mulher

Nutricionista explica por que sucralose NÃO deve ser usada: afeta tireoide e + 3 prejuízos

acucar adocante cafe
Smile19/Shutterstock

Há alguns anos a sucralose, um tipo de adoçante, caiu no gosto dos brasileiros. Muitos nutricionistas e nutrólogos passaram a indicá-la como uma alternativa mais saudável aos produtos à base de aspartame. Agora, no entanto, a recomendação mudou e ela não é mais tida como uma boa opção pelos profissionais.

“Nada se compara ao aspartame, mas a sucralose está longe de ser uma boa alternativa”, explica a nutricionista funcional Fernanda Scheer em seu Instagram.

Motivos para evitar a sucralose

uso adocante bebida 0817 1400x800
Highwaystarz-Photography/istock

A sucralose é um adoçante artificial obtido através da cana-de-açúcar que pode ser até 600 vezes mais doce do que o açúcar comum. Assim como qualquer adoçante artificial, ainda há muita confusão a respeito dos efeitos nocivos de seu uso constante.

Mesmo sendo pouco calórico, o adoçante é contraindicado para quem tem distúrbios na tireoide. Isto porque o cloro, um de seus componentes, prejudica seu desempenho. Mas, ela ainda apresenta outros riscos. Conheça a seguir alguns deles:

1. Consequência para tireoide 

O cloro de sua composição é uma substância que prejudica a absorção de iodo, que é fundamental para o bom funcionamento tireoidiano.

anatomia glandula tireoide 0817 1400x800
Nerthuz/istock

2. Diminui a flora intestinal

A sucralose pode destruir até 50% das bactérias boas que trabalham no intestino, o que pode causar desconfortos intestinais, prejudicar a produção de serotonina (aumentando ansiedade) e reduzir sua imunidade.

3. Relação com incidência de diabetes

A sucralose, assim como qualquer outro adoçante, afeta a utilização e absorção de glicose ou a liberação de insulina. De qualquer forma, acaba sendo desaconselhada para pessoas com diabetes. 

acao diabetes no corpo 1116 1400x800
Alexilusmedical/Shutterstock

4. Aumento da compulsão alimentar, sobrepeso e câncer

Esses tipos de adoçantes artificiais já tiveram comprovada a relação com um maior apetite por doce e até o desenvolvimento de alguns tipos de câncer.

Para substituir os adoçantes artificiais, stévia, xylitol e erytritol são boas opções naturais. No entanto, todos podem ter efeitos negativos, por isso, é importante fazer o uso moderado. Outras alternativas naturais incluem pequenas quantidades de açúcar de coco, demerara, mascavo, mel ou melado.

Informações sobre adoçante