mulher

Vovô brasileiro faz bonecas com vitiligo e viraliza na internet: conheça as “Vitilindas”

Bonecas de crochê feitas pelas mãos de um homem já são por si só um diferencial. Mas se você prestar bastante atenção ao trabalho de João Stanganelli Junior, será capaz de notar um detalhe muito mais significativo: elas trazem características do vitiligo.

“Vitilindas”, como foram batizadas as bonecas com vitiligo, são uma criação de um brasileiro que exibe com muito orgulho sua coleção feita à mão. E não só por causa dos seus talentos no crochê, mas também porque os brinquedos representam algo muito maior e mais lindo.

Avô brasileiro cria bonecas com vitiligo

João começou a fazer bonecas por acaso. Após sofrer um infarte, precisou ficar em repouso e, entediado por não ter o que fazer, pediu para que sua esposa o ensinasse a fazer crochê. Ele aprendeu todas as técnicas em apenas 5 dias.

Quando decidiu fazer uma boneca para sua neta, teve a ideia de produzir uma com as mesmas características que ele, com a despigmentação da pele. Assim, sempre que olharia para a boneca, a menina lembraria do avô.

João é portador de vitiligo, doença caracterizada pela perda da coloração da pele que resulta em manchas. Apesar de não ser grave ou contagiosa, a condição gera grande impacto na vaidade e na autoestima dos pacientes.

“A boneca vitilinda, na realidade, é uma espécie de ancora, ela é uma muleta, ela traz alento, autoestima e representatividade”, afirma João sobre seu trabalho.

O que ele não poderia imaginar é que suas peças fariam tanto sucesso entre as crianças, principalmente as que tem o mesmo problema de pele que ele. Os amigos de sua neta adoraram o brinquedo e os pedidos não pararam mais de chegar.

João ficou tão craque na produção de bonecas que começou a fazê-las a partir das fotos das crianças. Além das “vitilindas”, ele faz outros brinquedos com diferentes características, incluindo bonecas com cadeiras de rodas e com aparelhos auditivos.

Para João, suas bonecas representam a diversidade e a beleza de cada um de nós. “Na realidade, somos todos diferentes. E nós somos iguais justamente pelas nossas diferenças”, afirma.

Histórias inspiradoras e emocionantes