mulher

Nutricionista lista comidas que aumentam a fome e dá dicas para driblar o efeito

cafe preto xicara 0717 1400x800
Pixygirlly / iStock

Você já comeu alguma coisa e sentiu que seu apetite aumentou depois disso? Pode não ter sido apenas uma impressão. Existem sim alimentos que “abrem o apetite” e fazem com que a gente queria comer mais e mais.

Alimentos que aumentam a fome

De acordo com a nutricionista Patrícia Davidson, que cuida da alimentação de famosas como Bruna Marquezine e Paolla Oliveira, os carboidratos simples e alimentos com alto teor de gordura saturada e sódio bloqueiam os nossos mecanismos fisiológicos que proporcionam a sensação de saciedade e, por isso, temos vontade de comer mais assim que os ingerimos. 

Entre os alimentos que entram nesta lista estão: massas de trigo branco (macarrões, bolos, pães brancos), biscoitos doces e salgados, como cream cracker, pipoca, doces, refrigerantes, chocolate, açúcar refinado, café, sorvete e batata frita.

Carboidrato e açúcar são vilões

Para a nutricionista, os alimentos ricos em açúcar e carboidratos são ainda piores que a gordura saturada porque geram pico de glicose e, consequentemente, de insulina no organismo.

“Quanto mais rápido o carboidrato é transformado em glicose, mais rápido o açúcar é inserido no nosso sistema, o que gera uma liberação maior de insulina, hormônio que atua na metabolização desse açúcar”, explica.

doces glicose gordura0816 1400x800
victoriaKh/Shutterstock

Este processo faz com que aconteça um aumento repentino de insulina e queda brusca de glicose, o que pode levar a um quadro de hipoglicemia. Se isto acontece, o corpo começa a sentir necessidade de repor o açúcar e energia gastos e aí surge a necessidade de comer de novo.

Segundo Patrícia, este processo, quando frequente, pode provocar uma série de danos à saúde. Isto porque chega uma hora que a insulina produzida pelo pâncreas não é mais suficiente para metabolizar toda a glicose e a pessoa passa a apresentar o que é chamando de resistência insulínica.

“Quando não cuidada, a resistência à insulina pode levar ao diabetes, ao acúmulo de gordura abdominal e à dificuldade de emagrecimento”, explica.

Como minimizar efeito

cream cracker ricota 0617 1400x800
Imfoto/Shutterstock

O ideal é que a gente mantenha uma alimentação balanceada e evite comer alimentos ricos em farinha branca, açúcar e gordura saturada. Contudo, eles não precisam ser banidos da alimentação: basta optar por formas mais saudáveis de consumi-los. 

Por exemplo, ao invés de comer pipoca de microondas, que tem alto teor de gordura e sódio, compre milho orgânico e estoure os grãos com azeite ou óleo de coco. Além disso, ao invés de comer um balde de pipoca, tente fazer apenas um punhado.

Já se você é fã de torradas e biscoitos, ao comprá-los, leia a embalagem e escolha um que tenha grãos ou sementes (já que as fibras aumentam a saciedade) e poucos ingredientes em sua composição. A nutricionista ressalta que, se eles forem sem farinha de trigo, melhor ainda.

Outra dica é comer carboidratos sempre junto com uma fonte de proteína, como queijo ou carne, ou gordura boa, como a guacamole. Desta forma, você consegue manter a saciedade por mais tempo e reduzir a absorção rápida da glicose.

Alimentos que não matam a fome