Popó superou preconceito com ajuda do filho e tem orgulho de Juan: "Médico, bonito e gay"

Acelino Freitas, o Popó é pai de seis filhos: Rafael, Igor, Iago, Gustavo, Popózinho e Juan. O lutador aprendeu e ainda aprende bastante com eles, mas o médico Juan, de 21 anos, ensinou o atleta a vencer preconceitos enraizados.

Popó cresceu em uma família cujo pai não admitia a homossexualidade, mas tudo mudou depois que Juan revelou que era gay. Hoje, o lutador até frequenta ambientes LGBTQIA+ e já até ajudou o filho em desentendimentos com o namorado.

Atitude de Popó ao descobrir que o filho era gay surpreendeu

O quarto filho de Popó, Juan, nasceu em agosto de 1999, mesmo ano e mês que o lutador conquistou seu primeiro título mundial. Mal sabia o atleta que o pequeno estava chegando para mudar sua vida.

Em uma entrevista ao programa “Domingo Espetacular”, em 2019, Popó contou que nasceu e cresceu em uma família muito machista. Além do pai ser violento com a mãe, ele também era homofóbico.

popo filho 07 21 1400 800
Reprodução/Globoplay

“Você poderia até ser corno, que para o meu pai seria uma curtição, meu pai acabava com seu psicológico se tivesse um filho corno, agora se tivesse um filho homossexual, tenha certeza que meu pai colocava para fora, ou quebrava na porrada”, revelou.

Foi nesse ambiente e com esse preconceito enraizado que o lutador cresceu, mas a cabeça dele mudou completamente ao descobrir que Juan era gay.

Juan participou da entrevista com o pai e disse que estava com muito medo da reação do lutador ao saber sobre sua opção sexual. “Ele falou ‘estou sabendo disso, disso, disso. é verdade?’. Eu falei: ‘é verdade’. Eu tinha certeza que ele ia me colocar para fora de casa ou me bater”, revelou o jovem.

filho popo 07 21 1400 800
Reprodução/Globoplay

Mas a atitude de Popó foi completamente oposta e surpreendeu Juan: “Aí teve aquele silêncio. Depois ele disse que me apoiava, que ia estar comigo, que ia conversar comigo, que era para eu ser amigo dele. Eu me surpreendi positivamente com essa atitude, não esperava”.

Mesmo tendo um outro exemplo desde criança, Popó decidiu acolher e dar apoio ao filho: “Eu vim com essa visão, concepção machista. Como a gente vive num mundo hoje que não pode e não deve ser machista, a gente tem que respeitar a orientação sexual dele, respeitar o gosto, a vontade”, disse.

Lutador sente orgulho do filho: "Médico, bonito e gay"

Todas a vezes que Popó participa de uma entrevista e fala sobre a família, ele é questionado sobre a relação com Juan e sempre fala com muito orgulho do filho.

Em abril deste ano ele participou de um bate-papo na gravação do podcast No Flow e contou que além de apoiar Juan, já foi em balada LGBTQIA+ com o filho e já até o ajudou em brigas com o namorado.

“É a minha bichona. E, antes que venham me criticar, essa é a maneira carinhosa que eu chamo ele. É uma coisa que eu sempre falo, uma coisa minha e dele, a gente se zoa assim. Juan é inteligente demais, está cursando o quinto período de Medicina. Ele já me levou para boate gay, e outro dia brigou com o namorado e veio conversar comigo. Tenho muito orgulho do meu filho: médico, bonito e gay”.

O lutador também costuma apoiar e divulgar projetos de inclusão e apoio à comunidade LGBTQIA+ em suas redes sociais. No início deste mês, por exemplo, ele falou sobre uma campanha do Facebook e citou Juan, dizendo que ele é um filho que só lhe dá alegrias:

“#FeitoComOrgulho | Olá, campeões!! Vocês bem sabem que a minha vida foi transformada por que eu agarrei uma oportunidade no esporte. Fui lá e me tornei tetracampeão mundial de boxe.

Agora, com o orgulho de ter um filho gay que só me dá alegrias, te apresento um movimento que o Facebook lançou que também tem transformado vidas e está valorizando o espírito empreendedor da comunidade LGBTIQ+.

Eu quero te convidar para acessar o @feitocomorgulho e conhecer muitas histórias inspiradoras. Inclusive, com o apoio do Facebook, você também pode se capacitar e desenvolver negócios da comunidade LGBTIQ+.

Famosos que assumiram opção sexual sem medo