Exercício mental é primeiro passo para quem quer emagrecer: como fazer

treinar cerebro mente 0919 1400x800
Shirstok/Shutterstock

A alimentação e a prática de exercícios físicos geralmente são os pilares de um regime para emagrecer, mas dependem totalmente de outro fator nem sempre lembrado: o controle mental.

Mas não basta apenas querer emagrecer. Para ter disciplina e conseguir cumprir todas as metas planejadas, será preciso mudar alguns conceitos e começar a pensar de forma diferente.

Exercício mental para emagrecer

Uma das formas de treinar a mente é rever todos os padrões que usamos como base de comparação para um comportamento saudável. De acordo com a explicação do programa de emagrecimento "Seca Você Renove", da ex-BBB Mayra Cardi, estes referenciais estão relacionados ao meio em que se vive.

cerebro brocolis dieta 0919 1400x800
Quick Shot/Shutterstock

Ou seja: quando ninguém a sua volta costuma se preocupar com a saúde ou com hábitos alimentares, é normal se acostumar com este padrão, o que torna o objetivo mais distante. Quando ampliamos os horizontes, adotamos outros referenciais e visualizamos com mais clareza onde queremos chegar, fica mais fácil cumprir a meta.

Mudança de padrão

Para libertar a mente destes padrões distorcidos, o programa sugere que sempre se faça a seguinte pergunta: Estou me alimentando do referencial desejado?

"Muitas vezes, para não dizer todas, a gente não consegue cumprir com a nossa promessa de emagrecer porque o nosso meio, nossa própria imagem e os nossos referenciais estão nos lugares opostos daquele que a gente quer", explica o post.

View this post on Instagram

Nos posts anteriores a gente vinha falando sobre como a mente é poderosa em estabelecer comparativos à nossa volta, mas como nem sempre essas medições são muito certas, porque elas se baseiam em referenciais, elas acabam gerando resultados que não são corretos. Essa mesma lógica pode ser estendida para muitas áreas da sua vida, porque esse comportamento mental, automático, acontece em praticamente todas elas. Quando a gente sai a primeira vez com uma pessoa, por exemplo, é automático fazer essas “medições”: a gente nota a roupa, nota o jeito da pessoa falar até o jeito que ela se mexe! E comparamos tudo isso com o que conhecemos: tanto o corpo, postura e gestões da pessoa em questão. Dessa forma, também é automático que, se você está num ambiente onde todo mundo é desapegado com o corpo e com os hábitos alimentares, é normal que você faça igual ou conclua que isso é algo normal ou ideal. E se o seu objetivo for um diferente do desse ambiente, você automaticamente terá dificuldades para alcançá-lo, pois acaba se acomodando ou perdendo a referência de onde quer chegar, tornando o objetivo distante e difícil. Então, a grande pergunta a se fazer quando não se emagrece o quanto se queria é: estou me alimentando do referencial desejado? Muitas vezes, para não dizer todas, a gente não consegue cumprir com a nossa promessa de emagrecer porque o nosso meio, nossa própria imagem e os nossos referenciais, estão nos lugares opostos o que nos leva a um lugar diferente daquele que a gente quer. O que você está esperando, então, para mudar de referenciais e passar a emagrecer? Caso esse seja seu objetivo? Não deixe que o seu emagrecimento seja uma ilusão de ótica para você! Sobre o que você quer ouvir aqui no @secavocerenove? Conta pra gente aqui nos comentários do perfil, e se você não segue o nosso perfil, já aproveita e clica no botão de seguir ali em cima #mayrasecavoce #secavoce #secavocerenove #mente #emagrecer #emagrecimento #dicadeemagrecer #fitnesscoach #corposaudavel

A post shared by Seca Você Renove (@secavocerenove) on

Emagrecer com a mente