pop

Estas fotos subaquáticas venceram concurso e não foi à toa: são de tirar o fôlego

montagem ocean art contest 0219 1400x800
Jinggong Zhang//Ocean Art Competition 2018/Divulgação | Kyler Badten/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

A vida marinha é cheia de mistérios, e a cada nova imagem que temos feita nas profundezas do oceano, mais nós aprendemos coisas novas sobre animais aquáticos. O concurso Ocean Art Contest fala justamente sobre a prática de se fotografar debaixo d'água - que requer muita técnica e habilidade. A edição de 2018 do concurso premiou algumas cenas incríveis que jamais imaginaríamos poder ver. Confira as mais impressionantes!

Melhor show subaquático

“Devil Ray Ballet”, por Duncan Murrel. A foto foi tirada em Honda Bay, nas Filipinas, e mostra três arraias nadando em perfeita sincronia, como se estivessem dançando.

ocean art contest 0219 1400x800 1
Duncan Murrell/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

Categoria Grande-Angular

1º lugar: “Gentle Giants”, por François Baelen.

O clique, feito no arquipélago St. Gilles, Reunion Island - uma região paradisíaca perto da África - mostra uma enorme baleia vista de trás.

ocean art contest 0219 1400x800 2
François Baelen/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

2º lugar: “Paddle Boarders Sunset”, por Grant Thomas.

A foto parece uma pintura de tão bonita, e mostra um recife de corais próximo à superfície do mar, onde quatro pessoas praticam Standup Paddle. O clique foi feito em Ha’apai, no pequeno país de Tonga.

ocean art competition 0319 1400x804
Grant Thomas/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

3º lugar: “Two Inquisitive Friends”, por Celia Kujala.

A fotógrafa registrou dois pequenos leões marinhos que olham para a câmera com muita curiosidade, em Jurien Bay Marine Park, na Austrália.

ocean art contest 0219 1400x800 4
Celia Kujala/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

4º lugar: “West Coast Flowers”, por Geo Cloete.

A foto, feita em West Coast, na África do Sul, mostra uma conjunção de anêmonas do mar multicoloridas.

ocean art contest 0219 1400x800 5
Geo Cloete/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

5º lugar: “Eclipse”, por Edwar Herreno.

O fotógrafo conseguiu registrar, em Bat Island, na Costa Rica, um conjunto de arraias nadando contra a luz, em uma foto de encher os olhos.

ocean art contest 0219 1400x800 6
Edwar Herreno/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

6º lugar: “Silky Sunset”, por Daniel Flormann.

A foto, feita em Jardins de la Reina, em Cuba, mostra um enorme tubarão-seda nadando ao por do sol.

ocean art competition 0319 1400x805
Daniel Flormann/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

Menção honrosa: “Pacific Red Sockeye”, por Wu Yung Sen.

O fotógrafo conseguiu registrar um salmão-vermelho nos mares de British Columbia, Canadá, em um dia de sol com as montanhas ao fundo.

ocean art contest 0219 1400x800 8
Wu Yung Sen/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

Menção honrosa: “Hanging in Leru”, por Steve Kopp.

Outra foto que merece destaque é a feita em Solomon Island, que mostra um mergulhador nadando bem no meio de uma enorme fenda rochosa. Incrivelmente lindo!!

ocean art contest 0219 1400x800 9
Steve Kopp/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

Categoria Macro

1º lugar: "Ancistrocheirus", por Jeff Milisen.

A foto mostra uma espécie de lula com muitos detalhes, registrados pela lente macro, e foi feita em Kailua-Kona, uma praia do Havaí.

ocean art contest 0219 1400x800 10
Jeff Milisen/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

2º lugar: “Look”, por Chun Zhou.

A foto mostra um peixe da espécie Caboz em cima de outro animal marinho, que foi tirada em Shanghai, na China.

ocean art contest 0219 1400x800 11
Chun Zhou/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

3º lugar: “Speedy Cuttlefish”, por Fabio Iardino.

A foto foi feita em Trieste Gulf, na Itália, e mostra um molusco marinho chamado Choco, bem de perto.

ocean art contest 0219 1400x800 12
Fabio Iardino/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

4º lugar: “Dance of Love”, por Jinggong Zhang.

O clique foi registrado em Minamatashi, no Japão, e mostra dois cavalos-marinhos nadando em sincronia, como uma “dança do amor”.

ocean art contest 0219 1400x800 13
Jinggong Zhang//Ocean Art Competition 2018/Divulgação

5º lugar: “Magic Carpet”, por Tianhong Wang.

