Ex-BBB Monique Amin perde 14 kg e até o quadril diminuiu: como é a alimentação dela

monique bbb 12 0120 1400x800
Frederico Rozário/TV Globo

Durante sua participação no “Big Brother Brasil” 12, Monique Amin já manifestava vontade de emagrecer, mas lutava com o efeito sanfona. Conforme contou em uma postagem recente no Instagram, porém, ela perdeu 14,5 kg ao longo do último ano enquanto focava em mudanças a longo prazo, pensando em saúde e bem-estar - e, ao VIX, ela detalhou seus novos hábitos alimentares.

Ex-BBB Monique Amin perdeu 14,5 kg em um ano

Na rede social, Monique publicou um antes e depois mostrando uma foto tirada em janeiro de 2019 em comparação com uma atual, tirada exatamente um ano depois, e falou sobre a visível mudança em seu corpo.

View this post on Instagram

1a foto: JANEIRO/2019 (82 kg) 2a foto: Hoje! JANEIRO/2020 (67,5) Tenho 1,78 de altura! Eu me gostava na primeira foto, tinha minhas neuras, normais de toda mulherada, queria melhorar uma coisa aqui, outra ali, mas me sentia ok! Mas na 2a foto, vai muito além do físico! A saúde vem em 1o lugar, o bem estar, a disposição, o estilo de vida que mudou, a dedicação que me fez consequentemente abdicar de várias coisas que não são tão boas pra saúde, maus hábitos, maus vícios, falta de rotina e etc. Muiiiita coisa mudou! (Minhas dores de joelho então? Nem se fala! Até isso ajudou, por não estar com sobrepeso e não sobrecarregar meus joelhitos judiados) Além claro da minha auto-estima, amor-próprio e com isso, vem junto a vontade de mudar e ser melhor em todas as áreas da vida. 💚 @drgabrielalmeida Te dedico esse antes e depois, pelo teu trabalho incrível, cuidado com suas pacientes, por estar sempre em constante evolução na sua profissão, estudando e se aprimorando sempre mais e distribuindo muita, mas muita, informação e conteúdo importante pra quem te acompanha! Mtooo obrigada! ✨💛 você é piiiica! E vamos em frente! Obs: quem não segue o @drgabrielalmeida, acompanha lá a rede social dele. Todos dias é chuva de informações e curiosidades novas! Obrigada também ao meu Personal, @rodrigocostapersonal que tá a 5 anos ou mais, me aturando na maior paciência, querendo sempre construir meu melhor shape! Que me puxa ferozzz e vibra com meus resultados; que também vieram do excelente profissional que és!💙

A post shared by Monique Amin (@moniqueamin) on

“Eu me gostava na primeira foto, tinha minhas neuras, normais de toda mulherada, queria melhorar uma coisa aqui, outra ali, mas me sentia ok! Mas na segunda foto, vai muito além do físico”, afirmou.

No post, ela disse ter realizado mudanças de hábitos para ter uma vida mais saudável e buscou, durante 2019, manter uma rotina, algo que resultou não apenas na perda grande de peso, mas em um maior bem-estar físico. “Muiiiiita coisa mudou! (Minhas dores de joelho então/ Nem se fala! Até isso ajudou, por não estar com sobrepeso e não sobrecarregar meus joelhos judiados)”, escreveu a ex-BBB.

Na postagem, ela também apontou que teve ajuda durante o processo, tanto de um especialista da medicina ortomolecular quanto de um personal trainer para adequar os exercícios que já fazia aos novos objetivos.

monique amin emagrecimento 0120 1400x800
Divulgação/LS Produções/Monique Amin

Medicina ortomolecular

Em entrevista, Monique afirma que quis, de uma vez por todas, mudar seu estilo de vida. “Queria parar com o efeito sanfona, parar com as dietas malucas… Não emagrecer só para um evento, uma causa, uma roupa, e sim mudar para um longo prazo”, comenta ela, e o método ortomolecular funciona bem para quem tem esse objetivo.

