mulher

História de Giulia rendeu um dos momentos mais lindos do futebol: vídeo emociona

Poderia ser um jogo comum, mas se tornou um dos mais emocionantes da história do futebol. Isso porque a pequena Giulia entrou em campo ao lado do pai, o jogador Roger, do Botafogo, antes de a partida do time carioca começar. A menina, de 11 anos, acompanhou o time junto com outras crianças para cantar o hino nacional. E ao deixar o campo, saiu ovacionada pela torcida. O motivo? A história da garota, que comoveu a todos dias antes. 

História de Giulia, filha de Roger

Giulia é deficiente visual. Ela nasceu cega por conta de uma atrofia no nervo ótico. Por isso, ela sempre ouviu os gols do pai através das narrações dos jogos. Todos souberam da história através de uma reportagem do Esporte Espetacular com a família de Roger. Na entrevista, o narrador Luis Roberto levou um presente especial para a menina: um quadro feito com tecnologia 3D, em que ela conseguiu "tocar" o gol do pai e "vê-lo" pela primeira vez em ação, ao marcar um gol histórico de sua carreira. Acompanhe o momento abaixo.

Momento histórico para o futebol

Após a história comover o país, a pequena acompanhou o pai no jogo entre Botafogo e Avaí, pelo Campeonato Brasileiro. As imagens são emocionantes e mostram o momento em que a menina se dá conta de que o estádio inteiro canta seu nome: "Olê olê olê olá, Giulia, Giulia". Assista e tente conter as lágrimas no momento em que, emocionada, ela abraça o pai.

Logo depois que saiu do campo, Giulia falou sobre a sensação de ouvir seu nome ser gritado por tantas pessoas. "Foi muito emocionante. Eu pude sentir o carinho que a torcida tem por mim. Já sou botafoguense, de coração agora. Eu fiquei emocionada, deu vontade de chorar um pouquinho porque foi muito lindo", falou ao site do programa Globo Esporte. 

Roger também não deixou de agradecer. "A atitude da nossa torcida marcou a minha família marcou a minha vida. [...] Ela realmente se sentiu amada, se sentiu querida, muito especial [...] Foi uma noite inesquecível. A minha filha chorando dentro do estádio. Isso marcou a minha história, com certeza", falou o jogador ao programa 'Bem, Amigos', do canal SporTV.  

Histórias emocionantes e inspiradoras