A foto mostra um peixe-sapo cheio de detalhes e foi feita em Lembeh, na Indonésia.

ocean art contest 0219 1400x800 14
Tianhong Wang/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

6º lugar: “Waves”, por Stefano Proakis.

O fotógrafo registrou um peixe bem de perto em Argentario, na Itália.

ocean art contest 0219 1400x800 15
Stefano Proakis/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

Menção honrosa: “Unnoticed”, por Shane Gross.

Registrado em Flores, na Indonésia, o clique mostra um peixe-camarão, da espécie Centriscinae.

ocean art contest 0219 1400x800 16
Shane Gross//Ocean Art Competition 2018/Divulgação

Menção honrosa: “Juvenile Batfish”, por Dennis Corpuz.

O peixe-morcego de cores vibrantes foi clicado em Anilao, nas Filipinas.

ocean art contest 0219 1400x800 17
Dennis Corpuz//Ocean Art Competition 2018/Divulgação

Categoria Vida Marinha

1º lugar: “Devil Ray Ballet”, por Duncan Murrel.

A mesma foto que venceu a categoria máxima, tirada em Honda Bay, nas Filipinas, mostra três arraias nadando em perfeita sincronia, como se estivessem dançando.

ocean art contest 0219 1400x800 1
Duncan Murrell/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

2º lugar: “The Fight”, por Anders Nyberg.

A foto registrou dois peixes da espécie Anthiinae em Tulamben, Bali, na Indonésia.

ocean art contest 0219 1400x800 18
Anders Nyberg/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

3º lugar: “Love From a Father”, por François Baelen.

Ele registrou um peixe-palhaço muito perto dos ovos de girinos, em Padangbai, Bali.

ocean art contest 0219 1400x800 19
François Baelen/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

4º lugar: “Gauntlet”, por Richard Barnden.

O clique mostra peixes-papagaio sendo caçados por tubarões na Polinésia Francesa.

ocean art contest 0219 1400x800 20
Richard Barnden/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

5º lugar: “New Life”, por Flavio Vailati.

O fotógrafo registrou um polvo protegendo seus ovos em Capo Noli, na Itália.

ocean art contest 0219 1400x800 21
Flavio Vailati//Ocean Art Competition 2018/Divulgação

6º lugar: “Cleaning”, por Liang Fu.

A foto mostra o momento exato em que um camarão limpa os dentes de um peixe em Tulamben, Bali, na Indonésia.

ocean art contest 0219 1400x800 22
Liang Fu//Ocean Art Competition 2018/Divulgação

7º lugar: “Hawaiian Lei”, por Mei Hing Sin.

A foto foi feita em Lembeh Strait, Indonésia, e mostra uma espécie de camarão guardando ovos.

ocean art contest 0219 1400x800 23
Mei Hing Sin/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

Menção honrosa: “Living in a Jelly”, por Doris Vierkötter.

Feita em Bali, na Indonésia, a foto mostra um peixe repousando em cima de uma água-viva.

ocean art contest 0219 1400x800 24
Doris Vierkötter//Ocean Art Competition 2018/Divulgação

Menção honrosa: “Timing”, por Richard Barnden.

A foto foi registrada no momento exato da desova de peixes camuflados, feito na República de Palau.

ocean art contest 0219 1400x800 25
Richard Barnden/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

Menção honrosa: “Feeding”, por Els Van Den Borre.

O clique mostra um peixe Choco próximo a uma espécie de camarão, em Ambon, na Indonésia.

ocean art contest 0219 1400x800 26
Els Van Den Borre//Ocean Art Competition 2018/Divulgação

Categoria Retrato

1º lugar: “Chimaera”, por Claudio Zori.

O retrato mostra uma quimera bem de pertinho, e foi feito em Hurst Island, no Canadá.

ocean art contest 0219 1400x800 27
Claudio Zori//Ocean Art Competition 2018/Divulgação

2º lugar: “Croc in the Mist”, por Christina Barringer.

A foto mostra um crocodilo americano em Banco Chinchorro, Mexico.

ocean art contest 0219 1400x800 28
Christina Barringer/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

3º lugar: “Open Eyes”, por Doris Vierkötter.

