Quem não quer fazer dieta, mas mesmo assim quer emagrecer deve praticar esta atividade

emagrecer antes depois 0119 1400x800
Zentangle/shutterstock

O processo de emagrecimento está diretamente relacionado com a alimentação balanceada. Mesmo com isso em mente, há pessoas que não conseguem seguir uma ou outra dieta – ou não abrem mão daquele docinho, frituras ou aqueles ingredientes nada saudáveis.

Mas até quem não gosta de fazer regime pode sim perder peso focando em atividades físicas: um estudo brasileiro publicado na revista Life Sciences mostrou que a prática de exercícios como a musculação ou treinamento funcional, além de prevenir problemas cardiovasculares, ainda ajuda a impedir alterações metabólicas geradas por uma dieta rica em gordura.

musculacao mulher aparelho 0319 1400x800
Lucky Business/Shutterstock

Musculação emagrece

O educador físico Carlos Eduardo Rocha explica que a musculação é um exercício anaeróbico, que não só aumenta o metabolismo e potencializa a queima de gordura, como também incrementa os gastos calóricos durante as atividades corriqueiras do dia a dia.

O especialista afirma que após o exercício o organismo entra em um estado de EPOC, sigla em inglês para Excess Post Exercise Oxygen Consumption, que em tradução livre significa consumo excessivo de oxigênio após o exercício. Ou seja, o metabolismo segue acelerado e o corpo continua consumindo energia mesmo após o treino.

musculacao mulher braco 0319 1400x800
tankist276/Shutterstock

A musculação está entre as atividades físicas com mais efeito EPOC, podendo durar de 12 a 24 horas. Rocha avalia que, nesta fase, o corpo precisa produzir oxigênio e, como a principal fonte de energia disponível é a gordura, o processo favorece a queima e eliminação.

Estudo comprova eficácia da musculação

O estudo realizado pela FAPESP (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) afirma que exercícios como a musculação são tão importantes quanto os aeróbicos não só para a perda de peso como para a manutenção da saúde cardiovascular.

Os experimentos feitos com exercícios resistidos em ratos mostraram que nos animais sedentários, a dieta rica em gorduras tornou as cobaias mais predispostas à hipertensão. Já o grupo submetido ao tratamento de força, isso não aconteceu, mesmo com a alimentação nada balanceada.

curl biceps musculacao 0918 1400x800
Syda Productions/shutterstock

Porém, os pesquisadores ressaltaram que a prática em intensidade moderada, como foi o caso da experimentação com ratos, a musculação não evitou o ganho de peso. Porém, o estudo reforça a importância deste tipo de exercício na prevenção dos efeitos causados por excessos alimentares.

E que a combinação entre exercícios aeróbicos e anaeróbicos continua sendo a melhor estratégia para promover maior gasto energético e redução de massa corporal.

Benefícios da musculação