Você come por ansiedade? Siga 4 passos para acabar com o “comer emocional”

dieta gula apetite 1216 1400x800
rogistok/shutterstock

Se você já se pegou vasculhando o armário em busca de petiscos mesmo sem estar com fome, certamente percebeu que muitas das vezes em que ingere os alimentos é por que não está conseguindo controlar a ansiedade.

O fato é bastante comum e pode colocar por água abaixo o seu plano de emagrecimento. Mas existem saídas simples que afastam a fissura e ajudam a combater o hábito de comer impulsionada pela emoção.

4 passos para acabar com a “fome emocional”

doce gula apetite 0816 1400x800
RossHelen/istock

Passo 1: procure racionalizar o que está sentindo e, antes de recorrer aos alimentos, pergunte a si mesmo o que realmente quer, se está mesmo precisando comer ou se não está apenas procurando matar o tempo ou preencher outro tipo de vazio. Respirar fundo e tirar alguns minutinhos para a reflexão podem salvar sua dieta, já que a fome emocional tende a desaparecer rapidamente.

Passo 2: mantenha um diário sobre seus hábitos alimentares, liste o tipo de comida que consumiu ao longo o dia, além dos períodos em que fez suas refeições. Quando a fome atacar, avalie as anotações e perceba se realmente está na hora de comer novamente ou se o corpo está apenas carente de guloseimas que vão atrapalhar sua dieta.

gula compulsao alimentar 0716 630 600
Duplass/Shutterstock

Passo 3: beba um copo de água. Muitas vezes o corpo confunde sede com fome e pode fazer com que você pense que precisa comer quando, na realidade, está apenas desidratada.

Passo 4: aprenda a ouvir melhor seu corpo e seus sentimento para saber o que de fato desencadeia sua “fome emocional”. Identificar a raiz do apetite fora de hora é importante para evitar os deslizes e contribui para hábitos alimentares mais saudáveis e livres de exageros e culpas.

Dicas de alimentação para emagrecer com saúde