a dar mais liberdade para que seus filhos (também com Síndrome de Down) colocassem em prática o que tinham em mente".

Marca de brigadeiros Downlicia: história 

A marca de brigadeiros gourmet do Gabriel, a Downlicia, começou como muitos projetos informais que acabam dando certo: pela recomendação dos amigos. 

Martha, que é secretária da Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, na Zona Sul de São Paulo, deu alguns brigadeiros do Gabriel de presente para o padre: ele elogiou. Depois, ela ofereceu a uma amiga, que também aprovou o docinho.

Com o tempo, os brigadeiros de paçoca, de limão, de café e tradicional, passaram a fazer parte dos encontros de casal e dos eventos internos da Igreja. “A princípio, nós só fornecemos para a Igreja, mas pessoas, então, passaram a encomendar para festinhas”, comenta Martha, em entrevista ao VIX.

Inclusão pelo trabalho

O reconhecimento do talento com os docinhos veio no momento certo na vida de Gabriel – e da família toda, que enfrentava dificuldades financeiras na ocasião.

Martha conta que, antes de embarcar nessa ideia, Gabriel estava trabalhando como funcionário terceirizado de limpeza em um instituto cultural.

“Ele adorava, mesmo porque ele sempre me ajudou a limpar a casa. Mas, como estudava de manhã e trabalhava à tarde, ou ele dormia no trabalho ou na escola”, relembra. “Foi importante, porque foi o primeiro emprego dele, com carteira assinada e tudo. Ele também andou pela primeira vez de ônibus sem minha presença ou da irmã. Mas, priorizamos o rendimento nos estudos”.

Como a rotina de fazer os brigadeiros não atrapalhava o dia a dia do jovem, Martha decidiu apostar nesta vontade de Gabriel. 

“Ele prepara os brigadeiros na quinta e na sexta para vendermos somente aos finais de semana, em feiras de eventos e exposições”, explica, detalhando que esse é um dos segmentos em que a Downlicia mais tem dado certo, com a venda de até 300 brigadeiros por final de semana.

“Ele serve as pessoas, passa o cartão na maquininha, ajuda a montar a banca para expor. Foi um caminho de inclusão que encontrei que ele nunca tinha vivido”.

“Agora, eu vejo que ele tem um objetivo de vida. Ele nunca tinha trabalhado em contato com o público. E ele ama”.

A experiência de Gabriel tem sido inspiradora também para outros pais e mães que têm filhos com Síndrome de Down. “É uma forma de mostrar para as mães como pode ser. E ele sempre foi muito bem aceito. Nunca vi ninguém reclamar do atendimento ou da presença dele em algum lugar”.

Vídeos com receitas

Antes mesmo de os brigadeiros fazerem sucesso, a Downlicia já estava conquistando as redes sociais de colherada em colherada. 

“Nós gravamos o Gabriel fazendo os brigadeiros, outros pratos e até da rotina dele e colocamos na página do Facebook. Então, recebi muitas mensagens de mães de crianças que tem Síndrome de Down falando sobre o desenvolvimento dele”, diz Martha.

No vídeo abaixo, Gabriel aparece ensinando várias receitas de brigadeiro gourmet. A primeira é a mais pedida dos clientes: brigadeiro de paçoca.

Todo o material de divulgação, inclusive, é feito pela família, que também se divide para a produção dos brigadeiros em alguns dias, dependendo do tamanho da encomenda.

Sabores e encomendas

Atualmente, o Downlicia tem brigadeiros gourmet nos sabores tradicional, paçoca, café, menta, limão, leite ninho e bicho de pé. Cada unidade custa R$ 4,00. O contato para encomendas, exposição em feiras ou participação em eventos pode ser feito pela página do Facebook da marca

Histórias inspiradoras