A foto é um retrato de uma espécie de camarão e foi feita em Bali, na Indonésia.

ocean art contest 0219 1400x800 29
Doris Vierkötter//Ocean Art Competition 2018/Divulgação

4º lugar: “Eye to Eye”, por Shane Keena.

A foto é bem aproximada e mostra detalhes dos olhos de uma baleia, clicada em H'aApai, Tonga.

ocean art contest 0219 1400x800 30
Shane Keena/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

5º lugar: “Face to Face”, por Mirko Zanni.

Outro retrato do salmão-vermelho, clicado em British Columbia, Canadá.

ocean art contest 0219 1400x800 31
Mirko Zanni//Ocean Art Competition 2018/Divulgação

Menção honrosa: “Roar”, por Jinggong Zhang.

A foto mostra um peixe da espécie Chaenopsidae em Miwura, no Japão.

ocean art contest 0219 1400x800 32
Jinggong Zhang/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

Menção honrosa: “Nemo”, por Matteo Visconti.

O nome já diz tudo: a foto retrata um peixe-palhaço em uma anêmona em Ishigaki Island, no Japão.

ocean art contest 0219 1400x800 33
Matteo Visconti/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

Menção honrosa: “Curiosity”, por Kyler Badten.

O retrato mostra uma tartaruga marinha encarando a câmera e foi feito em Haleiwa, no Havaí.

ocean art contest 0219 1400x800 34
Kyler Badten/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

Categoria Água Gelada

1º lugar: “Grey Seal Face”, por Greg Lecoeur. A foca-cinzenta foi clicada nos mares de Nice, na França.

ocean art contest 0219 1400x800 35
Greg Lecoeur/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

2º lugar: “Burst”, por Tyler Schiffman.

A foto clicou um leão marinho californiano na baía de Monterey, na Califórnia, nos Estados Unidos.

ocean art contest 0219 1400x800 36
Tyler Schiffman/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

3º lugar: “Canadian Underwater Life”, por Claudio Zori.

O clique focou em duas espécies de anêmonas fotografadas em British Columbia, no Canadá.

ocean art contest 0219 1400x800 37
Claudio Zori/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

4º lugar: “Life Under the Ice”, por Rémi Masson.

A foto impressionante foi feita embaixo de uma calota polar com foco em filamentos de algas, em mares dos Alpes Franceses.

ocean art contest 0219 1400x800 38
Rémi Masson/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

5º lugar: “Foggy Morning in Adams River”, por Eiko Jones.

Mais uma foto do salmão-vermelho, feito em British Columbia, no Canadá.

ocean art contest 0219 1400x800 39
Eiko Jones/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

Outros destaques do concurso

O fotógrafo Henley Spiers ganhou uma Menção Honrosa, no Ocean Art Competition 2018. Essa foto foi em Cebu City, nas Filipinas. E, claro mostra o ataque de um caranguejo-aranha, que tentou pular em direção ao profissional.

ocean art competition 0319 1400x801
Henley Spiers/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

O fotógrafo Simon Lorenz também ganhou uma Menção Honrosa pela foto, que faz parte de um momento lindo com pinguins. O registro foi feito em Galápagos, no Equador. A foto, claro, representa uma amizade sincera entre os animais.

ocean art competition 0319 1400x802
Simon Lorenz/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

O fotógrafo Adam Martin também ganhou uma Menção de Honra, com uma foto na imensidão azul. O registro foi feito em Boulder, nos Estados Unidos.

ocean art competition 0319 1400x803
Adam Martin/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

Nudibrânquios

1º lugar: Durante um mergulho em Anilao, nas Filipinas, o fotógrafo Flavio Vailati conseguiu encontrar este nudibrânquio e esperou seu melhor momento para fazer esta foto.

nudibranquios 0319 1400x901
Flavio Vailati/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

2º lugar: Essa imagem foi feita pelo fotógrafo Fredrik Ehrenström, em Bremsnes, na Noruega. O registro foi feito no cinturão de algas que rodeia o velho cais.

nudibranquios 0319 1400x902
Fredrik Ehrenström/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

3º lugar: Ao lado de medusas gigantes, polvos e estrelas do mar, de repente, a fotógrafa Bettina Balnis viu essa criatura rastejando em uma alga marinha, em Essen, na Alemanha.

nudibranquios 0319 1400x903
Bettina Balnis/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

4º lugar: Essa foto foi feita pelo fotógrafo Giacomo Giovannini, em Taranto, na Itália. De acordo com o profissional, neste local, você consegue presenciar imagens inesquecíveis.