Em entrevista recente ao VIX, a médica nutróloga especialista em medicina integrativa e ortomolecular Esthela Conde explicou o segredo do sucesso desta modalidade. Segundo ela, mudar a alimentação seguindo esse método costuma dar mais resultados do que outros porque o plano alimentar é criado com base em necessidades e intolerâncias do próprio organismo, tornando-se algo totalmente personalizado.

Instagram

“A dieta ortomolecular busca restaurar o equilíbrio do organismo através da ingestão de alimentos, vitaminas, minerais e aminoácidos. Diferente de outras dietas, ela tem uma visão sistêmica de todo o organismo, então, antes de tratar cada órgão e cada problema que pode estar prejudicando o funcionamento adequado do organismo, ele busca tratar a raiz do problema”, afirma a médica.

A partir de exames que mostram o que o corpo está pedindo, cria-se então um plano alimentar que visa não uma restrição calórica, mas uma mudança de hábitos a longo prazo. “O ajuste das vitaminas e nutrientes alteram o metabolismo positivamente, melhorando suas funções e facilitando, assim, a queima de gordura, a eliminação de toxinas e, consequentemente, o emagrecimento”, afirma.

Instagram

Sem glúten nem lactose

De acordo com Monique, ela eliminou da dieta tanto o glúten quanto a lactose, substâncias às quais ela é intolerante. Em geral, como o corpo tem dificuldade em digerir estas duas substâncias (algumas pessoas mais, outras menos), seu consumo pode gerar certo inchaço e reações inflamatórias.

Redução no consumo de álcool

Apesar de não ter cortado completamente o álcool de sua vida, Monique reduziu a quantidade consumida - decisão que contribui para a perda de peso. Isso porque, por não conter nutrientes, o álcool é cheio das chamadas “calorias vazias”, e além de engordar sem trazer nada de bom, costuma ser consumido em grandes quantidades e em drinques ainda mais calóricos.

monique amin emagrecimento 0120 1400x1900
Divulgação/LS Produções/Monique Amin

“Além de fornecer muitas calorias apenas do etanol, na maioria das vezes ele vem acompanhado de petiscos e jantares, fazendo com que a quantidade de calorias seja ainda maior”, afirma a nutricionista Natasha Terra, da Clínica Mais Excelência Médica.

Para se ter ideia, uma caipirinha, devido às frutas e ao açúcar, costuma ter ao menos 400 calorias. O drink favorito de quem está de dieta não fica tão atrás: segundo Natasha, a gin tônica apresenta entre 200 e 300 calorias em uma taça padrão.

Para a ex-BBB, a redução se dá escolhendo um evento ou outro para consumir álcool, bebendo com parcimônia e baixa frequência para aproveitar sem prejudicar a dieta.

Dieta low carb visando a saciedade

Em geral, a alimentação de Monique seguiu (e ainda segue) a linha low carb, ou seja, inclui um bocado de frutas, legumes, proteínas e alimentos ricos em gorduras boas, e exclui, em boa parte, os carboidratos.

monique amin emagrecimento 2 0120 1400x1900
Divulgação/LS Produções/Monique Amin

Sendo assim, segundo ela, suas refeições costumam sempre ter alguma proteína animal, e tanto o café, almoço e o jantar quanto seus lanchinhos são feitos visando uma saciedade maior e mais longa.

Café-da-manhã

Conforme contou a ex-BBB, ela procura tomar um café-da-manhã “de rainha”. “Como bastante fruta, ovos - pode faltar tudo, menos ovo e água - e não largo mão do cafezinho preto”, disse ela, e esta combinação é capaz tanto de oferecer fibras (que ajudam na saciedade e no funcionamento do intestino) quanto proteína (que contribui com o ganho de massa magra sem engordar).

ovo mexido 0120 1400x800
Stepanek Photography/Shutterstock

Almoço

No almoço, ela segue a mesma linha, focando em combinar uma boa ingestão de fibras e uma proteína. “Tem bastante verdura, fibra para me manter saciada e proteína. Tento comer pouca carne vermelha, quase nada, porque como tenho comido muito menos, a carne vermelha acaba me pesando um pouco”, afirma ela.

