Como é detox intestinal que famosa fez para emagrecer e só pode tomar 2 vezes ao ano?

Em seu processo de emagrecimento, a ex-BBB Paula Leite recorreu a um detox intestinal para preparar o organismo para receber a nova alimentação que deve ajudá-la a reduzir medidas e contou como funciona em um post no Instagram.

Atualmente, a famosa faz uma dieta à base de proteínas e verduras, legumes, maçãs e morangos (as demais frutas estão eliminadas do cardápio). A ideia é eliminar 26 dos 27 kg que a ex-BBB adquiriu recentemente, conforme a própria contou em sequência de vídeos compartilhados em seu Stories do Instagram.

Segundo ela, no entanto, a receita é contraindicada para algumas pessoas - como grávidas - e só pode ser ingerida duas vezes ao ano, senão, pode fazer mal. A seguir, explicamos como funciona o método.

Detox intestinal: o que é

intestino bacterias corpo humano 0618 1400x800 2
Romariolen/Shutterstock

O detox intestinal consiste em um método de limpeza do organismo feito a partir da ingestão de produtos que facilitam a eliminação de toxinas do corpo por meio das fezes. Paulinha, por exemplo, recorreu a uma receita caseira com leite de magnésia e coco para realizar o processo - itens que são comuns de serem usados para tal fim.

O leite de magnésia funciona como um laxante natural, que hidrata o bolo fecal e auxilia os movimentos peristálticos. “Isso facilita a eliminação de tudo aquilo que está armazenado no intestino: as toxinas”, diz a nutricionista Cyntia Maureen

fissura anal evacuar anus
Thinkstock

Já a água de coco, assim como sua polpa, são fontes de fibras e água – componentes importantes para manter o equilíbrio do organismo entre os efeitos dos produtos que fazem parte do detox.

“Como o leite de magnésia é laxativo e desidrata o corpo, a água de coco traz uma hidratação”, explica Cyntia.

Por que o detox intestinal é procurado

intestino cancer doenca 1117 1400x800
Tharakorn/istock

Pessoas com constipação intestinal costumam se beneficiar do método, pela ajuda que os produtos oferecem ao transito intestinal. “Ele é muito usado por quem tem constipação intestinal. Mas deve ser administrado em um curto período pois leva à desnutrição” alerta a nutricionista Ingrid Soares.

O método também é procurado por pessoas que vão começar novos programas alimentares justamente por fazer uma limpeza do organismo. A ideia é que o corpo esteja melhor preparado para o novo hábito para que ocorra uma melhor absorção dos nutrientes.

detox manha desinchar 0117 1400x800
natalia bulatova/Shutterstock

“Estando com o intestino mais limpo, os benefícios colhidos em uma nova dieta vão ser maiores. Mas é importante lembrar que, ao falar de novos hábitos ou programas alimentares, temos sempre em vista estilos saudáveis, como aumento no consumo de vegetais, frutas”, avisa Cyntia.

Apesar de apresentar vantagens, os pontos positivos de melhor absorção dos nutrientes dos alimentos após o detox ainda divide opiniões entre especialistas. "Isso ainda está em discussão e precisa de mais estudos. Ainda não está nada concretizado", diz Ingrid .

dieta calendario segunda feira 0318 1400x800
designer491 / Shutterstock

Periodicidade do detox intestinal

De acordo com as nutricionistas consultadas pelo VIX, o detox intestinal deve ser realizado em grandes intervalos mensais. “De seis em seis meses, às vezes quatro em quatro, para dar tempo de o organismo se recompor”, indica Ingrid.

Riscos do detox intestinal

sinais de desnutricao 2

Por seu efeito laxativo, o detox oferece riscos à saúde de quem o faz que valem atenção.

O primeiro está relacionado à perda de nutrientes durante o processo de eliminação de fezes. “Pode ocorrer uma diarreia muito grande, o que provoca um quadro de desnutrição”, explica Ingrid.

O segundo está ligado à perda de água no processo de desintoxicação. “O processo de eliminação de água pelas fezes leva o corpo à desidratação”, diz Cyntia.

Além disso, esse tipo de detox pode sobrecarregar o trabalho dos rins e oferecer o efeito rebote ao trabalho dos intestinos. “Ele pode piorar quadros intestinais”, avisa Cyntia.

Cuidados com o detox intestinal

cuidado 1400x800
Daniel Heighton/Shutterstock

O primeiro passo para quem escolher realizar esse tipo de desintoxicação é buscar a ajuda de um profissional de saúde, como um nutricionista, que faça as devidas orientações sobre o processo. “Não é para fazer sozinho”, enfatiza Ingrid.

A nutricionista também indica que, no dia escolhido para ingerir os produtos do detox, deve-se evitar fazê-lo no ambiente de trabalho ou espaços fora de casa, beber muita água e evitar remédios que impeçam a ação do leite de magnésia.

Também é válido fazer refeições leves nos dias pré e pós-detox, com alimentações ricas em vegetais, frutas, legumes e que exclua industrializados e gordura.

Contraindicações do detox

gravida recusa comida doce 0918 1400x800
Artem Oleshko/Shutterstock

Vale também saber se a técnica não é contraindicada para você. Pessoas que não devem realizar o detox intestinal são aquelas com problemas intestinais, hemorroidas, gordura no fígado e problemas no estômago, além de idosos, crianças, gestantes e lactantes.

“O leite de magnésia pode pode ser prejudicial na fase de crescimento da crianças. Para as gestantes e lactantes, o produto pode ser absorvido pelo feto, pelo cordão umbilical, ou pelo bebê através leite da mãe”, explica Ingrid.

Detox