nudibranquios 0319 1400x904
Giacomo Giovannini/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

Menção Honrosa: o fotógrafo Chun Ho Tam registrou essa imagem em Hong Kong, na China. O clique foi durante um mergulho especial e acabou ficando bem engraçado, pois parece que a criatura marinha está olhando direto para a câmera.

nudibranquios 0319 1400x905
Chun Ho Tam/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

Supermacro

1º lugar: esse camarão peludo traz uma variedade de cores incríveis. O registro foi feito em Anilao, nas Filipinas, pelo fotógrafo Edison So.

supermacro 0319 1400x1001
Edison So/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

2º lugar: esse é um pequeno caranguejo de porcelana pendurado embaixo da ponta de um galho. O registro foi feito pelo fotógrafo Wayne Jones, em Anilao, nas Filipinas.

supermacro 0319 1400x1002
Wayne Jones/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

3º lugar: o fotógrafo Ludovic encontrou o maior espécime de camarão peludo que já tinha visto na vida. Esse registro foi em Tulamben, Bali, na Indonésia.

supermacro 0319 1400x1003
Ludovic Galko-Rundgen/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

4º lugar: Fisheggs são bons para fotos de supermacro. Você pode olhar seus olhos - e até mesmo o coração deles. O fotógrafo é o Leon Zhao, que tirou essa foto em Southern Leyte, nas Filipinas.

supermacro 0319 1400x1004
Leon Zhao/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

5º lugar: O olho desse pequeno polvo estava quase grudado na lente, já que ele estava explorando a câmera do fotógrafo Gaetano Gargiulo, Chowder Bay, na Austrália.

supermacro 0319 1400x1005
Gaetano Gargiulo/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

Menção de Honra: este lindo camarão em um ouriço-do-mar enquanto o fotógrafo Iyad mergulhava em Anilao, nas Filipinas.

supermacro 0319 1400x1006
Iyad Suleyman/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

DSLR

1º lugar: Durante um mergulho no famoso El Boiler, em Socorro, no México, o fotógrafo Alvin Cheung avistou esta gigantesca arraia e tirou essa foto maravilhosa.

dslr 0319 1400x901
Alvin Cheung/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

2º lugar: sempre foi um dos seus maiores sonhos fotográficos capturar um crocodilo selvagem. O fotógrafo Antonio Pastrana aproveitou para realizar essa vontade em Jucaro, em Cuba.

dslr 0319 1400x902
Antonio Pastrana/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

3º lugar: nesta água cristalina na Ilha Moorea, na Polinésia Francesa, a fotógrafa Marie-Charlotte conseguiu fazer uma obra de arte, isto porquê ela aproveitou o reflexo da imagem e fez três dimensões.

dslr 0319 1400x903
Marie Charlotte/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

4º lugar: ele conseguiu ver um choco juvenil - uma espécie marinha - zumbindo ao lado de seu ombro e aproveitou para tirar a foto. O fotógrafo é o Steven Walsh, em Tulamben, Bali, na Indonésia.

dslr 0319 1400x904
Steven Walsh/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

5º lugar: Cyerce nigra atraiu esse clique por sua combinação de listras pretas e brancas sobrepostas e manchas amarelas, que criam um contraste agradável com um fundo escuro. O fotógrafo é Alvin Cheung, que fez a foto em Romblon Island, nas Filipinas.

dslr 0319 1400x905
Alvin Cheung/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

Grande angular sem espelho

1º lugar: Estas criaturas inteligentes exibem um comportamento muito interessante e, neste caso, brincaram o tempo inteiro diante das lentes do fotógrafo em Eugene Kitsios, nas Bahamas.

grande angular 0319 1400x901
Eugene Kitsios/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

2º lugar: O fotógrafo Pier Mane quis captar a essência das Ilhas Salomão, que além de ser um lugar especial para mergulho, há uma comunidade de tribos locais e população espalhados por todo o arquipélago.

grande angular 0319 1400x902
Pier Mane/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

3º lugar: Ao mergulhar em Galápagos, o fotógrafo Pier Mane encontrou um Sealions brincalhão (Zalophus wollebaeki). Ele conta, que esse em particular, costumava sacudir a cabeça de um lado para o outro, como se ele estivesse dizendo não para uma fotografia.

grande angular 0319 1400x903
Pier Mane/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

