Casa de repouso faz "túnel do abraço" para idosos tocarem parentes após 70 dias isolados

tunel abraco 1 1400x800 0620
Lucas Uebel/Getty Images

O distanciamento social necessário por conta da pandemia do novo coronavírus afastou colegas de trabalho, amigos, casais e familiares. E os idosos, que fazem parte do grupo de risco, precisaram se isolar de forma ainda mais rigorosa.

Já são quase quatro meses desde o primeiro caso registrado no país e mais de três meses de quarentena. E enquanto muitos jovens e adultos conseguem matar a saudades das pessoas que amam pelas chamadas de vídeo, para os idosos, principalmente, não é a mesma coisa.

Em Gravataí, no Rio Grande do Sul, um residencial para idosos criou um túnel do abraço para diminuir a distância entre seus hóspedes e os familiares.

"Túnel do Abraço" é solução para saudades

tunel abraco 2 1400x800 0620
Lucas Uebel/Getty Images

Imagine estar acostumado com fotos e vídeos que não são por redes sociais. Imagine não ter tanta habilidade com smartphones e tecnologias. Para muitos idosos, uma chamada de vídeo não passa de uma gravação e é difícil entender que é possível conversar com os familiares através dessa ferramenta.

Além disso, uma chamada de vídeo não é capaz de transmitir o contato, o toque e o calor da pele.

Enquanto para a maior parte da população o efeito disso é a saudade, para idosos pode afetar diretamente a saúde mental e até física.

O relatório técnico proposto pela Frente Nacional de Fortalecimento às Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPI) para enfrentamento da Covid-19 alerta sobre a importância de se preservar todos os vínculos para garantir a saúde e o bem-estar dos idosos.

Preocupados com seus residentes, o Residencial Geriátrico Três Figueiras idealizou o túnel do abraço para que familiares pudessem se abraçar - mesmo que entrando em contato também com um plástico.

tunel abraco 3 1400x800 0620
Lucas Uebel/Getty Images

Trata-se de uma estrutura de plástico montada na parte externa do residencial junto de uma das portas do residencial e que possibilita a aproximação de familiares e hóspedes.

Em vídeo compartilhado no Facebook, a administradora do local, Rubia Santos, explica que é feita a verificação de temperatura dos familiares antes deles entrarem no terreno do residencial. Eles, então, precisam lavar as mãos e passar álcool em gel para se aproximar do Túnel do Abraço por um caminho delimitado no jardim.

A porta é aberta e o hóspede consegue ter um momento de troca com o familiar. “A gratificação é tão grande de ver, é muito importante”, afirma Rubia.

De acordo com a administradora, o túnel é higienizado a cada 30 minutos para evitar a transmissão do vírus.

tunel abraco 4 1400x800 0620
Lucas Uebel/Getty Images

Reencontros no "túnel do abraço"

Foram mais de 70 dias de isolamento até o primeiro abraço entre uma mãe e seu filho.

tunel abraco 5 1400x800 0620
Lucas Uebel/Getty Images

Setenta dias até o primeiro beijo entre um filho e seu pai.

tunel abraco 1400x800 0620
Lucas Uebel/Getty Images

E seguimos aguardando pelos dias em que poderemos voltar a abraçar e beijar quem amamos sem medo.

tunel abraco 7 1400x800 0620
Lucas Uebel/Getty Images

Pandemia