Alimento que Marília come no almoço é bem melhor que arroz e ajuda a emagrecer

View this post on Instagram

sorria, você está sendo abençoado ☝🏼😁

A post shared by marilia mendonça (@mariliamendoncacantora) on

Após perceber que seu peso e seus hábitos alimentares estavam refletindo de maneira negativa na saúde, Marília Mendonça decidiu mudar de vida. Acompanhada por profissionais, a sertaneja adotou a dieta cetogênica – que propõe uma restrição quase total a carboidratos – e emagreceu mais de 20 kg.

Durante o processo, a cantora também passou a compartilhar detalhes sobre sua nova rotina alimentar com os fãs e seguidores, e, recentemente, mostrou estar incluindo na dieta um carboidrato que, apesar de não ser integral, contribui com a perda de peso e é muito melhor que arroz: a mandioca cozida.

Mandioca ajuda na dieta

Por ser um carboidrato e um alimento semelhante à batata, muitos imaginam que a mandioca (ou aipim) é algo que faz engordar. Esse alimento, assim como a batata-doce, o inhame, a banana da terra e outras raízes, pode ser incluído na dieta – e com a garantia de que ele é melhor que o arroz em todos os sentidos.

De fácil digestão, esse alimento é considerado um carboidrato de baixo índice glicêmico, ou seja, apesar de se transformar em açúcar durante a digestão, a substância é absorvida aos poucos em vez de cair toda de uma vez na corrente sanguínea como ocorre com o arroz branco e a batata, algo que ajuda a manter a saciedade por mais tempo.

mandioca 0119 1400x800 0
Alexander Ruiz Acevedo/Shutterstock

Esse aspecto torna a mandioca um bom alimento para ser consumido antes de treinos, já que ela libera energia para o corpo pouco a pouco e logo é “queimada” com os exercícios físicos. Além disso, ela também traz outros benefícios para o corpo com sua grande quantidade de fibras – que ajudam tanto na saciedade quanto no funcionamento do intestino – e fósforo – que combate o cansaço e a fadiga.

Na hora de incluir a mandioca na dieta, porém, é preciso ficar de olho não só na quantidade como também no modo de preparo. Como o primeiro fator depende dos objetivos de cada dieta, é preciso consultar um especialista, mas, em geral, o melhor é consumi-la cozida, já que fritá-la diminui os benefícios proporcionados pelo alimento.

mandioca 1 0119 1400x800
Luciana Rinaldi/Shutterstock

Marília Mendonça: alimentação, saúde e mais