mulher

Filho larga emprego e leva mãe com Alzheimer para andar de moto todos os dias

Fausto Moura, de 54 anos, é de Uberlândia, Minas Gerais, e trabalhava em uma empresa de software quando decidiu abandonar o emprego para cuidar da mãe, Cândida Blanche, de 79 anos, que tem Alzheimer. Além de se dedicar em tempo integral à matriarca, cuidando da casa e dando banho, o filho reserva um momento do dia para uma atividade que ela aprecia muito: andar de moto.

“Na juventude, eu sempre dei muito trabalho, e minha mãe sempre me apoiou, nunca me abandonou. Ela sempre foi muito ativa, se dedicou muito aos filhos. Fiquei muito sentido com a debilitação dela e achei que chegou a minha vez de retribuir. Eu devo isto a ela para deixar os dias dela mais felizes”, explica Fausto.

Cuidados e carinho com a mãe

fausto e a mae 0617 1400x800
Arquivo Pessoal/Fausto Moura

Fausto tem irmãos, mas é o único que mora com a mãe desde que se divorciou, há 20 anos. Alguns anos atrás, os sintomas do Alzheimer começaram a se manifestar e Dona Blanche (como é conhecida) passou a não querer ficar sozinha durante o dia.

“Ela não aceitava que outra pessoa cuidasse dela porque queria ficar comigo, então eu passei a levá-la para a empresa onde eu trabalhava. De um ano para cá, minha mãe ficou mais frágil e passou a não conseguir mais fazer as coisas de casa”, comenta Moura.

Passeios de moto

passeio de moto 0617 1400x800
Arquivo Pessoal/Fausto Moura

Para que a mãe passeasse e não ficasse sozinha aos fins de semana, Fausto começou a levar Dona Blanche a encontros de motociclistas.

“Eu adoro andar de moto e, aos finais de semana, costumamos nos reunir, fazer passeios até cidades próximas, e eu comecei a levá-la. Ela participa, conversa com as pessoas e, quando eu pergunto se está feliz, ela responde que sim porque está comigo”, comemora o mineiro.

Abandono do emprego para cuidar da mãe

dona blanche moto 0617 1400x800
Arquivo Pessoal/Fausto Moura

Com o avanço da doença, Dona Blanche agora precisa de ajuda 24 horas por dia. Por isso, Fausto decidiu abrir mão de seu emprego para cuidar da mãe e vive com uma ajuda de custo dada pelos seus irmãos. “Até mês passado ela ainda fazia cafezinho, mas agora não mais, então eu faço todas as refeições dela, dou banho e no final da tarde sempre levo ela para dar uma voltinha de moto”, comenta.

Fausto conta que considera importante levá-la para passear pela cidade porque é uma forma de fazer com que ela saia de casa, veja coisas novas e estimule a memória.

dona blanche moto 0617 1400x01400
Arquivo Pessoal/Fausto Moura

Por conta da doença, a idosa passou a ter dificuldade para se higienizar e Fausto teve uma grande ideia para que a mãe não ficasse suja.

“Às vezes, ela não quer tomar banho porque acha que não está suja. Então eu passei a falar para ela: ‘Vamos colocar uma roupa bonita para tirar foto’. Aí ela aceita tomar banho e trocar de roupa, porque gosta que eu poste as fotos dela para as pessoas elogiarem”, conta Fausto.

fausto e a mae 0617 1400x1300
Arquivo Pessoal/Fausto Moura
fausto e a mae 0617 1400x1100
Arquivo Pessoal/Fausto Moura
fausto e a mae 0617 1400x1150
Arquivo Pessoal/Fausto Moura

Amor de família