4º lugar: Esta foto foi tirada na Aldeia Sauwandarek em Raja Ampat, na Indonésia - um local conhecido por grandes quantidades de peixe e, em particular, por doces escolares. O fotógrafo é o Max Holba.

grande angular 0319 1400x904
Max Holba/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

Menção de Honra: The Million Hope é o maior naufrágio do Mar Vermelho. Ele repousa em águas egípcias no Golfo de Tiran. É também o maior destroço que o fotógrafo Fabrice Dudenhofer já viu.

grande angular 0319 1400x905
Fabrice Dudenhofer/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

Menção de Honra: Esse panorama, com moreias e tubarões-martelo, que estão nadando faz todo mergulho ser dedicado para capturar esse ambiente subaquático único. A foto foi tirada em Galápagos pelo fotógrafo Píer Mane.

grande angular 0319 1400x906
Pier Mane/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

Macro sem espelho

1º lugar: esses cavalos-marinhos de 2cm de comprimento foram captados movendo-se em ondas de superfície e correnteza. A fotografia é do Steven Walsh, em Blairgowrie Pier, Victoria, na Austrália.

macro sem espelho 0319 1400x800
Steven Walsh/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

2º lugar: o fotógrafo Owen Yen fez esse registro em Green Island, Taiwan. Ele optou por registrar essa espécie fazendo sua própria vida, em formato de bolha.

macro sem espelho 0319 1400x801
Owen Yen/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

3º lugar: Essa foto retrata um goby pigmeu amarelo - espécie marinha. No entanto, ele está entre ovos de lula, que é uma imagem bem difícil de encontrar. O registro foi feito em Lembeh, na Indonésia, aos olhos do profissional Younghun Kan.

macro sem espelho 0319 1400x802
Younghun Kan/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

4º lugar: o fotógrafo Enrico Somogyi achou um bom camarão amarelo de ervas marinhas sentado em uma garrafa, e claro, apertou o gatilho para fazer esse clique incrível. Essa foto foi feita em Anilao, nas Filipinas.

macro sem espelho 0319 1400x803
Enrico Somogyi/Steven Walsh/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

Menção Honrosa: o fotógrafo Rafi Amar contou que ficou por mais de uma hora esperando essa foto. Ele quis registrar esse peixe tímido em Shark Paradise, nas Bahamas.

macro sem espelho 0319 1400x804
Rafi Amar/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

Comportamento

1º lugar: Ele conseguiu achar um par de peixe-palhaço com seus filhotes. Mas, enquanto o pai saia para caçar, a mãe ficou com os bebês. Essa foi a imagem do fotógrafo Fabrice Dudenhofer, na Ilha Amami Oshima, no Japão.

comportamento 0319 1400x801
Fabrice Dudenhofer/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

2º lugar: essa foto foi feita pela fotógrafa Debbie Wallace, quando viu esta grande fêmea de tubarão-tigre de areia com sua própria comitiva de iscas. O registro foi feito em Carolina do Norte, nos Estados Unidos.

comportamento 0319 1400x802
Debbie Wallace/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

3º lugar: com essa foto, Yeh Hung Wei percebeu que os pequenos peixes se movimentavam em volta das águas-vivas. Esse registro foi feito nos mares de Taiwan.

comportamento 0319 1400x803
Yeh Hung Wei/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

4º lugar: essas algas com alguns animais dentro fizeram um espetáculo de imagem nos mares de Anilao, nas Filipinas. O fotógrafo é o Lorenzo Terraneo.

comportamento 0319 1400x804
Lorenzo Terraneo/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

5º lugar: um bando de falsas baleias assassinas estava ocupado visitando barcos de mergulho em Roca Partida, no México. E, foi nesse momento, que Tiffany Poon conseguiu registrar essa foto.

comportamento 0319 1400x805
Tiffany Poon/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

Menção Honrosa: uma medusa da coroa (Cephea) estava sob ataque. Esse ataque resultou em uma foto incrível do profissional Pier Mane, na Baía de Sodwana, na África do Sul.

comportamento 0319 1400x806
Pier Mane/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

Ângulo amplo compacto

1º lugar: essabela pose para a água-viva da dança com um holofote único foi o resultado de um registro em Taipei, em Taiwan. A fotografia foi feita por Melody Chuang.

angulo amplo 0319 1400x800
Melody Chuang/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