Jantar

No jantar, ela procura nunca incluir carboidratos, e foca novamente na proteína e nos vegetais. “Geralmente é uma proteína, um frango, um peixe com salada”, comenta Monique.

salmao peixe salada 0818 1400x800
Jacek Chabraszewski/Shutterstock

Lanches ao longo do dia

Ainda visando a saciedade, Monique carrega consigo lanches saudáveis ou prepara receitas simples em casa - especialmente para matar a vontade de doce. “Procuro receitas na internet, nada de mais, como bolinho de caneca com ovo, canela e cacau em pó, panqueca de banana, crepioca doce”, afirma ela, e todas as opções citadas contêm pouco carboidrato.

Além disso, ela se garante quando está fora de casa. “Costumo sempre ter na bolsa fruta - banana, que é a que mais me sacia e tira a vontade de doce -, mas estou sempre com as oleaginosas, castanha, castanha-de-caju, do Pará”, cita ela. As oleaginosas, além de contribuírem com a saciedade, também são uma ótima fonte de gorduras boas para o corpo.

Para momentos que ela define como “de desespero”, Monique ainda conta que sempre tem por perto um chocolate 100% cacau - opção que oferece menos calorias do que o ao leite ou outros tipos.

monique amin emagrecimento 3 0120 1400x1900
Divulgação/LS Produções/Monique Amin

Redução da carne vermelha

Embora não tenha feito isso necessariamente pensando no emagrecimento, a opção de consumir menos carne vermelha contribui bastante para esse fim. Segundo a nutricionista Mariele Marcato, apesar de trazer vitaminas importantes para o corpo, a carne vermelha tem mais gordura e lipídios que a branca, fazendo com que ela seja uma opção menos vantajosa para quem busca perder peso.

Jejum intermitente por alguns meses

O jejum intermitente é uma técnica usada por muitas famosas para manter o peso ou emagrecer sem abrir mão dos alimentos preferidos - e Monique adotou o método durante cerca de três meses. “Fazia de duas a três vezes na semana no máximo, parava [de comer] umas seis da tarde e voltava no outro dia, meio-dia, com as coisas certas para me alimentar”, afirma.

Nutricionista especializada em dietas low carb, Nanda Muller afirma que a razão pela qual o protocolo do jejum intermitente ajuda a emagrecer é o fato de que, usando essa técnica, o indivíduo consome menos calorias e belisca menos ao longo do dia. Assim, como não tem uma oferta de alimento durante um bom número de horas, o corpo queima a gordura excedente.

prato vazio jejum 1018 1400x800
designelements/shutterstock

É importante lembrar, porém, que isso não é algo que pode ser feito de qualquer jeito, nem por qualquer pessoa. Para garantir que o jejum será saudável, é necessário saber quais são os melhores alimentos para consumir logo antes de iniciá-lo, bem como qual deve ser a primeira refeição para a hora que ele acabar. Além disso, pessoas em tratamento para diabetes e hipoglicemia nem sempre podem adotar o método.

Exercícios físicos

Conforme explica Monique, ela já possuía uma rotina de exercícios físicos antes de começar a reeducação alimentar, e a manteve, focando especialmente em musculação (essencial não apenas para emagrecer, mas para garantir um bom ganho de massa magra) e exercícios aeróbicos (que ajudam a queimar gordura). Algo que ela voltou a fazer conforme emagreceu, porém, foi correr.

“Sempre gostei muito de correr, mas meu joelho tem um probleminha no ligamento, na patela, e agora como estou mais leve, estou conseguindo voltar a correr”, disse ela, citando também caminhadas na areia (que pede um esforço maior do corpo e, consequentemente, queima mais calorias) como algo que tem feito.

Instagram

Emagrecimento saudável