explore

Famosos que sofreram perdas familiares e mostram que seguir em frente é possível

Perder as pessoas que mais amamos é um dos maiores desafios que podemos encarar na vida, e exige força para seguir em frente e transformar a dor em saudade. Ninguém está imune a esse tipo de acontecimento e, quando ocorre com pessoas públicas, muitas vezes suas histórias se tornam uma amostra de que é possível seguir em frente.

Eliane Giardini

Em 2019, a atriz perdeu o netinho Antônio, de apenas 1 anos e 7 meses, em meio ao tratamento contra uma leucemia.

eliane giardini 0721 1400x800
Globo/Paulo Belote

Dois anos depois da dolorosa perda, Eliane comemorou com seus seguidores a chegada de Joaquim que, assim como Antonio, é filho de sua caçula, Mariana Betti, de seu relacionamento com o também ator Paulo Betti.

Glória Menezes

A atriz de 86 anos recebeu alta do hospital ao vencer a Covid-19, mas infelizmente perdeu seu marido e grande companheiro de vida, Tarcísio Meira, de 85 anos, para a doença.

tarcisio meira gloria menezes 01 21 1400 800
Globo/João Miguel Júnior

Os famosos eram casados há 59 anos e, desde o início da pandemia, estavam isolados em um sítio da família na cidade de Porto Feliz, interior de São Paulo.

gloria tarcisio 1400x800 0920
reprodução/globoplay

Thales Bretas

O médico foi outro que perdeu a pessoa amada para a Covid-19. Paulo Gustavo morreu no dia 4 de maio e, desde então, a rotina de Thales com os filhos mudou bastante.

Ele disse sentir algo muito estranho ao continuar vivendo sem seu companheiro, mas que Romeu e Gael fornecem a força necessária para que ele siga em frente.

"Eu fico exausto e preenchido. É uma sensação louca continuar vivendo mesmo depois de perder meu grande amor. Eu acordo e levanto. Não tem outro jeito, a vida se impõe. Aí eu olho para os meus filhos, para a minha família, para os meus amigos, para as minhas lembranças e continuo. Por eles, por mim e pelo Paulo, para sempre", declarou.

Cissa Guimarães

Em 2010, a apresentadora foi surpreendida pela pior experiência pela qual uma mãe pode passar: a morte prematura de um filho. Rafael Mascarenhas, filho caçula de Cissa, morreu aos 18 anos após ser atropelado em um túnel no Rio de Janeiro.

Logo após a morte do filho, Cissa Guimarães foi tomada pela tristeza, pela saudade e pela indignação. Porém, aos poucos, ela passou a enxergar o fato com outros olhos.

Diariamente, a apresentadora mantém um ritual pessoal se conectando com o filho em oração, mesmo entendendo que a dor da perda é insuperável. “Nunca mais eu vou conseguir ser 100%, mas posso ser 70%. E eu vou tentar!”, afirmou.

Herbert Vianna

Em 2001, o líder da banda Paralamas do Sucesso sofreu um trágico acidente de ultraleve e ficou paraplégico. Lucy, sua esposa, não resistiu e faleceu na queda.

herbert vianna 0921 1400x800
Globo/João Cotta

"As pessoas me perguntam como consegui. Posso dizer que busquei apoio na minha família e na música, além de me humanizar muito em leituras meditatórias, que me levaram a questionar valores, filosofias, importâncias e a própria vida", comentou o músico em 2009, em uma entrevista para a revista Sentidos.

Sobre a esposa, Herbert lembrou com emoção da escritora e declarou: "Minha ligação com Lucy sempre foi e vai ser mágica (...). Prezo muito meus valores e a família. Aprendi isso com ela e não abro mão".

Whindersson Nunes

João Miguel, filho do humorista com Maria Lina, nasceu prematuro, com 22 semanas, mas não resistiu a complicações do parto e morreu poucas horas depois.

Após declarar seu luto nas redes sociais, Whindersson compartilhou uma música que escreveu depois do nascimento do bebê, enquanto ele ainda estava internado na UTI neonatal.

"Foi só você chegar aqui para tanta coisa mudar em mim. Se um dia eu já me senti só, eu sei, faltava você. [...] Você me ensinou o amor" diz um emocionante trecho da canção.

Cid Moreira

A morte do filho de Whindersson Nunes comoveu anônimos e famosos, ganhando apoio especial de Cid Moreira que, em seu perfil no Instagram, lembrou do falecimento de sua própria filha.

cid moreira jornalista 0621 1400x800
Globo/Divulgação

O jornalista de 93 anos se solidarizou e declarou: “Eu fiquei muito comovido! Os meses de espera. O amor! A ansiedade e, infelizmente, no final a dor! Cada mãe e pai que passaram por isso sabem do que eu estou falando!”.

cid moreira 0119 1400x800
Ramón Vasconcelos/TV Globo

Em seu relato, Cid concluiu: “Não perdi a minha filha bebê! Ela era bem adulta e mesmo assim uma parte de mim morreu com ela!”. Jaciara, filha do jornalista, morreu em outubro de 2020, aos 50 anos, de enfisema pulmonar.