2º lugar: a foto mostra um grupo de gorgônias amarelas e brancas com uma silhueta de um mergulhador. Esse registro foi feito por Andrea Falcomata, em Argentario, Argentarola, na Itália.

angulo amplo 0319 1400x801
Andrea Falcomata/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

3º lugar: Budego (Lophius budegassa), é muito raro de encontrar porque ele geralmente vive profundamente, mas esse fotógrafo conseguiu. Esse registro é do Alessandro Raho, em Noli, na Itália.

angulo amplo 0319 1400x803
Alessandro Raho/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

4º lugar: as iguanas marinhas só podem ser encontradas nas Ilhas Galápagos e são as únicas espécies de iguanas do mundo que se alimentam no oceano. Essa foto é do fotógrafo Andreas Schmid.

angulo amplo 0319 1400x804
Andreas Schmid/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

Menção Honrosa: Esse registro é do fotógrafo Jon Anderson, no Fort Collins, Colorado, nos Estados Unidos. Essa foto ganhou a menção honrosa por toda sua composição cheia de águas-vivas.

angulo amplo 0319 1400x805
Jon Anderson/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

Menção Honrosa: essa baleia e seu filhote se aproximaram do fotógrafo e de repente partiram de novo. Mas, ele conseguiu pegar o movimento de sua cauda. O registro foi feito em Cap la Houssaye, na ilha da Reunião, aos olhos de Miguel Ramirez.

angulo amplo 0319 1400x806
Miguel Ramirez/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

Macro compacta

1º lugar: Foi a primeira vez que a fotógrafa Sejung Jang viu um camarão peludo vermelho. A foto foi em Anilao, nas Filipinas, e claro, estava em sua lista de desejos.

macro compacta 0319 1400x800
Sejung Jang/Ocean Art Competition 2019/Divulgação

2º lugar: A cor do coral e os belos padrões simétricos são sempre atraentes, no entanto, essa fotógrafa conseguiu capturar uma espécie muito cooperativa. A foto foi tirada por Kate Tinson, em Celebes do Norte, na Indonésia.

macro compacta 0319 1400x801
Kate Tinson/Ocean Art Competition 2019/Divulgação

3º lugar: essa pequena família de góbios pigmeus amarelos havia encontrado um lar ideal em uma garrafa de cerveja vazia. O registro foi feito por Matteo Pighi, em Anilao, nas Filipinas.

macro compacta 0319 1400x802
Matteo Pighi/Ocean Art Competition 2019/Divulgação

4º lugar: Cerca de 5m de profundidade, esse cara minúsculo deu trabalho por alguns minutos. A princípio, ele se agachou no galho e, de repente, saltou no ar, que foi quando a fotógrafa Sunbong Jung captou. O registro foi em Goyang, na Coréia.

macro compacta 0319 1400x803
Sunbong Jong/Ocean Art Competition 2019/Divulgação

Menção Honrosa: este peixe juvenil foi atraído pela luz da câmera do fotógrafo Jim Chen. O registro foi feito em Romblon, nas Filipinas.

macro compacta 0319 1400x804
Jim Chen/Ocean Art Competition 2019/Divulgação

Comportamento Compacto

1º lugar: o fotógrafo PT Hirschfield aproveitou para fazer esse registro em Victoria, na Australia. Ele focou em caranguejos-aranha em massa, e conseguiu essa foto especial.

comportamento compacto 0319 1400x800
PT Hirschfield/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

2º lugar: essa cena aconteceu à noite, em uma piscina natural perto do mar, em mergulho, e claro, seguindo este peixe comum na Ilha da Reunião. O fotógrafo foi o Miguel Ramirez.

comportamento compacto 0319 1400x801
Miguel Ramirez/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

3º lugar: quatro tubarões de pontas brancas estavam alinhados como se fossem da família. Esse registro foi feito pelo fotógrafo Jin Woo Lee, em Roca Partida, Arquipélago Revillagigedo, no México.

comportamento compacto 0319 1400x802
Jin Woo Lee/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

4º lugar: esse registro foi feito pelo fotógrafo Danny Van Belle, nas Ilhas Similan, na Tailândia. As cores chamam muita atenção desta imagem.

comportamento compacto 0319 1400x803
Danny Van Belle/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

Menção Honrosa: esse registro é de uma lula comendo um peixe. O fotógrafo é Dennis Corpuz, e o local, é em Anilao, nas Filipinas.

comportamento compacto 0319 1400x804
Dennis Corpuz//Ocean Art Competition 2018/Divulgação

