É possível acabar com o paladar viciado em doce: nutricionista ensina 4 passos

vicio acucar doce 0919 1400x800
Flotsam/shutterstock

Se você tem paladar doce e sente a necessidade de adoçar tudo, do cafezinho à salada de frutas, saiba que pode, com um pouco de disciplina e dedicação, acabar de vez com o vício que prejudica não somente o emagrecimento, como também a saúde.

Como diminuir a vontade de comer doce

Quanto mais você estimular o paladar doce, mais doce você vai querer, afirma a nutricionista funcional Paola Cariello. Em seu perfil no Instagram, a profissional ensina 4 passos para adotar hoje mesmo e finalmente se livrar do paladar viciado em doce:

folhas alface rucula 0619 1400x800
Paul Pellegrino/Shutterstock

1. Comece agregando um sabor diferenciado a seus pratos com a inclusão de vegetais amargos, azedos e com sabores mais intensos. A nutricionista indica opções como: rúcula, agrião, jiló, acelga, chicória, endívia, rabanete, alho-poró, cebolinha, coentro, entre outros.

xicara de cafe 1218 1400x800 0
NOBUHIRO ASADA/shutterstock

2. Consuma chás e café sem adoçar. A mudança de hábito, no início, pode ser complicada, mas a especialista orienta a ir aos poucos: a cada 3 dias reduza a quantidade de açúcar e adoçante.

maracuja fruta calmante 0319 1400x800
Seeme/Shutterstock

3. Outra medida que ajuda a acabar com o paladar viciado em doce é consumir mais frutas ácidas e azedas, como maracujá, morango, kiwi, abacaxi, frutas vermelhas, entre outras. Você pode, inclusive, começar o dia bebendo água com limão.

tempero curcuma acafrao 1217 1400x800
monticello/shutterstock

4. Por fim, a nutricionista indica a inclusão no cardápio de especiarias anti-inflamatórias, como canela, alecrim, cúrcuma, pimenta rosa/preta e gengibre, por exemplo. Da mesma forma que fomos acostumados ao sabor doce desde pequenos, também podemos mudar e adaptar nosso paladar para alimentos mais ácidos, azedos e amargo, diz a profissional.

Content temporarily unavailable: https://www.instagram.com/p/B1tP7Kogs-2/

Açúcar em excesso faz mal à saúde