Influencer plus posta vídeo se divertido na academia e é aplaudida por “coragem”

Ainda que a sociedade esteja gradualmente se tornando mais inclusiva, pessoas cujos corpos fogem do padrão de beleza seguem sofrendo preconceito. Um bom exemplo é o que acontece com pessoas gordas que se exercitam; além da ideia de que quem é gordo não consegue se exercitar, há também a constante suposição de que eles malham para emagrecer - o que não é sempre verdade.

Buscando incentivar uma quebra nesse tipo de comportamento, a blogueira Ju Romano publicou alguns vídeos divertidos em que ela e o namorado aparecem se exercitando em uma academia, junto de um texto que propõe uma reflexão importantíssima: afinal, por que o fato de uma pessoa gorda buscar atividades físicas ainda é visto como algo impressionante?

Ju Romano mostra vídeo se exercitando

Usando seu perfil no Instagram, a influencer publicou dois vídeos: enquanto o primeiro mostra seu namorado fazendo agachamentos enquanto a segura sobre os ombros, o segundo exibe a própria blogueira correndo na esteira. Na legenda, ela explicou que o objetivo do post é servir de inspiração para pessoas que, assim como ela e seu namorado, são gordas e se sentem mal na academia.

“Eu espero que você reveja esses vídeos toda vez que alguém te inferiorizar por ser gorda(o), alguém achar que você não consegue fazer ou realizar alguma coisa, você ficar com medo ou vergonha de ir na academia. Aquele lugar te pertence tanto quanto a qualquer outra pessoa”, escreveu a influencer, aproveitando para lembrar que gordos são pessoas como outras quaisquer.

Como estar acima do peso é algo que muita gente automaticamente relaciona à falta de cuidado com o próprio corpo e até à preguiça, é comum que a conclusão sobre pessoas gordas na academia seja a de que elas estão tentando emagrecer - mas, se pessoas magras não se exercitam apenas para perder peso, quem é gordo também pode ter outros objetivos sem ter de enfrentar julgamentos.

Ainda que isso seja compreensível, não é raro que pessoas “padrão” fiquem admiradas ou confusas com pessoas gordas buscando exercícios sem o objetivo de emagrecer, e Ju busca normalizar isso com uma fala forte. “As pessoas olham? Claro que olham. Mas eu pago a mensalidade tanto quanto eles, me exercito tanto quanto eles, aquele lugar ME pertence”, diz a influencer.

No post, Ju lembra ainda que pessoas gordas não precisam se sentir obrigadas a malhar pelas razões que as pessoas consideram “certas” para elas. “Eu não tô lá pra ficar com o corpo assim ou assado, não estou lá pra ‘corrigir imperfeições’, não estou lá pra ficar igual ninguém. Nós vamos na academia para sentir a POTÊNCIA que são nossos corpos, pra sentir o sangue correndo rápido nas veias e o suor escorrendo pelos poros”, explicou.

Por fim, ela mandou também um recado a quem julga ou se intriga com a presença de pessoas gordas na academia. “Quem tá lá pra lançar olhar torto está lá por motivos errados. Eu tô fazendo o que eu quero da minha vida, quem não gostar… QUE OLHE PRO OUTRO LADO!!!”, afirmou a blogueira.

Representatividade importa

Apesar de não haver nada mais normal do que uma pessoa frequentar e se sentir bem e livre em uma academia, sabemos que os olhares julgadores sobre pessoas gordas as inibem de fazer as coisas mais banais, tais como exercitar-se. Por isso, não é difícil entender por que tantas pessoas enxergaram a espontaneidade de Ju Romano no local como um ato de coragem.

Os comentários no post da influencer mostram como a atitude e o discurso dela são importantíssimos justamente para normalizar esta situação - além de necessário para pessoas gordas sentirem menos medo de frequentar ambientes que, ao contrário do que muitos pensam, são, sim, delas. Entre as mensagens, estão desabafos inclusive que provam o quanto gordos são vistos como incapazes e imperfeitos.

“O que mais me irrita são desconhecidos que vêm me dar ‘dicas’. De tempos em tempos aparecem mulheres desconhecidas pra me dizer q eu deveria usar roupas mais coladas, pq mostra q eu tenho cintura. E tem pessoas aleatórias q aparecem pra me dar dica, dizendo coisas como ‘vc devia andar no elíptico ao contrário tbm, pq ajuda a perder culote’. Oxi, vc me fez tirar o fone de ouvido pra isso? Sai daqui!”, escreveu uma internauta.

“Preciso MUITO perder o ‘medo’ de ir na academia, saio drenada! Isso quando as pessoas não vêm falar com vc de que ‘vc consegue’, ‘tem gente ali pior que vc’, ‘tem um termogênico ótimo!’”, desabafou a também blogueira Maíra Medeiros. Outros comentários ainda agradecem Ju pelo exemplo de autoestima que ela passa para suas seguidoras.

“Ju, vc é um exemplo! Consegue mostrar às suas seguidoras que precisam se amar como são e que cuidar do próprio corpo independente da forma dele faz parte desse amor. Obrigada por inspirar”, disse uma fã da blogueira. “Que fofura esse vídeo de vocês! Eu tão neurótica cheguei ao ponto de achar que tenho que perder uns quilos para começar a ir pra academia. Obrigada pelas palavras!”, afirmou outra.

Autoestima e autoaceitação