Adele teria emagrecido 19 kg com "dieta das celebridades": saiba como funciona

adele show vestido 1019 1400x800
Paul Kane / Correspondente/GettyImages

Adele tem exibido uma silhueta diferente da que apresentava na época em que se lançou para o mundo e recebido muitos comentários por conta disso.

Já faz um tempo que a cantora vem emagrecendo gradativamente e sem radicalismos, mas, recentemente, uma dieta teria contribuído ainda mais para este processo.

Adele emagreceu

adele antes 1019 1400x800
Kevin Winter/Getty Images Entertainment

Não é de hoje que Adele surpreende o público com o processo de emagrecimento. Fotos que recentemente circularam pela internet revelaram o quanto ela perdeu peso desde o início do estrelato.

Nas imagens, tiradas no aniversário do cantor Drake, a cantora aparece com um vestido preto de ombros de fora e exibe um rosto e colo nitidamente mais magros. Ao publicar uma foto da ocasião, inclusive, a britânica escreveu: “Antigamente eu chorava, agora eu suo”.

Instagram
Instagram
Instagram
Instagram
Instagram

Segundo reportou o jornal "Mirror", que afirma ter conversado com pessoas próximas à cantora, Adele teria apostado em uma dieta queridinha das celebridades e, com isso, emagrecido 19 kg de 2017 para cá.

Neste plano alimentar, conhecido como dieta Sirtfood, são retirados componentes como açúcar, bebida alcoólica, cafeína e alimentos picantes.

Além disso, a intérprete de "Hello" também estaria apostando no pilates como atividade física.

Dieta sirtfood: como é e por que emagrece?

chocolate barra cacau 0419 1400x800
Alexander Yakimov/shutterstock

Conhecida como a dieta do chocolate e do vinho, a dieta sirtfood é famosa por permitir o consumo de tais alimentos - que normalmente são proibidos em planos alimentares que visam o emagrecimento. Não à toa, o programa alimentar foi amado por muito tempo, sendo até chamado de "dieta das celebridades".

A ideia da sirtfood é a ingestão de alimentos que supostamente são ricos em ativadores de sirtuína, que promete ajudar a secar.

Sirtuínas são proteínas que protegem as células do corpo, evitando que inflamem ou morram. Quando ativadas por alimentos, as substâncias acelerariam o metabolismo do corpo para ajudar no processo de perda de peso.

Dentre os alimentos ricos em sirtuínas, destacam-se maçã, frutas cítricas, salsa, alcaparra, mirtilo, chá-verde, soja, morango, azeite, cebola roxa, rúcula, couve, vinho tinto, chocolate amargo e café.

vinho taca caro 1217 1400x800
fstop123/iStock

A dieta é feita em duas fases. A primeira, que dura uma semana, propõe o consumo de somente 1.000 calorias em três dias. Nos quatro dias restantes, deve-se ingerir 1.500 calorias. Os pratos podem variar de sucos verdes a refeições ricas em sirtuína.

A segunda fase, de 14 dias, incentiva um plano mais longo e permite três refeições ricas em sirtuína e um suco verde por dia.

Radical

medico 0119 1400x800
lenetstan/Shutterstock

Muito radical, o plano pode ser altamente perigoso se feito sem orientação médica. Por isso, assim como é recomendado para qualquer tipo de regime alimentar, o indicado é consultar um médico ou nutricionista antes de modificar suas refeições.

É importante lembrar que a quantidade ideal de calorias a serem consumidas por dia dependem do metabolismo de cada um, o que pode ser aferido por um profissional. No entanto, o consumo indicado para mulheres é de cerca de 1.200 kcal por dia, considerando que é isso que o corpo feminino - em média - usa para se manter vivo e em funcionamento.

Uma dieta pobre em calorias pode ocasionar uma série de problemas ligados à desnutrição do corpo, inclusive o próprio efeito inverso da perda de peso, já que pode haver desaceleração do metabolismo e perda de massa magra.

Emagrecimento: o que famosas fizeram