Quem caminha ou corre para emagrecer está fazendo tudo errado, defende professor

exercicio corrida rua treino suor 1117 1400x800
Georgijevic / iStock

O hábito de correr faz parte da rotina de muitas pessoas, há quem corra para treinar, para se acalmar, para bater metas e há quem corra para emagrecer. Para esse último caso, o professor Paulo Gentil é enfático ao afirmar que correr ou caminhar para perder peso é um grande erro.

Corrida emagrecer?

Conforme o professor, a caminhada e a corrida se enquadram dentro de uma categoria de exercícios aeróbicos de pouca intensidade e longa duração. Essas atividades certamente têm seu valor, mas não contribuem muito para a perda de gordura corporal.

corrida parque exercicio 1017 1400x800
lzf / iStock

Ocorre que o exercício aeróbico prolongado, especialmente em pessoas que consomem muitos carboidratos, leva à exaustão do glicogênio muscular e queima dos próprios músculos. Além disso, o metabolismo fica mais lento, passando a economizar e armazenar calorias para compensar as que foram gastas.

O professor defende que as atividades físicas de maiores intensidades, especialmente os treinos intervalados, são as mais eficazes e recomendáveis para o processo de redução da gordura corporal, pois altera os processos metabólicos de modo a favorecer a queima de gordura e inibir seu acúmulo.

Não significa dizer que atividades pouco intensas sejam totalmente ineficientes, a questão é que, para Gentil, elas não são as "mais" eficientes para esse tipo de objetivo.

Exercícios para emagrecer