explore

"O gordo é assexualizado, não beija", Paulo Vieira diz como sociedade vê corpo gordo

Recentemente, o ator e humorista Paulo Vieira participou de uma entrevista com Marcelo Tas. Durante o bate-papo, ele falou sobre a ter conquistado um espaço na TV sendo gordo e negro e mandou a real sobre a gordofobia em torno do sexo.

Paulo Vieira fala sobre gordofobia

O primeiro trabalho de Paulo Vieira na TV foi ao lado de Fábio Porchat no "Programa do Porchat", na Record TV. Mas, depois de apresentar a atração, ele percebeu que não tinha dado certo como apresentador.

Quando questionado por Marcelo Tas sobre o motivo de não ter dado certo, Paulo afirmou que a TV ainda prefere pessoas brancas e magras em frente às câmeras, sobretudo por causa da publicidade.

Hoje, Paulo Vieira é contratado pela Globo e embora tenha conquistado uma posição na maior emissora do Brasil, sua imagem ainda é um pouco limitada por causa da cor e da forma física.

A publicidade usa a coisa do perfil, a Televisão usa a coisa do perfil. Eu estou na Globo, mas por exemplo, eu não estou na Globo fazendo novela das nove, eu estou na globo num lugar que eu posso estar. Essa coisa do perfil ainda manda muito.

paulo vieira 07 21 1400 800 1
Youtube/TV Cultura

Além disso, o humorista ainda falou sobre a gordofobia. Segundo Paulo, a imagem do gordo perante à sociedade é assexualizada.

"Quando a pessoa escreve assim: 'Claudio entra e beija a sua esposa', automaticamente o Claudio não é gordo porque ele tem uma esposa. A gente passou por um processo que o gordo é assexualizado imediatamente. O gordo não beija, não tr***, não transa, sobretudo o preto gordo", disse.

Para exemplificar, Paulo usou o personagem Tio Barnabé, do programa infantil "Sítio do Picapau Amarelo", que era gordo, negro, e tinha uma imagem estigmatizada de que era bonzinho, ingênuo, solteirão, dando a entender que ele não tinha necessidades sexuais.

Gordofobia