De dieta, Maiara e Fernando suspenderam carne vermelha por alguns dias: emagrece?

maiara fernando zor 0419 1400x800
Thiago Duran/AgNews

Em processo de reeducação alimentar no programa Seca Você Renove, criado pela ex-BBB e coach Mayra Cardi, Fernando Zor e Maiara fizeram um bocado de mudanças na rotina alimentar - e, ao compartilhar com os seguidores um jantar que estava preparando, o casal contou que eles não têm comido carne vermelha.

Conforme revelou o sertanejo no Instagram, eles não consomem carne vermelha há vinte dias, optando por carne branca e frutos do mar como proteína nas refeições. Em geral, o programa de Mayra costuma envolver essa medida no início do processo e, ainda que este alimento ofereça nutrientes importantes, reduzir o consumo de carne vermelha pode fazer bem tanto para a dieta quanto para a saúde.

Carne vermelha engorda?

De acordo com a nutricionista Mariele Marcato, este tipo de alimento é uma fonte importante de ferro, proteínas que contribuem muito com o desenvolvimento de músculos e tecidos do corpo e vitamina B12, mas, ao mesmo tempo em que traz tudo isso, a carne vermelha sai em desvantagem quando comparada com a carne branca para o propósito de perda de peso.

Em geral, conforme explica a especialista, a carne branca é considerada uma opção de proteína mais magra por conter uma menor quantidade de gordura e lipídeos, sendo esse o motivo pelo qual diversas dietas incluem a redução no consumo de carne vermelha entre as diretrizes.

carne vermelha churrasco 0917 1400x800
Vlasov Yevhenii/shutterstock

Isso, inclusive, é comprovado por estudos; conforme mostra um compilado de pesquisas realizadas pela Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, o consumo de carne vermelha está relacionado a um ganho de peso ligeiramente maior do que o que ocorre entre quem ingere menos esse tipo de carne (especialmente quando se fala de carnes processadas, como salsicha e salame).

Para quem não a dispensa de forma alguma, porém, há algumas opções mais vantajosas nas quais é possível apostar durante a dieta. Segundo a nutricionista, cortes como patinho, maminha, músculo, lagarto, filé mignon, coxão duro e coxão mole têm um nível mais baixo de colesterol - desde que sejam preparados sem excesso de sal nem óleo.

carne branca frango cru 0719 1400x800
AlexeiLogvinovich/Shutterstock

Carne vermelha e a saúde

Ela ser mais gordurosa, porém, não é o único fator que faz a carne vermelha “perder” para a branca. De acordo com o mesmo compilados de estudos de Harvard, um consumo alto desse tipo de carne (especialmente as mais processadas) está ligado a um maior risco de doenças cardiovasculares, surgimento de diabetes tipo 2, morte por câncer e morte precoce.

Conforme explica Mariele, até o preparo oferece riscos; ao mesmo tempo em que consumir qualquer tipo de carne crua pode ser arriscado dependendo da procedência do alimento, consumir a carne vermelha passada demais aumenta os riscos de câncer, já que altas temperaturas alteram as fibras musculares e, naquela “crosta” formada no preparo, há substâncias que fazem mal à saúde.

carne crua 0519 1400x800
MaraZe/Shutterstock

Devo cortar a carne vermelha da alimentação?

Ainda que estudos e especialistas indiquem a redução no consumo de carne vermelha como algo positivo, cortá-la da dieta de uma vez ou fazê-lo sem que os nutrientes oferecidos por ela sejam repostos pode fazer mal para o organismo. Em geral, a nutricionista Cintya Bassi afirma ser possível ter uma deficiência de vitaminas, mudanças nos cabelos, na pele e até no ciclo menstrual quando se corta carne e também frango da dieta.

De acordo com a especialista, portanto, é imprescindível fazer esse tipo de mudança com auxílio profissional. Dessa forma, é possível avaliar as necessidades nutricionais do organismo, chegando a uma dieta que, ainda sem tanta carne vermelha, forneça tudo o que ele precisa para se manter saudável.

nutricionista 1118 1400x800
ronstik/Shutterstock

Dicas de emagrecimento