Ferrugem

O cantor chegou a pensar em desistir da carreira artística após a morte de Juliana Alves, sua ex-mulher e mãe de sua filha, vítima de complicações de uma cirurgia de lipoaspiração.

ferrugem ex mulher filha 0120 1400x800
Reprodução/Redes sociais

Apesar de estarem separados, Ferrugem e Juliana se tornaram bons amigos. A partida da ex, em 2015, obrigou o músico a fazer uma pausa no sucesso para cuidar da filha Júlia. “Acho que foi o momento mais difícil da minha vida”, afirmou.

A vida de pai solo foi um grande desafio para Ferrugem, mas ele não queria desistir de seu sonho e encontrou apoio onde menos esperava. “Julia estava com quase 4 anos de idade e no meio de todo o sofrimento ela foi a pessoa mais forte, que me acalmou e falou: ‘pai, está tudo certo. A gente está junto’”, contou o famoso.

Gusttavo Lima

Em 2012, o cantor estava no auge de seu sucesso, mas uma tragédia inesperada faria com que ele pensasse em encerrar a carreira.

gusttavo lima cantor 0221 1400x800
Leo Franco / AgNews

Em setembro daquele ano, Gusttavo recebeu a notícia da morte súbita de sua irmã Luciana, de 26 anos, vítima de infarto durante o sono. O fato foi traumático para o famoso, que decidiu reavaliar sua vida e sua profissão.

gusttavo lima cantor 1119 1400x800
Globo/ Nélio Rodrigues

Foi somente após se dar conta do carinho de seu público que Gusttavo Lima percebeu que não podia parar de cantar. Quando morreu, Luciana deixou uma filha de apenas 1 ano de idade, que é afilhada do cantor. Laura virou xodó da família e, com a outra irmã, Nilza, Gusttavo assumiu totalmente a criação da menina.

Christiane Torloni

A atriz foi outra famosa que precisou aprender a lidar com a considerada maior dor de todas: a perda de um filho. Os gêmeos Leonardo e Guilherme nasceram em 1979, frutos do relacionamento de Christiane Torloni com o diretor Dennis Carvalho.

chistiane torloni 1400x800 0620
Globo/Fábio Rocha

Em 1991, a atriz manobrava uma caminhonete na garagem de casa, mas o veículo ficou desgovernado e caiu de uma altura de mais de 4 metros. Os dois filhos estavam no carro com ela. Guilherme, então com 12 anos, infelizmente não resistiu e morreu após o acidente.

christiane torloni atriz 0220 1400x800
Globo/João Miguel Júnior

Sobre a dor da perda de um filho, Christiane afirma que que ficou emocionalmente desfeita e que experimentou até certo sentimento de constrangimento. “A gente não tem que ter vergonha, porque a dor de alguma maneira humilha as pessoas, você se sente humilhado porque está exposto, então eu precisei me recolher.”

christiane torloni atriz 0921 1400x800
Globo/Fabio Rocha

Quase 30 anos depois da morte de Guilherme, Christiane aprendeu a conviver com a dor da perda irreparável, mas afirma que o processo é infinito. “Sobreviver à perda de um filho é um exercício diário. É um dia de cada vez”, desabafou.

Jô Soares

“Eu sofri a dor que é o pesadelo de todo pai”. Foi assim que Jô Soares publicamente anunciou a morte de seu único filho.

jo soares apartamento 0521 1400x800
Globo/Zé Paulo Cardeal

Rafinha, como o apresentador o chamava, era autista e passou por vários tratamentos ao longo da vida. E mesmo com suas limitações, Jô afirma que aprendeu muito com ele.

jo soares apresentador 1119 1400x800
Globo/Ramón Vasconcelos

Em 2014, Rafinha morreu vítima de um câncer no cérebro. Ele tinha apenas 50 anos de idade. Jô sempre afirmou que seu filho o ensinou muito e, certa vez, deu uma inspiradora declaração: “O Rafinha é diferente, mas eu não gostaria de ter um filho diferente dele”.

Glória Perez

Em dezembro de 1992, a autora de novela foi obrigada a lidar com o brutal o assassinato da filha, a atriz Daniella Perez, que foi morta pelo também ator Guilherme de Pádua que, na época, fazia par romântico com ela na novela "De Corpo e Alma".

Mesmo quase 30 anos depois, Glória Perez ainda sofre pela morte da filha e guarda uma série de lembranças de Daniella, como fotos, que foi o que restou para amenizar a saudade.

