hummm

Salsinha ou cebolinha na comida? Diferenças, benefícios e onde usar cada uma

salsinha cebolinha temperos 012017 1400x800
Brent Hofacker/Anna Shepulova/Shutterstock

Conhecida como “cheiros” ou temperos verdes, a dupla formada pela salsinha e cebolinha estão entre as ervas mais usadas na cozinha brasileira. De paladar mais leve e menos aromático que o manjericão, alecrim, coentro e orégano, por exemplo, tanto a salsinha quanto a cebolinha podem ser usadas em quase todas as preparações, em variadas quantidades, dependendo do sabor desejado.

Benefícios da salsinha e cebolinha

O alto poder nutritivo da cebolinha a torna um dos melhores antibióticos naturais. Rica em flavonóides, também é anti-inflamatória, tendo sido usada pelos romanos como um dos remédios mais populares para tratar dor de garganta.

Já a salsinha é uma usina de clorofila, que também tem propriedades antibacterianas. Além disso, a salsa é rica em muitas vitaminas vitais, incluindo a vitamina C, K, A e até uma relativa dose de B12. A erva mantém o seu sistema imunológico resistente, fortifica os seus ossos e contribui para a saúde do sistema nervoso.

cebolinha tempero verde 0117 1400x800
goh seok thuan/Shutterstock

Qual das duas colocar no preparo?

Tenha em mente que a cebolinha é muito parecida com a folha da cebola. Ela deve ser usada em preparações quentes, podendo ser considerado um tempero de sabor marcante como a cebola, se usado em quantidades para tanto. Por isso, quando adicionada fresca aos pratos crus, deve ser usada com cuidado, porque a cebolinha têm efeito semelhante à cebola com ardência e paladar que deixa memória.

Já a salsinha possui um aroma bem mais fresco, arbóreo, porém mais aromático também que a cebolinha. Há paladares que não toleram a salsinha fresca, apenas cozida. Porém, ambas as opções são ótimas para se adicionar no final do preparo de caldos, molhos e carnes cozidas.

Receitas fáceis e saborosas