Instrutora de pilates reabilita marido após acidente e hoje mostra orgulhosa como ele está

Laura Browning Grant é uma instrutora de pilates que mora na Carolina do Norte, nos Estados Unidos. Ela vive com o seu marido, John Grant, um ex-soldado da Marinha que sofreu uma lesão cerebral há dois anos e meio.

Ele ficou em coma durante dois meses, e os médicos não acreditavam que ele acordaria. Laura, no entanto, sempre confiou na recuperação do marido — hoje, ela compartilha no Instagram a incrível evolução de seu companheiro.

A história de John e Laura

“Uma lesão cerebral tem tantas camadas de cura. É uma jornada que ensina paciência, quietude, rendição, oração, amor incondicional e muito mais”, disse Laura em uma postagem que mostra um comparativo entre John hoje e logo após o acidente.

Os dois são casados há pouco mais de sete anos. Em março de 2017, poucas semanas antes do quinto aniversário de casamento, o ex-soldado tinha ido de carro com um amigo jantar.

View this post on Instagram

There is so much I want to share about this journey and how God’s hands have been smack in the center. A brain injury has so many layers of healing. It’s one heck of a journey that teaches patience, stillness, surrender, prayer, unconditional love, and so much more. I have been revisiting the beginning of this journey as I work on projects that I hope will bring awareness & hope to others. I couldn’t resist showing another comparison photo of how far Jon has come. As we continue down the road of healing, now 2 and half years later, God continues to reveal miracles every day. Jon is now recalling memories from his childhood. He is also sharing truths about his journey that I know he will share one day in the future as a witness of God’s blessings. Tonight before dinner Jon prayed: I pray you help me! God is our refuge and strength, an ever-present help in trouble. Psalm 46:1 Why didn’t God help me sooner? This is a question that is often asked, but it is not His will to act on your schedule. He desires to change you through the trouble and cause you to learn a lesson from it. He has promised, “I will be with him in trouble. I will deliver him and honor him.” He will be with you in trouble all day and through the night. Afterward he will take you out of it, but not until you have stopped being restless and worried over it and have become calm and quiet. Then He will say, “It is enough.” (Streams in the Desert by L.B. Cowman)

A post shared by Laura Browning Grant (@laurabpilates) on

No caminho, ele viu um grande incêndio na cidade e decidiu ir ajudar, mas acabou em um acidente de carro. Até hoje não se sabe ao certo o que aconteceu.

Laura conta que descobriu de madrugada que seu marido tinha se envolvido em um acidente e que não estava respondendo a estímulos. Quando chegou ao hospital, ouviu que ele tinha sofrido uma lesão cerebral que poderia deixá-lo em estado vegetativo para sempre.

Dois meses depois, John acordou, mas, como a própria esposa diz, não foi nada parecido com as cenas de filmes com as quais estamos acostumados: ele não conseguia falar, engolir, andar, sentar ou ficar em pé sozinho. Sua memória também havia sido afetada, mas sua capacidade de compreensão estava intacta.

Reabilitação e progresso

Sendo professora de pilates, Laura sabia sobre a importância da reabilitação física para o seu marido. Ela começou a massagear os pés de John para que sua circulação melhorasse e a arrumar os travesseiros na cama para que sua coluna não sofresse.

Com o tempo, ela se juntou à equipe que cuida de seu esposo para ajudá-lo no processo. Hoje, ela participa ativamente de suas atividades, principalmente das aulas de pilates. A melhora é visível: ele já consegue falar algumas palavras, mexer os braços, andar com a ajuda de um andador, engolir e também recuperou algumas memórias da infância.

O dia a dia dos dois inclui muitos exercícios e estímulos, atividades que Laura sempre compartilha no Instagram. Em suas postagens, ela fala muito sobre as dificuldades, paciência, fé, superação e aceitação. Apesar de as coisas parecerem relativamente simples nas redes sociais, ela relata que a evolução é complexa e pode vir carregada de frustrações.

"Ele era um soldado da Marinha que podia fazer tudo, e, agora, é uma pessoa 100% dependente. Não é um caminho fácil", afirmou. No entanto, ela sempre procura enxergar a situação por um outro ponto de vista: “No mundo de hoje, muitos querem controlar, consertar, forçar, planejar ou carregar o fardo da vida. Mas a verdadeira paz e clareza vêm da entrega”.

Histórias inspiradoras