Recentemente, a escritora reuniu várias fotos de Daniella e fez um vídeo, mostrando a filha desde a infância. Na legenda, ela escreveu: "Você nasce e renasce em mim todos os dias".

José de Abreu

Nem todo mundo lembra, mas o ator também perdeu seu filho, Rodrigo, então com 21 anos, em 1992. Nas redes sociais, José de Abreu chegou a falar de forma emocionante sobre sua perda.

“A maior dor de um pai é perder um filho. É a vida invertida. Este é o Rodrigo, meu primogênito, que cumpriu seu karma rápido demais. Lá se vão 28 anos (um dia nos veremos de novo, filho)”, escreveu o famoso na legenda da publicação.

Rodrigo era fruto do relacionamento do ator com a advogada Neuza Serroni e morreu ao cair da janela do apartamento onde morava com o pai, no Rio de Janeiro.

Keanu Reeves

Quando tinha 34 anos, o ator conheceu Jennifer Syme em uma festa da sua banda. Um ano depois, ela já estava grávida de Ava, que seria a primeira filha de ambos.

keanu reeves oscar 2020 0220 1400x800
Amy Sussman/Getty Images

Aos oito meses de gestação, no entanto, Jennifer teve uma complicação e descobriu que a bebê não estava mais viva. Depois da perda, o namoro não foi para frente, mas os dois continuaram amigos.

Alguns meses depois, em abril de 2001, Jennifer se envolveu em um acidente de carro e morreu aos 29 anos. Ela foi enterrada ao lado de Ava.

keanu reeves screening john wick 3 2019 1149388519
Frazer Harrison vía Getty Images

As duas mortes tiveram um grande impacto na vida de Keanu Reeves. As perdas, no entanto, ensinaram ao famoso uma lição valiosa: "Boa parte do meu apreço pela vida veio pela perda. A vida é preciosa. Vale a pena", declarou.

John Travolta

Em 1992, o ator se tornou pai pela primeira vez com o nascimento de Jett, fruto de seu relacionamento com Kelly Preston.

Aos 2 anos, o garoto foi diagnosticado dentro do espectro autista e, mais tarde, com Síndrome de Kawasaki, uma condição muito rara que causa inflamação nas paredes de alguns vasos sanguíneos do corpo.

john travolta peb 1219 1400x800
Ernesto S. Ruscio/Getty Images for RFF

A doença afetou o coração, veias e artérias de Jett até que, em 2009, após sofrer uma convulsão, o garoto feriu a cabeça, foi socorrido às pressas, mas não resistiu. Ainda na ambulância, antes de chegar ao hospital, veio a falecer. Ele tinha apenas 16 anos.

A família ficou abalada com a perda e precisou encontrar forças para um recomeço. E apenas um ano após a morte de Jett, Kelly descobriu que estava grávida novamente de um menino, que receberia o nome de Benjamin. A chegada de uma nova vida deu a motivação que os famosos precisavam para se reerguer.

Jennifer Hudson

De uma só vez, a atriz perdeu a mãe, o irmão e o sobrinho. A família de Jennifer foi morta por um amigo de infância, que também era cunhado de Jennifer.

jennifer hudson 0419 1400x1000
Dia Dipasupil/Getty Images

O homem foi preso e levado a júri popular e a famosa, que foi a primeira testemunha do julgamento, teve papel decisivo na condenação do assassino, que hoje cumpre a pena de prisão perpétua.

jennifer hudson 0119 1400x800
Kevork Djansezian/Getty Images

Apesar de toda a dor e sofrimento causado pelo criminoso, Jennifer perdoou o assassino da família. Para a atriz, perdoar fez com que ela fosse capaz de seguir em frente e deixar, na medida do possível, a tragédia no passado.

Sofia Vergara

A tragédia familiar vivida pela atriz mudou completamente sua vida. Em 1998, o irmão mais velho de Sofia foi morto a tiros no meio da rua, durante uma tentativa de sequestro.

sofia vergara
DFree vía Shutterstock

“Foi muito dramático. Ele levou um tiro e, infelizmente, não conseguimos nos despedir. Ele morreu na hora”, relembrou a atriz em entrevista.

Na época, Sofia já trabalhava como modelo na Colômbia, país onde nasceu, mas a decisão da família foi fugir da violência e se instalar em Miami, nos Estados Unidos.

sofia vergara atriz 1219 1400x800
Kevin Winter/Getty Images

Após toda a mudança, Sofia finalmente conseguiria se dedicar mais à carreira e se tornaria, anos mais tarde, uma das atrizes mais bem pagas da televisão. A famosa reconhece que, sem o apoio da família, ela não teria chegado tão longe.

Histórias de superação dos famosos