Menção Honrosa: essa foto foi de dois caranguejos brigando na Baía de Ouemo, Nouméa, na Nova Caledónia. A fotografia é de Jack Berthomier.

comportamento compacto 0319 1400x805
Jack Berthomier//Ocean Art Competition 2018/Divulgação

Arte Subaquática

1º lugar: o fotógrafo Bruno Van Sean queria fazer uma imagem diferenciada. Mas, isso melhorou mais ainda, quando ele resolveu usar o photoshop para criar esse redemoinho ao lado dessa espécie marinha. O registro foi feito em Bali, na Indonésia.

arte subaquatica 0319 1400x800
Bruno Van Saen/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

2º lugar: "Two Worlds Collide" é uma foto tirada de um nascer do sol vívido no Hyams Beach, Jervis Bay. Acima da água há nuvens no céu que ressuscitam com a cor do sol nascente. Abaixo da água há uma série de linhas paralelas de areia formadas pela contínua subida e descida do oceano. O fotógrafo responsável pela foto é o Jordan Robins.

arte subaquatica 0319 1400x801
Jordan Robins/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

3º lugar: O objetivo do fotógrafo Guillaume Néry era usar a água cristalina dos cenotes para tirar a foto o mais longe possível, de modo que o mergulhador parecesse muito pequeno perdido na imensidão do que parece ser o cosmos. O registro foi em Yucatan, no México.

arte subaquatica 0319 1400x803
Guillaume Néry/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

4º lugar: o fotógrafoDennis Vandermeersch mesclou duas ideias: fotos incríveis com uma boa edição. Assim, ele criou uma história de dois mergulhadores, que acham um naufrágio antigo, mas não sabiam de uma criatura, que fica lá para proteger. A localização dessa foto é desconhecida.

arte subaquatica 0319 1400x804
Dennis Vandermeersch/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

Menção Honrosa: o fotógrafo Alexandre St. Jean aproveitou para fotografar nos cenotes do México. No entanto, ele aproveitou um lindo e brilhante feixe de luz. O registro foi feito em Mérida.

arte subaquatica 0319 1400x805
Alexandre St. Jean/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

Menção Honrosa: o fotógrafoThomas Heckmann produziu toda essa foto a fim de montar uma obra de arte. O registro foi feito em uma piscina, na Alemanha.

arte subaquatica 0319 1400x806
Thomas Heckmann/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

Corais e recifes

1º lugar: Um lindo coral mole ancora e cresce em raízes de mangue. Dois estroboscópios remotos foram usados ​​para destacar os detalhes das raízes de mangue no fundo, que também proporcionaram a reflexão da superfície da água. O registro foi feito pelo fotógrafo Yen Yi Lee, em Raja Ampat, na Indonésia.

recifes 0319 1400x800
Yen-Yi Lee/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

2º lugar: esses flashes de sol tornaram essa foto ainda mais perfeita, isto é, com uma água cristalina e todos os corais, que se tornam uma obra de arte no Mar Vermelho, no Egito. O registro foi feito pelo fotógrafo Tobias Friedrich.

recifes 0319 1400x801
Tobias Friedrich/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

3º lugar: essa fotografia foi registrada em um recife, que literalmente, brilha. Com essa imagem perfeita, o fotógrafo Alex Lindbloom conseguiu garantir o terceiro lugar dessa categoria. O registro foi feito em Northern Komodo National Park.

recifes 0319 1400x802
Alex Lindbloom/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

4º lugar: essa foto chama muita atenção pela imensidão azul e o colorido dos corais e recifes em Pulau Babi, Flores, na Indonésia. O fotógrafo Renee Capozzola fez esse lindo registro.

recifes 0319 1400x803
Renee Capozzola/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

Menção Honrosa: pensa em uma imensidão de peixes, todos no mesmo sentido? O fotógrafo Fred Bavendam tirou essa foto em Raja Ampat, na Indonésia. O azul-turquesa com o colorido dos corais e peixes transformam essa cena.

recifes 0319 1400x804
Fred Bavendam/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

Menção Honrosa: o fotógrafo Brett M Garner estava no lugar certo na hora certa. Ele conseguiu registrar o branqueamento de alguns corais, que fizeram tudo brilhar, em Great Barrier Reef, na Austrália.

recifes 0319 1400x805
Brett M Garner/Ocean Art Competition 2018/Divulgação

Melhores fotos